28 de fevereiro de 2018

Matadouros de seres humanos


Matadouros de seres humanos foi a expressão terrível que Zeit Ra’ad Al Hussein, Alto Comissário das Nações Unidas para os Direitos do Homem, utilizou para classificar a situação catastrófica que se vive na Síria, República Democrática do Congo, Burundi, Iémen e Birmânia.
Limpeza étnica, matança indiscriminada, populações que vivem na incerteza dos novos horrores que o dia de amanhã lhes trará.
Crianças, jovens, velhos, homens, mulheres, civis, militarizados, a barbárie não poupa ninguém nem conhece limites.
Pela primeira vez vejo alguém frontalmente assumir a absoluta inoperacionalidade das Nações Unidas.
Uma confissão que tem muito de frustração e de revolta vinda de um titular de um alto cargo dentro da Organização.
Zeit Ra’ad Al Hussein é um homem de coragem.
Já o tinha demonstrado quando activamente defendeu a criação do Tribunal Penal Internacional, acabando por ser eleito para o dirigir.
Demonstrou-o novamente agora ao apontar a dedo os países onde estas atrocidades acontecem e os países mais responsáveis pelas mesmas.
Os regimes que martirizam as suas populações não o poderiam fazer se os titulares do malfadado direito de veto dentro do Conselho de Segurança das Nações Unidas não o permitissem.
Não todos os países porque Zeit Ra’ad Al Hussein identificou claramente quem são os Pilatos dos tempos modernos – Rússia, China, Estados Unidos, os países mais poderosos, os que deveriam ser os maiores garantes do respeito e da protecção dos mais básicos direitos humanos, são os que mais fecham os olhos à realidade e fazem sobrepor os seus interesses estratégicos à protecção dos mais fracos e oprimidos.
A Carta das Nações Unidas é um documento cheio de boas intenções.
Infelizmente cada vez mais só isso mesmo, boas intenções.
E de boas intenções está o inferno cheio, ensina a sabedoria popular.
Mas as boas intenções, podendo encher o inferno, de nada valem em infernos na Terra,  como bem os caracterizou António Guterres.

51 comentários:

  1. É a estupidez do ser humano, 'evoluímos' muito em tecnologia, ciência e descobertas e 'involuímos' nos sentimentos, no trato com o ser humano. É incompreensível. Vergonhoso.
    Beijo, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Revoltante o que passa naqueles países e o silêncio cúmplice dos outros, Tais Luso.
      Mundo cão!!
      Beijo

      Eliminar
  2. bom dia
    infelizmente sempre foi assim e sempre assim será ate ao fim dos nosso dias. É como diz o amigo " o mundo está cheio de boas intenções "
    JAFR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As boas intenções não dão alimento nem segurança a ninguém, Joaquim Rosário.
      E muitas vezes não passam de aparência de boas intenções como amanhã veremos.

      Eliminar
  3. Sempre foi e irá continuar infelizmente. Ó que mundo este :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só cachorradas, Mena Almeida.
      Às vezes custa acreditar :(

      No dia dessa visita a Olimpia fui valentemente aldrabado.
      Uma nota falsa de 50 euros.
      Entregue por uma CAIXA AUTOMÁTICA de UM BANCO em Katakolon.
      E só descobrimos já estávamos em Roma.
      Para lá ficar um dia antes de voltar para Macau.
      Ficou de recordação.

      Eliminar
  4. E pensava eu quando era jovem que no século XXI já nada disto existia, constato tristemente que me enganei redondamente.
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não devia existir, Francisco.
      Mas não só existe como parece estar cada vez pior :(
      Aquele abraço, continuação de boa semana

      Eliminar
  5. Uma vergonha para os senhores da terra se eles tivessem.
    O holocausto do século XXI.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em vários pontos do Planeta, Elvira Carvalho.
      E perante a hipocrisia de muitos.
      Amanhã há mais no mesmo registo.
      Abraço

      Eliminar
  6. Respostas
    1. Que causam uma revolta imensa, Francisco Emanuel.
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Bom Dia. É triste. Não há palavras, enfim :((

    Bjos
    Votos de uma boa Quarta-Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amanhã vou trazer aqui mais um exemplo da hipocrisia que governa o nosso Mundo, Larissa Santos.
      Bjs

      Eliminar
  8. Uma situação revoltante que me choca e o pior é que há aqueles Pilatos que podiam intervir e lavam as mãos.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só intervêm se e quando lhes interessa, Manu.
      Beijos

      Eliminar
  9. Guerras de ódio é sempre um horror que eu nunca imaginei existir no nosso século, são animais selvagens contra cordeiros indefesos.

