4 de setembro de 2012

Foi você que pediu um camião de rublos?


Tinha aqui escrito no passado sábado que, apesar do fecho do mercado de transferências, e atendendo ao facto de a Leste fechar mais tarde (porquê??), ainda podia haver movimentações, surpresas.
Quando escrevia, tinha uma certeza e uma dúvida em simultâneo - tinha a certeza que havia clubes com muito dinheiro para gastar e com vontade de levarem jogadores que actu(av)am na Liga em Portugal; tinha dúvidas se esses jogadores queriam transferir-se para algum desses clubes (Zenit, Anzhi, Dínamo Kiev) e para algum desses campeonatos.
Como se sabe, as dúvidas estão desfeitas.
Hulk (60 milhões de euros) e Witsel (40 milhões) rumam ao Zenit de São Petersburgo.
Por agora, é assim.
Até ao final da semana, veremos se ainda há mais surpresas.

Foram bons negócios?
Em bom rigor, a pergunta não tem sentido.
Porque nem Porto nem Benfica tiveram escolha.
O Porto, detentor de 85% do passe de Hulk, há muito tinha assumido o compromisso, com o jogador e os restantes detentores do passe, de o deixar sair por esta verba (no mínimo).
Só quem anda muito distraído é que ainda não tinha percebido isso.
E, convenhamos!, é difícil resistir ao maior negócio do ano, ao maior negócio de sempre do futebol português.
O Benfica resistiu como podia.
Quando os russos bateram a cláusula de rescisão, acabou a conversa.

Quem tinha escolha eram os jogadores.
Seduzidos por muito dinheiro, por um projecto fortíssimo (o Zenit assume a vontade de ganhar a Champions) os jogadores esquecem a visibilidade de outros campeonatos mais competitivos (Espanha e Inglaterra), esqueceram o sonho, para tombarem forte na realidade.
Uma realidade transportada em camiões de rublos.

Quem vai sentir mais o impacto destas saídas?
O Benfica que perde quem dava equilíbrio e estabilidade à equipa (Javi e Witsel)?
Ou o Porto, que perde quem mais desequilibrava?
Só mais para a frente se poderá responder com segurança a esta pergunta.
À primeira vista, percebendo-se que Jorge Jesus vai ter que recorrer à equipa B (ele próprio o admitiu publicamente) e que Vítor Pereira vai buscar soluções dentro do plantel (Iturbe poderá finalmente ter a oportunidade que reclama; Atsu e Kelvin, para além de Varela, são soluções óbvias) o Benfica parece sair muito mais debilitado desta revolução.
Da teoria à prática.....demos tempo ao tempo.

Do que não restam dúvidas é da razão que Vítor Pereira tem em afirmar que há algo de absurdo e perverso em manter aberto o mercado de transferências até ao final do mês de Agosto, quando já se disputam grandes troféus, grandes campeonatos.
O mesmo mercado que se mantém aberto nos países de Leste, com clubes financeiramente muito poderosos e que podem, de um momento para o outro, frustrar toda a programação de uma época, todo o trabalho efectuado há algum tempo.
Se é para isto, não seria melhor manter o mercado aberto indefinidamente?
Assuma-se, de uma vez por todas, que a vertente mercantilista se sobrepôs à vertente desportiva e dê-se este passo.
Fazia muito mais sentido e era muito mais honesto, muito menos hipócrita.

14 comentários:

  1. Falando no Porto,desportivamente é um rombo enorme. Para a Champions as minhas expectativas baixaram drasticamente.
    E fica difícil criticar Vitor Pereira depois disto.

    ResponderEliminar
  2. Sem dúvida, Hugo.
    O Hulk era o grande factor de desiquilíbrio.
    O Porto vai ter que encontrar nova forma de jogar.
    Melhor, ou pior, estamos para ver.
    Diferente, de certeza.
    E era impossível resistir a TANTO dinheiro (sexta maior transferência de sempre, a maior deste defeso).
    O Vítor Pereira até fica com menos pressão e com mais latitude para dizer que foi vítima dos problemas que já tinha apontado há muito tempo.
    E é verdade.
    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  3. Pedro,

    em primeiro lugar, gostaria de fazer chegar a Macau o comunicado do FC Porto, SAD à CMVM:

    «Comunicado da F. C. Porto Futebol SAD

    A Futebol Clube do Porto – Futebol, SAD, nos termos do artigo 248o no1 do Código dos Valores Mobiliários, vem informar o mercado que chegou a um acordo com o Football Club Zenit St. Petersburg (Zenit) para a cedência, a título definitivo, dos direitos de inscrição desportiva, e dos 85% dos direitos económicos que detinha, do jogador profissional de futebol Givanildo Vieira de Souza (“Hulk”) pelo valor de 40.000.000 € (quarenta milhões de euros).

