5 de novembro de 2018

Carlos Barbosa de Oliveira


Hoje não haverá a habitual rubrica de humor.
Carlos deixou-nos.
Este convívio que é a blogosfera fica mais pobre (já tinha sido assim com a partida da Teté) e apetece tudo menos rir.

BOA SEMANA 

66 comentários:

  1. Pedro,
    Sabe...
    Moro longe dos meus amigosafilhados mais chegados que irmãos,
    e alimento saudades profundas, mas nos vemos quando
    podemos, vamos até eles e eles vem até nós ou
    nos encontramos no meio do caminho de cada um
    só para estarmos juntos.
    Na vida em geral e na Blogsfera
    Eu tenho tentado aproveitar o máximo possível
    das pessoas que eu gosto e e no que depender
    da minha parte vou fazendo a minha parte.
    Quero ter a certeza de que
    fiz meu melhor quando eu me for ou quando eles se
    forem. A cada notícia de perda irremediável como
    é a morte eu sofro, outro dia foi embora o João,
    em seguida a Isolda e Eu consegui conhece-los pessoalmente...
    Mas fiz meu melhor.
    Esse texto me diz muito:
    de John Donne(trecho)
    (...)
    "Nenhum homem é uma ilha, isolado em si mesmo; todo homem é um pedaço do continente, uma parte da terra firme. Se um torrão de terra for levado pelo mar, a Europa fica diminuída, como se fosse um promontório, como se fosse o solar dos teus amigos ou o teu próprio; a morte de qualquer homem me diminui, porque sou parte do gênero humano, e por isso não me perguntes por quem os sinos dobram; eles dobram por ti."(...)
    Abraço amigo.
    Catiaho do Blog Espelhando.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É a segunda pessoa aqui desta comunidade virtual que parte, Catiaho.
      Não foi inesperado.
      Mas é sempre um choque.
      Abraço

      Eliminar
    2. É o terceiro amigo virtual que perco, e não falo da Teté que não conhecia. O primeiro, António, há quase dez anos, tinha apenas 28 anos e morreu de cancro. A Fernanda três anos depois foi um choque tremendo porque nem sequer estava doente morreu no dia 25 de Abril, de ataque cardíaco fulminante. E tinha sido a primeira amiga virtual a passar ao mundo do pessoal. Meu marido tinha acabado um ciclo de 38 sessões de radioterapia. e nós tínhamos ido para as termas em S. Pedro do Sul, para ele recuperar. Quando vim no final do mês foi um choque.
      Agora foi o Carlos. E o choque não foi menor. Eu não lido muito bem com a morte. Fico sempre sem chão e o meu corpo ressente-se. Racionalmente eu sei que ela é inevitável que é uma viagem que mais dia menos dia todos fazemos, Mas emocionalmente fico de rastos.
      Abraço

      Eliminar
    3. Quem é que lida bem com a morte, Elvira Carvalho?
      Quem é que lida bem com o fim?
      Sem o Carlos este espaço fica mesmo mais pobre.
      Abraço

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Uma péssima maneira de começar o dia, Fatyly - receber um mail que dava conta da partida do Carlos.
      Que repouse em paz.
      Um abraço, boa semana

      Eliminar
  3. Bom dia
    Um abraço é tudo que posso dar neste momento .
    Uma boa semana !!
    JAFR

    ResponderEliminar
  4. Lamento muito a partida do Carlos...
    Uma semana agradável.
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todos lamentamos, Majo.
      Viveu uma vida cheia e isso é um pequeno consolo.
      Beijinhos, boa semana

      Eliminar
  5. Respostas
    1. E merece essa Paz porque nos últimos anos passou um mau bocado.

      Eliminar
  6. A morte...essa palavra assustadora e dificil de aceitar...
    Força para os que cá ficam.
    Boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não foi inesperado, é sempre chocante, Isabel Sá.
      Boa semana

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Ele já tinha avisado, Francisco.
      Mas é sempre um choque.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  8. Conheci tarde o Carlos, tardíssimo!
    Os amigos da blogosfera jamais morrem, pois os seus textos estão lá para continuarmos lendo e recordando.
    Que falta faz a nossa Teté... a meiguice personificada!
    Beijo, Pedro, e boa semana. Com saúde!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os blogues deles estão e vão ficar ali na barra lateral, Teresa.
      Eles partiram, o que foram partilhando connosco fica.
      Beijo, boa semana

      Eliminar
  9. Somos uma família Pedro, e o Carlos pertencia à família.
    Lida-se melhor com a partida de alguém quando, apesar da amizade existir, não privamos pessoalmente com as pessoas. Mas mesmo assim é um vazio enorme que fica no nosso quotidiano.

    (a partida da Teté é ainda, para mim, uma dor que não passou)

    Beijinho solidário

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. não sendo inesperado é sempre chocante, violento, Afrodite.
      Que repouse em paz.
      Beijinhos

      Eliminar
  10. Mais um amigo que (me) deixou saudade e vazio.Já fora o Zé Casal, a Teté, o Jesus, ....

    Nós sabemos que qualquer um deles sofreu bastante e que finalmente repousou, mas é sempre muito triste ver partir para sempre alguém com quem comvivemos durante anos.

