5 de fevereiro de 2013

ANDAR DE CARRO




Contribuinte - Gostava de comprar um carro.
Estado - Muito bem. Faça o favor de escolher.
Contribuinte - Já escolhi. Além do preço,
tenho que pagar alguma coisa mais?
Estado - Sim. Imposto sobre Automóveis (ISV) e Imposto
sobre o Valor  Acrescentado (IVA)  
Contribuinte - Ah... Só isso.
Estado - ... e uma "coisinha" para o pôr a circular.
O selo.

Contribuinte - Ah!...
Estado - ... e mais uma coisinha na gasolina
necessária para que o carro efectivamente circule.
O ISP.
Contribuinte - Mas... sem gasolina eu não circulo.
Estado - Eu sei.
Contribuinte - ... Mas eu já pago para circular...
Estado - Claro!...
Contribuinte - Então... vai cobrar-me pelo valor da
gasolina?
Estado - Também. Mas isso é o IVA. O ISP é outra coisa
diferente.  
Contribuinte - Diferente?!
Estado - Muito. O ISP é porque a gasolina existe.
Contribuinte - ... Porque existe?!
Estado - Há muitos milhões de anos os dinossauros e o
carvão fizeram petróleo.. E você paga.
Contribuinte - ... Só isso?
Estado - Só. Mas não julgue que pode deixar o carro
assim como quer.

Contribuinte - Como assim?!
Estado - Tem que pagar para o estacionar.
Contribuinte - ... Para o estacionar?
Estado - Exacto.
Contribuinte - Portanto, pago para andar e pago para
estar parado?

Estado - Não. Se quiser mesmo andar com o carro
precisa de pagar seguro.
Contribuinte - Então pago para circular, pago para
conseguir circular e pago por estar parado.  
Estado - Sim. Nós não estamos aqui para enganar
ninguém. O carro é novo?

Contribuinte - Novo?
Estado - É que se não for novo tem que pagar para
vermos se ele está em condições de andar por aí.
Contribuinte - Pago para você ver se pode cobrar?
Estado - Claro. Acha que isso é de borla? Só há mais
uma coisinha...

Contribuinte - ...Mais uma coisinha?
Estado - Para circular em auto-estradas...
Contribuinte - Mas... mas eu já pago imposto de
circulação.

Estado - Pois. Mas esta é uma circulação diferente.
Contribuinte - ... Diferente?
Estado - Sim. Muito diferente. É só para quem quiser.
Contribuinte - Só mais isso?
Estado - Sim. Só mais isso.
Contribuinte - E acabou?
Estado - Sim. Depois de pagar os 25 euros, acabou.
Contribuinte - Quais 25 euros?!
Estado - Os 25 euros que custa pagar para andar nas
auto-estradas.

Contribuinte - Mas não disse que as auto-estradas eram
só para quem quisesse?

Estado - Sim. Mas todos pagam os 25 euros.
Contribuinte - Quais 25 euros?
Estado - Os 25 euros é quanto custa o chip...
Contribuinte - ... Custa o quê?
Estado - Pagar o chip. Para poder pagar.
Contribuinte - Não percebo ...
Estado - Sim. Pagar custa 25 euros.
Contribuinte - Pagar custa 25 euros?
Estado - Sim. Paga 25 euros para pagar.
Contribuinte - Mas eu não vou circular nas
auto-estradas

.
Estado - Imagine que um dia quer...tem que pagar.
Contribuinte - Tenho que pagar para pagar porque um
dia posso querer?

Estado - Exactamente... Você paga para pagar o que um
dia pode querer.

Contribuinte - E se eu não quiser?  
Estado - Paga multa.

11 comentários:

  1. Eu queria rir...mas não tem jeito.
    Nunca parei para pensar assim tão detalhadamente o quanto pagamos por ter um carro e principalmente para poder usá-lo.

    Acho que vou começar a usar a bike...

    ResponderEliminar

  2. Veja lá se não lhe cobram nada pela bike, Pat. :)))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, acredita que sim? Bahhh no Shopping deixar a bike custa 2 euros...

      Eliminar
  3. Muito Bom!! Muito, muito bom mesmo!!
    Tão verdade!!
    Por isso é que eles têm motorista e carro do estado! (para nos pagarmos para eles andarem!!)

    "com o dinheiro dos outros também eu me governava..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feliz,
      O sogro de um grande amigo, homem quase centenário e de grande vida e cultura, costuma dizer- lhe - "o seu dinheiro e as minhas ideias? Vamos em frente!" :)))

      Eliminar
  4. Caro amigo Pedro Coimbra!
    Estamos no mesmo barco!
    Fico exasperadíssimo com a tributação exacerbada, que nos penaliza sobremaneira.
    Caloroso abraço! Saudações inconformadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro amigo Prof. João Paulo de Oliveira,
      Diga-me UM pais onde a população considere que tem uma carga fiscal justa :)))
      Grande abraço!!!

      Eliminar
  5. Ainda bem que eu não conduzo. Por opção.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem carro, como já lhe disse, e quase como andar nu! :))

      Eliminar
  6. Pagamos literalmente para tudo, pagamos até para poder pagar, se não fosse verdade até tinha piada...

    ResponderEliminar
  7. Qualquer dia até para respirar, Poppy :))

    ResponderEliminar