13 de novembro de 2018

Formação em línguas e boas maneiras?


O sector dos táxis, que insiste em manter-se à margem da lei, apresentou agora nova proposta que só pode ser encarada com mais uma prova da desfaçatez de quem acha que tudo pode porque tudo lhe é permitido.
Multas mais pesadas é uma má ideia, dizem os representantes destes meliantes.
E eu até concordo, não é com multas mais pesadas que se resolvem os problemas.
Até se podem agravar.
Porque essas multas se podem repercutir em mais casos de cobranças excessivas para fazer face aos “prejuízos” decorrentes dos encargos com a liquidação dessas multas.
O que já é o cúmulo da pouca vergonha é sugerir que os infractores vejam a licença de taxista suspensa, no máximo pelo período de um mês, para poderem receber formação em línguas e boas maneiras.
Formação? Em línguas e boas maneiras? Mas não era suposto que tivessem algum conhecimento de línguas e tivessem boas maneiras? E, a existir essa formação, seria custeada por quem?
Enquanto não houver coragem política para começar a cancelar licenças de táxis e taxistas, que os próprios donos das licenças dos táxis reconhecem ter muitas "ovelhas negras"(sic), não se resolve problema nenhum.
Até lá, todas estas manobras de diversão, bizarras, sem vergonha, não passam de papas e bolos.
Para enganar tolos.
Quando é que vamos de uma vez por todas deixar de ser tolos, e tratados como tolos, por gente que não merece o mínimo de respeito?

57 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. Pelo que tenho lido aqui, Macau não é um lugar ideal para se viver...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há algum lugar ideal para se viver, Catarina?
      Todos têm pontos positivos e outros nem por isso.

      Eliminar
    2. Gostei muito de Sydney.
      A Mariana adorou e é um dos destinos que tem em mente para estudar.

      Eliminar
  3. Caro Pedro, só respeito quem se dá ao respeito.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Coisa que esta gente não faz, António.
      Não respeitam nada nem ninguém.
      Um carradão deles deviam estar presos.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Pelo que leio, a classe dos taxistas em Macau, lembra-me a nossa no século passado.
    Abraço

    ResponderEliminar
  5. Já tinhas falado disto aqui há tempos...
    Sem falar de taxista: a mudança só acontece a médio prazo e passa sempre pela educação - é tipo um principio de vida para mim!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema é que estes tipos parece que são intocáveis e incuráveis, Boop ...

      Eliminar
  6. A educação e o respeito em primeiro lugar, sempre.

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  7. Por aí esta faceta negativa, por aqui um "pandemónio" com as "relações com a "UBER" ! ... Os taxistas (sem grande preparação) ainda não entenderam que se trata de uma "guerra perdida" !
    terão, mais tarde ou mais cedo, que entender que o mundo evolui, que há organizações internacionais já mais evoluídas, transparentes e com melhor preparação, relativamente aos transportes públicos (automóvel) e que se instalam nos vários países, legalmente !
    Aí de uma maneira, por aqui de outra.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A UBER foi corrida em três tempos.
      Até nisso estes sacanas conseguiram eliminar a concorrência de uma penada.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. É um sector que não passa de uma cooperativa de gente mal formada e não é só aí.
    Um abraço e boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui há uma data deles que são criminosos, Francisco.
      Literalmente.
      Como é que ainda andam nas ruas???
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Pedro, tu tens um ódio de estimação aos taxistas.
    "Formação em línguas e boas maneiras" é agora que vais começar a gostar de andar de taxi...
    Aqui a praga é igualinha, meu amigo.
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é, Teresa.
      Os taxistas daí, comparados com estes, são uns santos.
      Estes gajos são criminosos.
      Beijo

      Eliminar
  10. Não é a primeira vez que publicas o péssimo serviços prestados pelos taxistas de Macau.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não será a última, infelizmente.
      As autoridades não os confrontam, não os detêm, tem que ser a sociedade civil a tomar a dianteira.

      Eliminar
  11. Acho que péssimos serviços existem em todo o lado :))

    "Dando asas ao coração"

    Bjos
    Votos de uma óptima Terça - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui são péssimos serviços, péssimos veículos, péssima atitude, violação flagrante da lei.
      Bjs

      Eliminar
  12. Ja apanhei de tudo bons e maus. Mas aí isso tá mau.
    Deixem de os usar, havera melhores alternativas digo eu :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há, Mena Almeida, o problema é esse, ausência de alternativas.