    Mais se informa que o Zenit assumiu, ainda, a responsabilidade dos encargos relativos ao mecanismo de solidariedade da FIFA.


    O Conselho de Administração


    Porto, 3 de Setembro de 2012»

    Posto isto, acho que foram por 40 milhões de euros que FC Porto alienou o passe do Givanildo ao Zenit, a ser pago em 24 meses.

    Por outro lado o Comunicado do Benfica à CMVM:

    «A Sport Lisboa e Benfica – Futebol, SAD, em cumprimento do disposto no artigo 248º do Código dos Valores Mobiliários, vem informar que alienou a título definitivo a totalidade dos direitos desportivos e económicos do atleta Axel Witsel ao Football Club Zenit, pelo montante líquido de € 40.000.000 (quarenta milhões de euros), valor da cláusula de rescisão consagrada no contrato de trabalho desportivo que vigorava entre o referido jogador e esta sociedade.»

    Posto isto, acho que o Zenit pagou aos dois clubes igual montante sobre os passes dos jogadores.

    Pedro,
    o dinheiro falou mais alto, e os rapazes preferiram os rublos às libras, aos euros ou aos reais.

    Vão jogar num campeonato de, desculpe-me o termo, merda?
    Vão, mas serão multimilionários.

    Foi um bom negócio para os dois maiores clubes portugueses?
    Em termos financeiros, sim, sem dúvida, no entanto em termos desportivos, estou como você, só o tempo o dirá. Porém, acho que Hulk fará muito mais falta ao FC Porto do que Witsel ao SL Benfica.

    Porque digo isso?
    Basta ver os jogos do FC Porto e ver quantas e quantas vezes andou Hulk com o a equipa às costas, o mesmo não se passando com Witsel.

    Se me pergunta se estou feliz com as transferências?
    Respondo-lhe, sem hipocrisias, que sim quer pelo encaixe financeiro que o Benfica fez - comprou Witsel há um ano por 6,5 milhões de euros e vende-o por 40 milhões - e também Jávi - que foi comprado por 7,5 milhões de euros e vendido por 23 milhões - aliás, um jogador do qual não era um grande apreciador.

    Por fim, sem vergonha, digo que a melhor aquisição do Benfica, após a vinda de Sálvio, foi a saída de Hulk, pois irá enfraquecer e muito o nosso rival e não será nem Varela,Atsu, Kelvin ou Iturbe que irão substituir Hulk, caro amigo.

    Bem a prosa já vai longa, mas já tinha saudades deste momento!

    Aquele abraço, Pedro!

    ResponderEliminar
  4. Ricardo,
    Esse comunicado chegou aqui limpinho.
    Esse é o valor que o Porto recebeu e sobre o qual incidirão os devidos impostos.
    O valor da transferência, como sabe, foram 60 milhões.
    A maior de sempre no futebol português, a sexta maior da história do futebol, a par com a do Figo.
    Não sou eu que digo isto.
    Vá consultar os registos da UEFA e pode verificar por si.

    Quando ontem lhe dizia que este era o valor mínimo era a isso que me referia - ao valor da transferência, há muito acordado entre o Porto, os investidores e o próprio jogador.
    Não ao valor que o Porto ia receber.

    Eu continuo a não fazer referência a bom ou mau negócio, Ricardo.
    Num caso e noutro, foi o que tinha que ser, não havia escolha.

    Os jogadores escolheram o dinheiro (MUITO DINHEIRO!!!) e não há nada a fazer.

    Quem fará mais falta a quem?
    Lá para a frente veremos.
    Mas, neste momento, o Ricardo pensa no Witsel.
    Eu penso, e o Jorge Jesus ainda mais de certeza!!, no Witsel e no Javi.
    O Benfica vendeu o meio-campo por 60 milhões, Ricardo.
    Factos, não são opiniões.

    Muito dinheiro, sem dúvida.
    Quem vai segurar aquele meio-campo nas várias provas em que o Benfica está envolvido?
    Os putos da equipa B?
    Se assim for, cá estarei para tirar uma grande chapelada ao Jorge Jesus.
    Mas não acredito nisso minimamente.

    Por isso digo que o Hulk, sendo de há muito o melhor jogador da Liga (você é que dizia que ele não era nada de especial e que ninguém o queria; mudou de opinião?), fará menos falta que aquele duo.

    Impressão, opinião.
    Que podemos confirmar, ou não, lá mais para a frente.

    FACTO - ficaram os dois clubes com muito mais dinheiro mas muito mais pobres desportivamente.
    É pena, mas é assim.
    Paciência.

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro,

      amigo, o Benfica encontrará substitutos dentro do plantel, disso não tenho eu dúvidas! E não, Pedro, não vendeu o meio-campo por 60 milhões ficaram lá muitos outros!

