28 de fevereiro de 2013

Depois do deputado fantasma, agora um conselheiro fantasma


Chan Lin Ian, profundamente envolvido no escândalo de corrupção que levou ao afastamento e condenação do antigo Secretário Ao Man Long, fugido à Justiça, procurado pela Interpol, continua a fazer parte de um dos inúmeros conselhos consultivos que apoiam o Governo de Macau.
Quem se apercebeu da bizarria foi o deputado Mak Soi Kun.
Quando interpelou o Governo acerca de tão ridícula situação Mak Soi Kun, de certeza, terá pensado numa miríade de possíveis respostas.
Não lhe terá passado pela cabeça receber a resposta que recebeu - Chan Lin Ian foi reconduzido no cargo, em Setembro de 2012 (anda desparecido desde quando?? No mínimo, 2010, não é??!!) por um período de dois anos.
No final desse período de dois anos é que se irá ponderar a sua  possível substituição.
O quê???!!!
Depois do célebre deputado fantasma, agora temos um conselheiro fantasma, é?
O que é ainda mais grave neste caso é que ele vem apenas confirmar as suspeitas mais ou menos generalizadas - as nomeações para estes "conselhos" são renovadas ad eternum sem sequer se averiguar se as pessoas nomeadas estão disponíveis, presentes, vivas!
Qual é a justificação para o que é injustificável?
Macau sã assi?!

4 comentários:

  1. Imcompreensivel...

    Nomeado para o Conselho Consultivo do Governo em 2010, portanto, teoricamente, nunca fez uso da palavra...

    Entao, porque renomear???

    Aquele abraço, Pedro...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jan Jan,
      Não é possível que ele tenha tido qualquer intervenção.
      Ele anda fugido, desaparecido.
      As nomeações só podem ser feitas perfeitamente à toa.
      Uma vergonha.
      E uma resposta inacreditável.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Amigo, sabe do que é que eu me lembrei? Daquele dinheiro falso e daqueles bonecos de papel que os chineses fazem para queimar para os "espíritos" nos pagodes. :)

    ResponderEliminar