14 de novembro de 2018

Ano siguinte tudo genti tem aumento


Já passaram uns anos desde que o grande dinamizador da Dóci Papiaçam di Macau, o meu amigo Miguel de Senna-Fernandes, tornou a expressão "ano siguinte tudo genti tem aumento" famosa.
Foi num jantar com o anterior Chefe do Executivo, Edmund Ho, que o Miguel com esta expressão o “entalou” na promessa de aumentar os salários em Macau.
Deu risota, foi bem aceite, e foi uma promessa involuntária(?) mas cumprida.
O actual Chefe do Executivo deve ter-se lembrado deste episódio ao preparar as Linhas de Acção Governativa que vai apresentar já esta quinta-feira na Assembleia Legislativa.
Aquelas curtas palavras em Pequim, e aquele sorriso maroto, são facilmente descodificáveis – ano siguinte tudo genti tem aumento.
No último ano de governação, Chui Sai On vai “partilhar os frutos do desenvolvimento económico com a população” (sic).
Ano siguinte tudo genti tem aumento.
Os funcionários públicos vão ser aumentados (os tais 3.5% que são segredo), haverá aumento dos subsídios, das devoluções de impostos, reduções de outros impostos, aumento do valor pecuniário dos cheques anuais.
Não se esperam grandes novidades destas que serão as ultimas Linhas de Acção Governativa apresentadas por Chui Sai On.
Mas haverá de certeza muita$ novidade$.
Ano siguinte tudo genti tem aumento!

32 comentários:

  1. É quase sempre assim no principio de cada ano. Toda a gente tem aumento. No receber e no pagar. Regra geral aumentam mais as coisas a pagar, rendas água, luz, gás, transportes, alimentos etc do que o aumento do ordenado. Pelo menos aqui.
    Abraço

    R: Não é santinho. É a 5ª cláusula do contrato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este ano é diferente, Elvira Carvalho.
      É o último ano de governação deste Chefe do Executivo, os cofres estão (muito) cheios, ninguém quer chatices (já basta Hong Kong), vai ser distribuir dinheiro à malta.
      Abraço

      Eliminar
    2. Há que ficar bem na fotografia amigo Pedro já que está de saída.
      Um abraço e continuação de uma boa semana.

      Andarilhar
      Dedais de Francisco e Idalisa
      O prazer dos livros

      Eliminar
    3. Precisamente isso, Francisco.
      Deixa-me ficar bem no retrato e quem vier a seguir que limpe a m....
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. É esperar para ver....prometer não custa....

    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aposto que não andarei muito longe da realidade, Isabel Sá

      Eliminar
  3. Muitos só prometem, mas pode ser que tenham sorte :)) Adorei ler.

    Hoje com: Trilhos da Solidão

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não serão promessas, Larissa Santos.
      Acredito que será mesmo assim.
      Bjs

      Eliminar
  4. Então, "qui" venha aumento, "qui" povo gosta-rs.

    Pois, continuará a não haver novo poema no meu blogue, pke está a ser trabalhado e como tal está guardado.

    Beijinho, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O patuá macaense, o papiá cistãm que a Dóçi Papiaçam di Macau nos oferece, CÉU.
      O Miguel, um dos gajos mais porreiros que conheço, é filho do grande escritor Henrique Senna-Fernandes, também ele um eterno bem disposto.
      Beijinho

      Eliminar
  5. Boa sorte com os aumentos! Toda a gente gosta, desde que nao aumentem os custos de vida tambem claro :)

    ResponderEliminar
  6. Que bom!
    Por aqui toda a genti espera isso no ano seguinti, mas não dá para todos aquilo que querem e a que têm direito.
    Vamos a ver como fica a contagem do tempo de serviço dos professores agora que se anuncia uma aliança entre o PCP, o BE e a direita!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Macau tem MUITO dinheiro.
      Pode dar umas benesses que não fazem mossa.
      Abraço

      Eliminar
  7. Estou sempre a espera que na mudança venha algo de bom.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vem dinheiro.
      O que pode também implicar inflação.
      Vamos aguardar.

      Eliminar
  8. Boa notícia essa, acho.

    Desde que me aposentei , não tive aumento algum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Distribuição de dinheiro, São.
      O mais fácil quando há muito para distribuir.

      Eliminar
  9. Por aqui também disseram, já desde o ano passado que:
    " Ano siguinte tudo genti tem aumento".
    Pura falácia...
    Aí, ao menos, é para cumprir.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui é para cumprir, Janita.
      Até para o Chefe fazer boa figura no fim do mandato.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Passei para te ler....
    Boa semana...
    Saudade

    ResponderEliminar
  11. Se é para mudar, que mudem para melhor! mas duvido!

    Embriagada na luz da fantasia
    Beijos - Boa Noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui há dinheiro para distribuir, Cidália.
      Vem aí ma$$a.
      Ninguém tem dúvidas disso.
      Beijos

      Eliminar
  12. Aqui em Portugal. Desde o tempo da Troika e do Candimba. Tudo genti tem tido desaumento. Todos querem mais, mas o dinheiro não chega para tudo. Há que aguentar os cavalos com os rédeas curtas!

    Tenha uma boa noite caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui dinheiro é o que há mais, Amigo Eduardo.
      Faltam outras coisas, dinheiro não.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. Não há como viver na terra das patacas,
    que continuam a dar jus à sua fama.😊
    Beijinhos, Pedro.
    ~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pior é que atrás destes aumentos vêm outros, Majo.
      Macau é um sítio caro para viver.
      Terá previsivelmente o maior PIB mundial em 2020.
      Mas essa é só uma das faces da moeda.
      Beijinhos

      Eliminar
  14. Os tugas do governo de cá podiam seguir o exemplo
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Cuidado Vanessa...!!!

    ResponderEliminar
  15. Aumento? Há anos que nao sei o que isso é ;(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aumentos, Magui.
      Não será só o salário.
      Haverá mais.
      Há ma$$a para fazer boa figura no último ano de governação.

      Eliminar