8 de dezembro de 2009

Finalmente, uma vitória a sério


Ontem, à beira do Sado, encontraram-se duas equipas que precisam de muitas prendinhas no sapato neste Natal.
O Pai Natal tem de ser amigo de Carlos Carvalhal e Manuel Fernandes.
Mas tem de ser um amigo muito criterioso, não pode falhar nas escolhas, que têm de ser em bom número e com alguma qualidade.
As duas equipas demonstram uma gritante falta de qualidade, recorrem a adpatações que roçam o patético (Miguel Veloso a médio-extremo esquerdo?! Lembra Pal Csernai, há já uns bons anos, no Benfica, a clocar Sheú como extremo direito e José Luís como trinco!), mas, em boa verdade, olhando para as alternativas, os dois treinadores também não têm margem de escolha.
Não surpreende que se tenha assistido a um jogo fraquinho, com um golo anedótico, e onde as debilidades dos dois conjuntos foram por demais visíveis (a crónica e resumo, via O Jogo, aqui http://www.ojogo.pt/25-291/artigo836484.asp ) .
Ainda assim, a registar a primeira vitória do Sporting de Carlos Carvalhal num jogo a sério (a vitória no jogo da Taça não entra nestas contas....).

E, obviamente, os dois golos de Liedson, ele que tanta celeuma levantou com as suas recentes declarações.
O Sporting respira com outra tranquilidade, o Setúbal afunda-se no último lugar, e os dois técnicos anseiam por ver as prendinhas do Pai Natal.
Digam ao Carlos Carvalhal e ao Manuel Fernades que já falta pouco.

Sem comentários:

Enviar um comentário