      Quanto ao Hulk não mudei de opinião, e acho até que está numa Liga da sua dimensão. Porque razão não se "chegaram à frente" os colossos europeus - também os há, Pedro - por Hulk?

      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Ricardo,
      O Jorge Jesus diz isso.
      E eu tenho por hábito dar o benefício da dúvida às pessoas.
      No entanto, ao contrário do Ricardo, tenho dúvidas, muitas dúvidas.


      Olhe que os colossos chegaram-se à frente.
      Trouxeram foi pouco $$$$$.
      E ali não há saldos.

      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Qualquer dos jogadores em causa irá arrepender-se do facto de, qual Tio Patinhas, terem visto apenas os dólares.
    No Zenit não vão ter, é quase certo, a mesma notoriedade que tiveram nos clubes que representavam até aqui.
    O FCPorto enche (?) o cofre, o SLBenfica enche (?) o cofre e agora?
    Já fechou o nosso mercado, ambos os clubes têm o que têm e ... que se lixe.
    Quer-me parecer que desta vez Pinto da Costa foi mal aconselhado e/ou fez mal o trabalho de casa. O mesmo digo em relação a Luis Filipe Vieira.
    Mas este tem uma atenuante: nunca percebeu nada de futebol, só sabe fazer as contas da mercearia da esquina e os tótós que o rodeiam andam lá a fazer figura de corpo presente.

    Ambos acabam de dar - mais o Benfica que o Porto - autênticos tiros nos pés. E mais o Benfica porque foram dois magníficos jogadores a 'dar à sola' em nome da tesouraria.

    O dinheiro é importante mas, nestas coisas, há que pensar.

    Não se queixem. Fizeram o que queriam e, ao que parece, estariam ambos os presidentes em perfeito estado de sanidade ... financeira.

    Costuma dizer-se "só faz falta quem está". Não deixa de ser verdade. Mas é bom que se perceba que cada coisa é uma coisa.

    Não quero entrar pela análise de quem é o melhor - o termo é relativo - mas, claro como a água pura é o facto de ambos os clubes terem retirado muita qualidade às suas equipas de futebol.

    Veremos o que (não) vai dar.
    Adianto uma perspectiva: começarão já a mexer-se com os olhos postos no mercado de Inverno?

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. António,
    Depois de ler, e ouvir, as declarações do Javi,a minha impressão acerca dele e da decisão da direcção e equipa técnica do Benfica mudou.
    O menino fez uma birra e deixou claro que, se ficasse no Benfica, ficava contrariado.
    Até se enervou (palavras dele).
    Compreendo que o JJ tenha dito que vá para a p....ata que o pôs.
    O que ele nunca pensou, nem a direcção, foi na possibilidade de baterem a cláusula de rescisão do Witsel.
    E esse foi o erro que cometeram - não ficaram precavidos.

    O Benfica e o Porto não podiam fazer nada, António.
    Quando os russos batem a cláusula de rescisão, e o jogador quer ir embora, que pode o Benfica fazer?
    O Porto tinha este compromisso assumido com o jogador, os investidores há muito tempo (uma proposta nos 60 milhões e o HUlk podia sair).

    Num caso, e noutro, só os jogadores podiam dizer não.
    Mas não o fizeram.
    O Porto ficou com a garotada para (Iturbe, Kelvin, Atsu) já a prever esta possibilidade.
    Sabe qual é o maior problema?
    É se alguém bate a cláusula do Moutinho.
    Aí é que a porca torce o rabo.
    Porque não há mais ninguém e há muito poucos médios, mesmo com o Moutinho.
    Excesso de centrais, défice de médios.

    Não percebo esta paravoíce de alguns mercados se manterem abertos.
    Isto não é concorrência desleal?
    Jorge Jesus e Vítor Pereira andaram a trabalhar a equipa para isto?

    É muito dinheiro.
    Mas, sem sombra de dúvida, as duas equipas ficaram mais fracas.
    Bastante mais fracas.

    E os jogadores mais valia terem ido para a Sibéria!
    Qual é a visibilidade do campeonato russo??

    Em Janeiro, dependendo do que estiverem a fazer, sobretudo na Champions, é bem provável que Benfica a Porto vão ao mercado.

    Aquele abraço

    ResponderEliminar
  7. Resposta a Rui Gomes da Silva.

    Os verdadeiros números dos negócios?
    Vendo como comprei:

    Hulk

    60M

    40M para o FCP
    9M para o fundo
    3M para o fundo de solidariedade fifa
    2M para o Hulk e empresário
    6M em comissões de intermediação

    Witsel

    40M

    26M para o Benfica
    8M fundo
    4M em comissões ao agente
    2M para o fundo de solidariedade fifa

    Javi Garcia

    20M

    13M para o Benfica
    4M para o fundo
    3M para o Real Madrid

    ResponderEliminar
  8. O campeonato russo tem um calendário diferente do nosso. No início do ano, quando as equipas aqui estiverem com jogos nas pernas, estão as equipas de lá sem competir. Também na Alemanha há uma paragem mais prolongada devido ao Inverno, que é mais rigoroso ao do sul da Europa. Não é por acaso que se as equipas russas chegarem à fase decisiva das competições europeias, em regra estão sempre mais frescas e menos cansadas.