    ABRAÇO

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Massacre de gente indefesa, António Querido.
      Crimes contra a Humanidade muito provavelmente.
      Que vão passando impunes.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. is really nobody thinking about why all these muslim countries are suffering with such humiliations .

    each country who is going under such terrible situation is muslim territory where worst is happening with innocent civilians for no fault except they live in a muslim country .
    Palestine ,Kashmir (near us) syria,iraq .
    Iran and Turkey are also in the list including my country .
    where is the world 's national assembly and world's court ?
    where are the most powerful decision makers who have put these countries in this phase and giggling while having drinking about them ?Though they speech hypocritically

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tomorrow I'll gringo here the hiprocisy of one of those countries, baili.
      With belo of one of the biggest murderers alive.

      Eliminar
  11. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Por que tem que ser assim?
    Caloroso abraço. Saudações inconformadas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tem que ser assim nem devia ser assim, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Mas infelizmente ainda é.
      Aquele abraco

      Eliminar
  12. Muito triste as Nacoes Unidas nada fazerem para defenderem esses povos indefesos. So interesses infelizmente!! Uma situacao muito triste.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As Nações Unidas, infelizmente, são cada vez mais um exemplo claro de inoperacionalidade, Sami.

      Eliminar
  13. Pedro, a humanidade enlouqueceu. Estamos em uma gaiola das loucas subestimando a dor alheia. A humanidade está anestesiada. Assaltam, matam, põem um pano de mortalha sobre o cadáver e o transeunte passa por cima como se fosse uma pedra no meio do caminho. Triste a vida e a superlotação do planeta. Temos que denunciar e não vergar à massificação. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hoje há mais um exemplo revoltante, Laerte.
      A hipocrisia e o jogo de sombras no seu melhor (pior??).
      Aquele abraço

      Eliminar
  14. Este texto fez-me lembrar um artº que li hoje :
    http://expresso.sapo.pt/newsletters/expressomatinal/2018-02-28-Chove.-E-e-triste

    "Estranho mundo este em que um dia de chuva nos preocupa como se fosse uma guerra e uma guerra nos parece tão banal como um dia de chuva"

    Há muito tempo que não lia um artigo que me "surpreendesse" tanto e me fizesse pensar outro tanto, como este !!!
    É que, realmente, deveria ser preocupante para todos, este tema, pela importância e desvalorizações relativas que damos às coisas que vão acontecendo à nossa volta e que evidenciam a estranha relatividade das nossas preocupações !!!

    Ainda há dias fiz um post em que perguntava : “PORQUE NOS QUEIXAMOS TANTO ? ...
    ... SE TEMOS TANTO E TÃO BOM ??? ...

    O facto, é que valorizamos muito mais “o nosso umbigo” que os grandes problemas da humanidade e muito mais a qualidade da "galinha da vizinha" !

    A chuva é uma grande chatice,… um dos nossos grandes problemas ! ☹ … mas as guerras, as grandes desgraças, as calamidades, as migrações, a miséria, … isso,... “que se lixe” que não nos molha nem um bocadinho ! ☹

    E isto não é uma crítica que faço só aos outros, mas sim a todos nós !!! ☹ … É que e também e ainda,… o mais importante é que o nosso clube ganhe o próximo jogo !

