19 de maio de 2016

Intemporais (30)

14 comentários:

  1. Respostas
    1. Nesta versão de Joni Mitchell é um tesourinho, Francisco.

      Eliminar
  2. Joni Mitchell ... pois, está tudo dito. E ouvido.
    Muito bom, Pedro.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O nome é garantia de qualidade, António.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Estou a ouvir e a gostar; convida a dançar de rosto colado, a ouvir de olhos fechados, a deixarmo-nos levitar ao som da melodia.
    Muito bom!

    Beijinhos e obrigada, por esta bela rubrica, Pedro! :)

    ( e assim, chegou ao fim.)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não chegou ao fim, Janita.
      Ainda há muitas mais na calha para publicar.
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Fiquei por aqui a ouvir a voz de Joni Mitchell que sempre me agradou ! Obrigado Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ouvir Joni Mitchell é sempre um prazer, não é, Ricardo?
      Para a semana algo muito diferente.

      Eliminar
  5. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Grato pelo mimo.
    Caloroso abraço. Saudações musicais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para a semana há mais.
      Num outro registo, com outros protagonistas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Gosto muito dela. Já não a ouvia há bastante tempo.
    Obrigada.
    Beijinho.:))

    ResponderEliminar