    Em relação à notícia, é curioso como os média internacionais afirmam, como por exemplo a Reuters, que o Zenit "só" pagou 80 milhões pelos dois jogadores. Se o FCP recebeu 60 milhões e o Benfica 40 milhões, então o clube russo teria de ter pagado 100 milhões.

    Em termos desportivos, não há dúvida nenhuma que é o Benfica que ficou mais a perder. Sem o Hulk o FCP não fica defensivamente afectado, já o Benfica sem o Witsel fica, até porque o caceteiro Javi García já por lá não mora. E afinal de contas o FCP também tem jogadores a mais como o Benfica, mas é engraçado o diferente tratamento na abordagem da mesma questão. Quando é o Benfica todos falam, todos opinam, tudo se sabe; quando é o FCP, parece que não falam, é tudo secretismo, não vem a público a insatisfação dos jogadores menos ou nunca utilizados. Já o antigo internacional brasileiro Paulo Pereira, que representou os dois clubes, dizia que o FCP é uma ditadura.

    Em relação ao Hulk e ao Witsel, não há como apontar-lhes o dedo. Fizeram a escolha deles. Que importa que agora não venham a ter visibilidade? Se calhar até podem vir a ter, se fizerem uma boa campanha pelo Zenit na Liga dos Campeões. E, como profissionais que são, zelaram pelo conforto económico. É normal. Qual é o profissional que não deseja ganhar mais dinheiro? Não podem ser criticados por isso. Até porque hoje em dia já não existe o conceito do amor à camisola.

    Bem, vamos lá ver o que é que o futuro reserva. Tenho mesmo esperanças que o Jorge Jesus vá apostar nos craques da equipa B. E ainda há o Matic que, apesar de tudo, joga no meio campo defensivo e não é mau jogador. De qualquer das maneiras existe sempre o mercado de Inverno...

    ResponderEliminar
  9. Pois, FireHead, nos nunca percebemos se nos estão a contar o história toda.
    Esta informação surge como resposta a umas bocas que o Rui Gomes da Silva mandou.
    Verdadeira?
    Não posso assegurar.

    E estou de acordo consigo - vamos ver o que o futuro nos reserva.
    Sendo que, até final da semana, ainda pode haver mais "salada russa" .

    E, lá para o final do ano, vamos ver muito movimento.

    Os jogadores assegurarm a independência financeira deles e das suas famílias.
    Mas não o poderiam ter feito noutras paragens?
    Especialmente o Witsel que só tem 23 anos (não parece, parece adulto, mas e um menino).

    O Porto e o Benfica estão mais fracos.
    Não há volta a dar a isso.

    ResponderEliminar
  10. Agora sem Hulk as coisas ainda vão ficar mais difíceis... O Benfas sem Javi e Witsel também me parece que se vai ver um bocado a nora ( pelo menos a nível externo). Será que o amior ganhador foi o Sporting ( já que a saída do Lima de Braga, também enfraquece a equipa?)

    ResponderEliminar
  11. Ando para aqi que nem posso Pedro, acho que esta situação dos mercados não fecharem todos ao mesmo tempo é de uma injustiça soberba! Ando a tentar recompor-me... O que será será, como dizia o outro! Beijinho e ainda vou a tempo de boa semana? :)

    ResponderEliminar
  12. Carlos,
    Não tenho dúvidas que os dois clubes estão mais fracos com estas duas saídas.
    O Porto vai ter que alterar substancialmente a forma jogar.
    O Benfica, a acreditar no que diz o Jorge Jesus, vai buscar soluções à equipa B.
    Dá vontade de perguntar - se tinha soluções na equipa B porque é que não as utilizava e gastava um dinheirão com outros jogadores?
    Mas, como eu não sou benfiquista......

    O Sporting, já o tinha escrito no sábado, é a maior incógnita, Carlos.
    Não faço ideia do que é que vale a equipa.

    O Braga, sem Lima e Nuno Gomes, não tenho dúvidas que ficou mais fraco.
    Quem é que marca golos?


    Poppy,
    Não consigo perceber essa disparidade.
    E continuo a achar que é concorrência desleal.
    O que o Vítor Pereira dizia (mercados abertos até 31 de Agosto era demais) já fazia sentido.
    Outros mercados ainda prolongam o período de inscrições para além dessa data?
    Não faz sentido nenhum!!
    Beijinho e boa semana para si também!

    ResponderEliminar