21 de outubro de 2010

A semelhança entre o Benfica e a Selecção

É óbvia a semelhança entre o Benfica e a Selecção - depois dos resulatdos alcançados nos jogos que já realizaram, agora ambos estão obrigados a ganhar, ganhar, ganhar.
A exibição em Lyon foi má demais.
O 2-0 final é lisongeiro.
E fica sobretudo a dever-se a uma grande exibição do mal amado Roberto.
Uma equipa sem chama, sem garra, sem classe, foi o que se viu ontem do Benfica em França.
O que já não surprende muito.
Em 12 jogos oficiais realizados, o balanço é muito pobre - 6 vitórias e seis derrotas.
Com a derrota de ontem, o Benfica fica com 3 pontos.
Menos 3 que o Shalke; e menos 6 que o Lyon.
Dentro de duas semanas, qualquer resultado que não seja uma vitória sobre o Lyon (praticamente apurada a equipa gaulesa), significará por certo o adeus à Champions.
Sim, que o Shalke não deverá deixar fugir a oportunidade de somar mais uma vitória sobre o muito débil Hapoel.
A hora de Jorge Jesus perder alguma da sobranceria parva que tem exibido já vai tardando.
Mas, pelo que se ouviu ontem no final do jogo, ainda não está para breve.


Resultados e marcadores dos jogos realizados ontem:

Grupo A

Inter-Tottenham, 4-3
(Zanetti, 2; Etoo, 11 gp e 35; Stankovic, 14)(Bale, 52, 90 e 90)
Twente-Werder Bremen, 1-1
(Janssen, 75)(Arnautovic, 80)

Grupo B

Lyon-Benfica, 2-0
(Briand, 22; Lisandro, 51)
Schalke 04-Hapoel Tel-Aviv, 3-1
(Raúl, 3 e 58; Jurado, 68) (Shechter, 90)

Grupo C

Manchester United-Bursaspor, 1-0
(Nani, 7)
Glasgow Rangers-Valência, 1-1
(Edu, 34)(Edu, 46 pb)

Grupo D

Barcelona-FC Copenhaga, 2-0
(Messi, 10 e 90)
Panathinaikos-Rubin Kazan, 0-0

Sem comentários:

Enviar um comentário