18 de fevereiro de 2011

Resultados interessantes na Liga Europa


A quatro equipas portuguesas presentes nos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa conseguiram uma prestação globalmente interessante, prometedora.


Destaque natural para a vitória do Porto em Sevilha (2-1).
Porque foi alcançada fora, em Espanha, contra uma equipa forte, que se agiganta em provas a eliminar, que possui grandes jogadores, e porque o Porto marcou dois golos.
A exibição foi muito mais realista do que brilhante.
Com Falcao na bancada, Álvaro Pereira no banco, o Porto passou por algumas dificuldades.
Que conseguiu tornear com grande maturidade.
Com esta vitória em Sevilha, no palco na vitória na Taça UEFA, o Porto ganhou o jogo, ganhou vantagem, ganhou moral.
Continua sem perder esta época nas provas europeias (recorde de Mourinho igualado) e fica muito perto dos oitavos-de-final.
Mas há que ter atenção ao Sevilha no jogo do Dragão.
Os sevilhanos têm uma frente ofensiva tremenda (Navas, Kanouté, Fabiano).
Em contraste total com uma defesa muito fraca.
Muito boas perspectivas para passar à fase seguinte.

Quem também ganhou, e também por 2-1, foi o Benfica.
Mas a vitória do Benfica é algo traiçoeira.
O golo que o Estugarda marcou na Luz pode revelar-se perigoso.
Sem se perceber muito bem porquê, o Benfica mostrou, mais uma vez,  a bipolaridade que tem caracterizado a equipa esta época - muito forte e confiante nas provas internas; muito nervosa e titubeante nas provas europeias.
Só assim se pode compreender que, a jogar na Luz, com o penúltimo classificado da Bundesliga, o Benfica tenha passado 50 minutos a perder, tenha ouvido assobios da bancada, tenha tido tantas dificuldades para ganhar o jogo.
O Benfica parte em vantagem.
Mas a viagem à Alemanha vai ser complicada.
E é bom que Jorge Jesus perceba isso e transmita essas dificuldades aos seus jogadores e aos sócios.
Aquele discurso idiota de assustar os alemães fez ricochete.
Nesse particular, Jorge Jesus e André Villas-Boas são iguaizinhos - não sabem despir a camisola de adeptos mesmo quando estão na condição de treinadores.
Um grande defeito.
Ainda assim, boas perspectivas.

Resultado positivo também o conseguido pelo Sporting na Escócia (1-1).
Em constante desassossego, os leões conseguem um importante empate, com golos, no terreno do Glasgow Rangers, uma equipa sempre complicada de defrontar.
E conseguem moral e tranquilidade antes do dérbi com o Benfica da próxima segunda-feira.
Matías Fernández, a um minuto do fim, pode ter dado a passagem na eliminatória ao Sporting.
Paulo Sérgio prometera que o Sporting maracaria golos no Ibrox Park.
Demorou 89 minutos, mas o golo chegou.
E pode ser mesmo de ouro.
Sem fazer uma exibição brilhante, longe disso, os leões podem ter dado um passo importante na tentativa de passagem desta eliminatória.
Para já, na próxima quinta-feira, e em Alvalade, entram em vantagem.
Quem tem que correr atrás do prejuízo são os escoceses.
Que, sendo algo complicados, também não são nada de extraorinário.
Cenário interessante.

Mais complicada a tarefa da única equipa portuguesa derrotada na noite europeia de ontem.
O Braga perdeu na Polónia (1-0), não marcou, e tem agora uma tarefa árdua pela frente para conseguir eliminar a equipa polaca.
Num jogo fraquinho, debaixo de neve, com um relvado muito mauzinho, o Braga jogou muito pouco.
E acabou por perder o jogo perante um Lech Poznan muito "tenrinho" com um golo sofrido a 18 minutos do fim.
Os polacaos estão perfeitamente ao alcance do Braga.
Mas será complicado.
O resultado de 1-0 é sempre algo ingrato.
E a equipa do Braga está muito longe daqueles bravos guerreiros minhotos, muito fortes, da época passada.
Passagem possível, mas muito complicada.




Resultados e marcadores dos jogos da primeira mão dos dezasseis-avos-de-final da Liga Europa:




3ª feira, 15 de Fevereiro:

Aris-Man City, 0-0



5ª feira, 17 de Fevereiro:

Rubin Kazan-Twente, 0-2

(Jong, 77m; Wisgerhof, 88m)

Metalist Kharkiv-Leverkusen, 0-4

(Derdiyok, 23m; Castro, 72m; Sam, 90m, 90m)

Napoles-Villarreal, 0-0

Anderlecht-Ajax, 0-1

(Alderweireld, 32; Eriksen, 59; El Hamdaoui, 67)

Lech Poznan-Sp. Braga, 1-0

(Rudnevs, 72)

Besiktas-Dínamo Kiev, 1-4

(Quaresma, 37) (Vukojevic, 27; Shevcehnko, 50; Yusuk, 50; Gusev, 90 g.p.)

Benfica-Estugarda, 2-1

(Cardozo, 70; Jara, 81) (Harnik, 21)

BATE-PSG, 2-2

(Bressan, 16; Gordeychuk, 81) (Erdinc, 30; Luyindula, 89)

Rangers-Sporting, 1-1

(Whittaker, 66) (Matias Fernandez, 89)

Young Boys-Zenit, 2-1

(Lulic, 46; Mayuka, 90) (Lombaerts, 20)

Sparta Praga-Liverpool, 0-0

Basileia-Spartak, 2-3

(Frei, 35; Streller, 41) (Kombarov, 61; Dzyuba, 70; Ananidze, 90)

PAOK-CSKA, 0-1

(Necid, 29)

Sevilha-FC Porto, 1-2

(Kanoute, 65) (Rolando, 58; Guarin, 85)

Lille-PSV, 2-2

(Gueye, 6; Túlio, 31) (Bouma, 83; Toivonen, 84)

Sem comentários:

Enviar um comentário