14 de fevereiro de 2011

Porto e Benfica "In a league of their own". Real vence e aproxima-se do Barcelona

O Porto ultrapassou um dos mais difíceis obstáculos (teoricamente) que ainda restavam na caminhada rumo ao título.
A vitória em Braga (2-0) pode revelar-se fundamental no balanço final desta Liga.
André Villas-Boas cumpriu o seu papel e retirou essa carga decisiva a este jogo.
Do outro lado, também cumprindo o seu papel, Jorge Jesus referiu-se a um jogo que permitia ao Benfica acalentar algumas esperanças de o Porto perder pontos.
Conditio sine qua non para o Benfica poder ainda discutir o título.
Dependente apenas de si mesma, a equipa do Porto dominou o jogo todo em Braga, misto de mérito próprio e de falta de atrevimento da equipa do Braga (deu a sensação que o Braga apenas queria empatar o jogo).
E, naturalmente, ganhou.
Dois golos de Otámendi, a figura do jogo.
Um central de classe, que não percebo como pode ficar no banco tantas vezes a ver jogar um jogador vulgar como é Maicon.
O Porto conserva a vantagem e vai ficar a ver o dérbi Sporting/Benfica confortavelmente instalado no sofá.
Com a vitória em Braga o Porto já é campeão?
Claro que não.
Mas, obviamente, ficou muito mais perto disso.
Grande exibição do Benfica na Luz perante um apagado Guimarães.
O 3-0 final até acaba por se revelar um resultado curto para uma produção ofensiva sufocante do Benfica.
O Benfica dominou o jogo todo, a vitória nunca esteve em causa, e os números até podiam ser superiores.
Cardozo falhou um penálti (mais um), duas bolas nos ferros, um golo mal anulado.
Tudo perante um apático Guimarães.
O Benfica vai ganhando jogos sucessivamente, está a jogar cada vez melhor, tudo isto numa altura da época em que tudo se decide.
Mas, como bem acentuou Jorge Jesus, na Liga não está dependente de si próprio.
E esse é um problema sem solução.

Resultados:

Nacional
0-1
UD Leiria
 Estatísticas ao minuto
Olhanense
2-2
Sporting
Estatísticas ao minuto
Rio Ave
2-0
Portimonense
 Estatísticas ao minuto
Naval
3-1
Académica
 Estatísticas ao minuto
P. Ferreira
1-0
Marítimo
 Estatísticas ao minuto
Benfica
3-0
V. Guimarães
 Estatísticas ao minuto
SC Braga
0-2
FC Porto
 Estatísticas ao minuto
14-02
Beira-Mar
20:15
V. Setúbal
Em Espanha, o Real Madrid, de Mourinho, Ronaldo, Pepe e Ricardo Carvalho, ganhou em Barcelona ao Espanyol e reduziu a desvantagem para o Barcelona.
O Real, que jogou o jogo quase todo com 10 jogadores (Casillas foi expulso aos 2 minutos), marcou o golo da vitória por Marcelo aos 24 minutos de jogo e fica agora a cinco pontos do líder Barcelona.
A ferver a luta pelo título em Espanha.

2 comentários:

  1. Nojenta tem sido a troca de palavras entre os dirigentes do SLB ( com o ex-governante Rui Gomes da Silva a assumir inusitado protagonimo) e André Villas Boas. Se o FC Porto nao ganhar o campeonato, o rapaz nunca mais se endireita mas, se ganhar, a corja trauliteira benfiquista já prepara a Missa do costume: perderam, porque o FC Porto foi beneficiado. Não há pachorra!

    ResponderEliminar
  2. O Villas-Boas ainda não conseguiu despir a camisola de adepto.
    E continua a falar com o coração.
    Essas desculpas patéticas que vêm das bandas da Luz merecem apenas ser ignoradas.
    O Porto vai ser campeão.
    E vai ser campeão porque foi melhor durante todo o ano.
    Não foi só num jogo.
    O resto é treta.

    ResponderEliminar