16 de dezembro de 2015

A crise Síria contada em dez minutos e quinze mapas

10 comentários:

  1. Respostas
    1. Uma explicação muito verosímil e muito fácil de entender, Catarina.

      Eliminar
  2. Mandaram-me esse filme por mail, o mês passado, e só não o postei no Sexta, porque um dos meus amigos o fez. Não me custa acreditar nele, está muito bem explicado e tem lógica.
    Um abraço e Feliz Natal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Provavelmente a mesma pessoa que mo enviou (Majo), Elvira Carvalho :))

      Eliminar
  3. Não podemos compreender os acontecimentos se os analisarmos apenas à luz da atualidade. Há que estudar a sua história. Este documentário, ainda que sintetizando e abreviando, consegue definir consequências lógicas que explicam os acontecimentos atuais.

    Um beijinho, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode ser polémico (o tema presta-se a isso) mas está muito bem conseguido, Miss Smile.
      Beijinho

      Eliminar
  4. Já conhecia.
    Está muito bem apresentada, a situação. Tão bem que nos leva a ter medo.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Nunca me interessei pela história, cultura e religião do "continente das areias", onde há séculos que nascem, crescem, vivem e morrem no meio de poeiras de reinantes. Como é explicado a dada altura, a dependência do petróleo e gás por outros continentes foi é e será sempre o motivo de conflito, matança, ganancia e fanatismo religioso e nessa bomba puseram, fizeram um belo laço ao que eu chamo de Primavera Árabe. Acrescento o terrível cartão de: Jorge Bush...e temos o que temos.

    Estarei errada Pedro?

    Um abraço


    ResponderEliminar