    Boa semana, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofrer é o mais assustador, São.
      Passar os últimos anos da vida em sofrimento, e a fazer sofrer quem nos é próximo, é muito triste.
      Boa semana

      Eliminar
    2. Por isso defendo a morte assistida e a eutanásia, Pedro !

      Eliminar
  11. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Vosso amigo não era meu amigo virtual, mas acompanhava os comentários dele em páginas de amigos em comum.
    Sabia que ele estava a padecer de câncer ou, como dizem no reino distante além-mar, cancro.
    Lastimo saber que o renomado jornalista partiu de maneira compelida no Expresso da Eternidade.
    Minhas condolências à família e amigos.
    Saudações compungidas resistentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Carlos viveu muito e viveu intensamente, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Infelizmente, os últimos anos de vida, foram exactamente o oposto.

      Eliminar
  12. Bom dia:- Que descanse em Paz. Estou comovido.
    .
    * Desnorte na Morte do Sentimento *
    .
    Cumprimentos poéticos.

    ResponderEliminar
  13. Não era, penso eu sua seguidora, mas quando saiu a noticia (acho que) no blogue da Janita. Fui ler. Onde já estava um texto em jeito de despedida. Coisas que custam sempre!

    Paz à sua Alma!

    Silêncio desmedido
    Beijos e uma excelente semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era um tipo corajoso, Cidália Ferreira.
      Sem medo de dizer o que pensava.
      Beijos, boa semana

      Eliminar
  14. Em sintonia consigo, Pedro.
    Boa semana, um abraço.

    ResponderEliminar
  15. Fiquei siderada, o meu afastamento da blogosfera levou-me a desconhecer que estava doente!

    Abraço

    ResponderEliminar
  16. Não era seguidora do Carlos, mas li a carta de despedida dele numa partilha no facebook, fiquei chocada,porque sempre que alguém da blogosfera parte, é também um pouco de nós que parte também.
    Que descanse em paz.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sofreu um bocado nos últimos anos, Manu.
      Estava a precisar de repouso.
      Beijos, boa semana

      Eliminar
  17. Fiquei tão triste, pois apreciava o que escrevia e li o ultimo texto, na altura e fiquei a pensar... E recebo esta noticia!
    =(
    Bjinhos e noite quentinha
    Por aqui com, Beleza rompendo o céu

    ResponderEliminar
  18. Respostas
    1. Precisa de repouso, Daniela.
      Porque sofreu um bocado nos últimos anos.
      Bjinhos

      Eliminar
  19. Chegou o dia mais durma em paz, obrigado pela visita.
    Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
  20. Não conhecia o Carlos nem o seu blog.
    A partida de alguém é sempre um momento de tristeza e abandono.
    Abraço Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já há algum tempo que se previa esta partida.
      Mas custa sempre.
      Abraço

      Eliminar
  21. É verdade Pedro, a Blogosfera ficou mais pobre !
    Onde estiver que esteja que a Paz o premeie !!!
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Carlos era um tipo que dava vida e pica a isto, Ricardo.
      Sem medo de ter opiniões e as exprimir.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  22. Há sempre uma certa incredulidade perante a morte de quem conhecemos. Achamos que não é possível,mas é, infelizmente. E o facto de, na blogosfera, o "conhecer" ser por norma virtual não diminui esse sentimento.

    ResponderEliminar
  23. A vida por vezes prega-nos cada partida
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foram anos a sofrer com aquela maldita doença, Kique.
      Aquele abraço

      Eliminar
  24. Estou triste demais, Pedro.
    Embora fosse uma amizade virtual, foi uma amizade de mais de dez anos.

    "Até um dia, num qualquer IQ 84, em convívio com Murakami."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As amizades virtuais levam a grandes partilhas, Teresa.
      E deixam grandes vazios.

      Eliminar
  25. Creio que não blocava com o Carlos, mas era um dos nossos co-habitantes deste universo blogueiro.
    Por isso, os meus sentidos pêsames a todos os seus amigos.
    Já da Teté...nem ouso perguntar o apelido...


    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ambos foram vítimas da mesma terrível doença, João Menéres.
      E ambos sofreram um bom bocado antes de partir.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  26. Nao conhecia, mas de qualquer modo e sempre triste perder um amigo nem que seja virtual. Os meus sentimentos Pedro, para si e para a familia do Carlos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está a repousar depois de muito ter sofrido nos últimos anos, Sami.

      Eliminar
  27. Acreditas que me apetece dizer muita coisa mas o que me sai é mudo?
    Fui ler o último post. Fantástico. Fantásticas palavras que transmitem o interior de um ser humano num momento tão único como o nascer. O partir. Sinto-me muda. Mergulha-se num silêncio contemplador. É assim, sabemo-lo bem. Por um lado, foi o desfecho para o sofrimento vivido. Mas sentimos a ausência dessa luz que vai brilhar para parte onde não a podemos seguir. Até a Magana nos visitar também. Resumiu-se como uma alma inquieta. Fez o seu epiáfio e marcou, como todos nós marcamos, um pouco a alma da blogosfera.

    Grande Rochedo!
    Clap, clap, à sua vida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viveu muito e intensamente, Portuguesinha.
      E agora está a repousar.

      Eliminar