25 de outubro de 2010

Contra o 1-0 em Alvalade e no Algarve, o 10 -0(!!) em clássico na Holanda

Benfica e Sporting venceram, pelo mesmo resultado (1-0), e exercem pressão sobre o Porto.

No Estádio do Algarve, o Benfica dominou um Portimonense que apostou todas as fichas no contra-ataque e na velocidade e poder de desiquilíbrio de Candeias e Ivanildo.
Ainda assim, com um futebol pouco ligado, e nada brilhante, as águias apenas chegaram ao golo num lance de bola parada.
Com jogadores fortes nesse capítulo (Luisão, David Luiz, Javi Garcia), Jorge Jesus vai tentando potencializar esse que é indiscutivelmente um ponto forte do plantel à sua disposição.
O próprio Jorge Jesus o reconhece.
E Litos estava prevenido para esse facto.
Ainda assim, num livre muito bem marcado por Carlos Martins, Javi Garcia desmarcou-se de forma brilhante, para, com um golpe de cabeça excelente, matar o jogo.
Que a exibição do Benfica, e do guarda-redes do Portimonense (Ventura), tornaram algo complicado.
Quatro vitórias consecutivas na Liga, sem sofrer golos, e pressão no Porto.
Com público no estádio.
É isso que verdadeiramente importa.
Complicada também, a tarefa do Sporting em Alvalade para vencer o Rio Ave (1-0).
Um dos tais jogos onde parece que tudo de mau acontece.
Lesões (Nuno André Coelho, Liedson, Matias Fernandez), acabar o jogo com 10 (o Sporting jogou com 10 jogadores durante 25 minutos, depois da lesão de Matias Fernandez), três bolas nos ferros, de tudo aconteceu ao Sporting.
Não admira portanto que, quando Abel marcou aos 89 minutos, Alvalade tenha soltado um grande suspiro.
A par de uma grande ovação.
A equipa do Sporting não foi brilhante.
Mas foi lutadora.
E crente.
E isso, muitas vezes, como ontem, vale pontos.
Do outro lado, um Rio Ave que não fez um remate decente à baliza do Sporting.

Contrastando com a parcimónia de golos na Liga Zon Sagres, o PSV humilhou o Feyenoord na Holanda (10-0).
Um resultado que já não se usa.
Muito menos num dérbi entre dois históricos do futebol holandês.


Sem comentários:

Enviar um comentário