      Eliminar
  13. Como em todas as profissões há de uns e de outros e já apanhei de tudo.
    Contudo o meu filho agora só usa a UBER!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há de tudo, efectivamente.
      Mas há DEMASIADOS criminosos.
      Literalmente!
      Abraço

      Eliminar
  14. Será que os taxistas daí e para terem tanto poder e descaramento estão incluidos nas famosas tríades???

    Aqui não sei onde estão , mas também devem ter algo assim por trás...

    Oh, tristeza !!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não posso afirmar isso peremptoriamente, São.
      Mas...que las hay, las hay.

      Eliminar
  15. Complicado...Começa-se a perder o respeito!!!

    És o meu porto seguro...
    Beijos e um excelente dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já se perdeu há muito tempo, Cidália Ferreira.
      Revolta e envergonha.
      Beijos

      Eliminar
  16. É uma "classe", que parece não evoluir, embora já se note alguma melhoria, sobretudo nos mais novos.

    As "Boas Maneiras" deveriam ser adquiridas pela educação, k lhe foi ministrada pelos pais ou familiares mais próximos e a questão das Línguas, acho que as expressões mais correntes, todos já deveriam saber.

    De facto há só o título do poema e não há, por enqto, poema novo. Eu estava a trabalhar no novo poema e em vez de clicar em guardar, cliquei em publicar et voilà! Sorry!

    Beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O erro da CÉU não é grave e corrige-se facilmente.
      Já o destes fdp...
      Beijinho, boa semana

      Eliminar
  17. Boas maneiras, onde é que elas estão? Os nossos governantes deveriam dar o bom exemplo, mas não o dão. É assim a modos de cumpram o que eu vos digo mas não olhem para o que eu faço!

    Tenha um bom dia caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui não vai com exemplos.
      Só com medidas de força. e sem tibieza.
      Aquele abraço

      Eliminar
  18. Ou quem tem o poder para tentar alterar e resolver esse problema tem medo ou está de conluio com eles.
    Uma triste situação.
    Boa semana
    Beijinhos
    Maria
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu patrono gostava muito de dizer pois, Maria Rodrigues.
      Não digo mais nada.
      Beijinhos, boa semana

      Eliminar
  19. Oi amigo! Tudo bem por aí? Dando as caras aqui depois de um sumiço! Tenha uma ótima semana.

    O Planeta Alternativo

    ResponderEliminar
  20. To surpresa! Posso dizer que aqui (no meu Estado, RGS) não tenho problemas com táxis, evoluíram bastante dada a concorrência com os 'Uber', passaram a lavar seus carros por dentro, por fora, são educados, balinhas... E também estão virando 'aplicativos'.
    Beijo, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui eliminaram a concorrência da UBER em meia dúzia de dias, Tais Luso :(
      Beijo

      Eliminar
  21. Sou uma utente pouco frequente desses serviços, mas das poucas vezes, nunca tive problemas com nenhum taxista, Pedro.
    Sempre foram correctos e amáveis, mas...parece que nem todos são iguais.
    Boas maneiras está implícito que haja em qualquer relacionamento de prestação de serviços e, neste caso em particular, saber pelo menos inglês. Agora essa ideia peregrina, da pausa para formar taxistas, é que brada aos céus. Enfim...cada terra com seu uso!!

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não querem formação nenhuma, Janita.
      Isto são só manobras de diversão de uma cambada de criminosos que deviam estar presos.
      Beijinhos

      Eliminar
  22. Não posso opinar porque não conheço Macau, mas devo dizer que ando muito pouco de táxi por cá e quando ando sou sempre muito exigente!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se tentar ser exigente aqui é capaz de ter mau resultado...

      Eliminar
  23. E depois queixam-se da concorrência dos serviços da Uber... Ai, ai!

    ResponderEliminar
  24. Não uso táxi, mas a minha filha usa com frequência e costuma dizer que alguns são umas bestas!

    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se vier a Macau acha que os portugueses até são uns gajos porreiros, Adélia.
      Beijinho

      Eliminar
  25. Se algum dia for a Macau, não me posso esquecer de não utilizar serviço de táxi.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Use os autocarros das operadoras de Jogo, Magui.
      Bons, limpos, sem chatices.

      Eliminar
  26. Está-se a tentar ir a bem e não contrariar o lobby :(

    ResponderEliminar
  27. Na mouche!!!
    Gostei muito da proposta de quererem ser premiados quando são cumpridores...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É o cúmulo da desfaçatez, não é Orange Pekoe?
      Ser premiado por cumprir a lei.

      Eliminar