28 de outubro de 2010

Make-up sex (Teixeira dos Santos e Eduardo Catroga)

Teixeira dos Santos e Eduardo Catroga em conversa imaginária após o falhanço das negociações do Orçamento.
Entretanto retomadas.

 "Make-up sex typically follows a passionate argument between lovers.  
  Sex is a terrific outlet for strong emotion. 
Post-fight lovemaking can be extremely satisfying in that the emotions raised during a fight can be channeled to a positive end. An added benefit of make-up sex is that both parties frequently forget the reason for the argument or at least are able to accept the disagreement in a more reasonable light."

Do you tango??!!

7 comentários:

  1. Isso mesmo caro Pedro
    Entendi tudo.
    Isto porque de Inglês, não "pesco" nada.

    ResponderEliminar
  2. Cenas tórridas que normalmente se seguem a brigas de casais.
    É essa a ideia.

    ResponderEliminar
  3. PEDRO PASSOS COELHO = PORTUGAL PERDE CREDIBILIDADE.

    José Sócrates Carvalho Pinto de Sousa = JUNTOS SEREMOS COMPANHEIROS PARA SEMPRE

    A VIDA É ASSIM...: DIALOGAR É UMA ARTE ...PROVA DE AMOR E RESPEITO ...

    Abraço amigo e ficamos aguardando o desfeixo do OE. (não DESFECHO)

    ResponderEliminar
  4. creio que isto se encaminha mais para um mènage à trois, caro Pedro.

    ResponderEliminar
  5. Depois destes arrufos, os namorados ainda acabam por se entender.
    Porque, como bem refere o Carlos, ainda há um terceiro personagem no romance.
    Uma espécie de santo casamenteiro.

    ResponderEliminar
  6. Já me fartei de rir! :)))
    Esta fantochada é uma verdadeira tragicomédia, isto para já não falar da pipa de economistas e politólogos que, "suddenly", surgiram no panorama mediático a atirar postas de pescada terapeuticas sobre o orçamento e tal... e a confiança dos mercados estrangeiros e tal..
    Que cambada!

    ResponderEliminar
  7. De repente, sem se perceber como, toda a gente passou a ser especialista em economia, em tendências macro-económicas, na volatilidade dos mercados internacionais.
    Não sabem sequer fazer contas de merceeiro, mas dizem estas coisas, que ouviram na televisão, e rematam com um "prontus, atão tásse bem".

    ResponderEliminar