    Abraço, Pedro e desculpe "esticar-me" ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpara, Rui?
      Esteja à vontade, por favor.
      Já esquecemos a lição de vida de Brecht.
      E arriscamos seriamente a possibilidade de se repetir.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Também não entendo porque se queixam as pessoas de chuva ou neve. Ainda mais em tempo delas. Acho que perdem a noção, não têm mais nada com que se ocupar e dão demasiado ouvidos à imprensa sensacionalista que aproveita o clima para lançar títulos "Inverno da sibéria" e tretas assim.

      Estamos no inverno, deixem que chova e que neve, porque é isso que é suposto acontecer.

      Eliminar
  15. A informação chega-nos assim num horror e ficamos impotentes, perante o poder das super potências. Eles mandam no mundo e a industria das armas não pode parar.

    Quem põe um fim aos caos? Eles.

    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem tem poder para pôr fim ao caos está mais preocupado com outras coisas, mz.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Um gesto e uma atitude que não podem cair em saco rôto !

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leia o que vou escrever hoje porque em termos de hipocrisia e revolta ainda vai mais longe, João Menéres.
      Aquele abraço

      Eliminar
  17. A ONU está inoperacional há décadas, Pedro. Pela minha parte também gostaria de ver acabadas,de uma vez por todas, as fake news sobre o que se está a passar nessa zona do Globo. Era importante analisar a quem elas interessam, embora todos saibamos onde estão as centrais de intoxicação informativa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O cretino das fake news anda preocupado com outra$ coi$a$, Carlos.
      Era o que faltava ao mundo era aquela luminária!

      Eliminar
  18. Que tristeza o que está acontecendo por lá. Um dia alguém dá um basta e eles possam viver bem e com dignidade.
    Abraços

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente não se vê quando poderá esse dia chegar, Anajá :(
      Abraços

      Eliminar
  19. Um horror e não consigo dizer mais nada!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O horror continua hoje, Fatyly.
      Misturado com hipocrisia.
      Beijocas

      Eliminar
  20. "Uma coisa é certo o mal existe". palavras de quem voltou
    da síria recentemente. Fiquei analisando e pensando: Será que temos que culpar sempre... os mais endinheirados "países", por problemas internos? Com certeza sabemos o que cada país desses citados fizeram e fazem...
    A complicação é geral em vários movimentos.
    De qualquer forma... parece que a vida não vale nada hoje em dia... triste é pouco.
    Bom começo de mês de março.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leia o que vou escrever hoje acerca das relações promiscuas da Síria, A Casa Madeira.
      Bom Março!

      Eliminar
  21. Todos sabem na comunicação global Pedro, ninguém pode dizer que não sabia e mesmo assim a barbárie continua a existir com os esquemas mais fortes do que a solidariedade, a humanidade, a fraternidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na sociedade de informação em que vivemos é muito fácil e muito rápido ter conhecimento destas tragédias, angela.
      Só não conhece e não age quem não quer.

      Eliminar
  22. Horrível! É nestas situações que penso que não há pior espécie no mundo que a humana. «Assobiar» para o lado é tão mau como fazer a agressão.

    Beijinho, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Leia hoje como é possível ainda ir mais longe na nojeira, na sabujice, Graça :(
      Beijinho

      Eliminar
  23. Poste notável. Parabéns. Pena mesmo é que os que alimentam e promovem esses Infernos na Terra não sejam atirados lá para dentro, mas infelizmente sabemos que isso é impossível que venha a ocorrer. Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem alimenta estes infernos fica bem longe e bem protegido dos mesmos, Corvo Negro.
      Aquele abraço

      Eliminar
  24. Haja alguém com tomates para dizer as coisas,
    Abraço Pedro
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é fácil apontar claramente e sem tibieza quem é quem, Kique.
      Chapelada para Zeit Ra’ad Al Hussein!
      Aquele abraço

      Eliminar
  25. Sinto-me triste.
    Algumas pessoas a tentar fazer o bem sem o conseguir.
    Deve ser horrível a sensação de impotência em simultaneo com a consciencia de massacres.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Imagine a sensação de impotência quando se ocupa um lugar como aquele que Zeit Ra’ad Al Hussein ocupa, PT.
      Eu acho que não tinha coragem para continuar.

      Eliminar