21 de março de 2018

Stephen Hawking uma semana após a sua morte



Uma semana depois da sua partida é tempo de se recordar Stephen Hawking, o génio que deixou esta dimensão do Universo curiosamente na data (14 de Março) em que nascera uns bons anos antes (1879) Albert Einstein.
O que é que se pode dizer mais acerca de alguém que fintou a morte (era suposto ter morrido há mais de 50 anos), que ignorou a doença (a tristemente célebre esclerose lateral amiotrófica, também conhecida como doença de Lou Gehrig) para se tornar num génio extraordinário?
Uma imagem partilhada nas redes sociais dizia tudo - Steve Jobs a dizer a Albert Einstein que lhe trazia uma prenda de aniversário. 
Stephen Hawking, claro. 
Seres de uma dimensão humana e intelectual que não conseguimos compreender, muito menos explicar.
Stephen Hawking, fisicamente debilitado desde muito cedo na sua vida, nunca deixou que o cérebro acompanhasse o corpo nesse imparável processo de decadência.
Senhor de uma inteligência ímpar, de um sentido de humor invulgar (ficaram célebres as suas entrevistas com John Oliver), Stephen Hawking viveu fascinado com o Universo infinito. 
Um Universo que estudou de forma quase obsessiva e frenética, transmitindo a ideia que o tempo que dispunha para esse estudo era escasso, e que, agnóstico como era, poderá estar agora a visitar como sempre desejou.

34 comentários:

  1. this is great loss indeed dear Pedro!

    i never saw man like him ,with such deep strong connection with life and universe in spite of all his disabilities .

    he was truly a roll model for all who think life is name of just keep breathing

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diagnosed with that awfull disease, and given 2/3 years to live, he went on to become an incredible Human Being, baili.
      Try to see some of the interactions with John Oliver and you will se the other side of Stephen Hawking.

      Eliminar
  2. Foi tudo o referes e até desafiou a ciência quando lhe deram apenas 2/3 anos de vida. Nunca se acomodou ser prisioneiro de um corpo e até nisso foi um exemplo para a humanidade.

    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um homem com uma vida dedicada à ciência e que desafiou a própria ciência ao contrariar uma esperança de vida muito reduzida, Fatyly.
      Beijocas

      Eliminar
  3. Vi o filme da sua vida. Forte e emocionante, Paz à sua alma
    .
    * Poema em letras virgens e palavras nunca Escritas. *
    .
    Deixando um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como a própria história de vida de Stephen Hawking, Gil António.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Há seres que pela sua inteligência, pela sua coragem, pelos seus feitos ganharam o direito à eternidade. Stephen Hawking, é um deles.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um tipo excepcional em todas as acepções da palavra, Elvira Carvalho.
      Que brincava com John Oliver, que era bestialmente gozado por Gervais, e que sabia rir com isso e com a sua maldita doença.
      Abraço

      Eliminar
  5. Um homem com uma inteligência e força extraordinária e que sempre admirei.
    Hoje deve vaguear pelo Universo o lugar onde sempre esteve na Terra:

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso que merece - vaguear pelo Universo que tanto o fascinou.
      Beijos

      Eliminar
  6. Este mundo ficou muito mas muito mais pobre com o desaparecimento deste grande Senhor Stephen Hawking e infelizmente o que vemos à nossa volta não augura nada de bom.
    Um abraço e boa Primavera.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um ser humano verdadeiramente excepcional, Francisco.
      Boa Primavera!

      Eliminar
  7. Homem com uma força de viver incrível e uma inteligência excepcional.
    Dez dias antes de morrer, apresentou os fundamentos teóricos para a descoberta de um, ou mais universos paralelos. O que mais teria para nos deslumbrar?
    Vi no cinema a emocionante história da sua vida - que VIDA!!
    Vão-se os bons, fica a .......
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Incapaz de aceitar o destino que o mantinha escravo da tecnologia mas não lhe podia aprisionar a mente, teresa dias.
      Beijo

      Eliminar
  8. Isso foi um dos raros milagres que podem acontecer e ainda bem para ele e para a humanidade, essas pessoas deviam ser eternas e vão ser pelas obras que nos deixaram.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A obra que deixa vai fazer com que seja eterno, António Querido.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Bom dia Pedro.
    Uma belíssima explanação sobre um gênio
    que além e independente de tudo sempre
    soube exatamente o seu lugar.
    É comum seres com problemas acharem-se injustiçados
    e ao invés de remir o tempo, passam a vida aborrecidos e aborrecendo. Mais um ser que faz diferença se vai,
    mas como as estrelas ele deixa seu rastro e mais que isso
    deixa seu legado.
    Bjins e/ou abraço.
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hawking nunca lamentou o seu destino, nunca cantou o fado do degraçado, CatiahoAlc.
      Pelo contrário, fintou esse destino, fintou a morte, viveu intensamente e sempre com uma curiosidade insaciável.
      Bjs

      Eliminar
  10. Um ser humano exemplar na força e na capacidade de se sobrepor à tragédia, sem dúvida.

    Uma inteligência fora de tudo o que é comum, também.

    O actor que o interpretou no cinema mereceu o Oscar, sem dúvida.

    Que esteja em paz !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de tudo o que sofreu e viveu nesta dimensão arrisco dizer que está em paz, São.
      E nós enriquecidos pelo seu legado.

      Eliminar
  11. Tal como Albert Einstein, Stephen Hawking foi um génio.
    Muito se disse sobre ele mas algo terá ficado por dizer.

    Como o Pedro refere, "fintou a morte" e "ignorou a doença".

    Brilhará no firmamento como poucos.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Admiro profundamente estas pessoas, António.
      Não lamentam a sorte, o destino, escolhem o seu caminho por mais dificuldades que se lhes apresentem.
      Um exemplo de vida e de vontade de viver.
      Aquele abraço

      Eliminar
  12. Belíssima homenagem, Pedro! Esse foi o "cara"! O homem do século - um anjo agnóstico, gigante, que se sentia de uma pequenez comovente. Fui no Ferreirão... A vida é essa lição de humanidade em que viver é sempre perigoso por estarmos vivos, Pedro. Um dia é dia de ir e o irmão dele já foi. Tudo de bom, amigo! Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O irmão do FerreirAmigo sofreu um bom bocado.
      Agora está a repousar.

      Hawking fintou o sofrimento, viveu o mais que lhe foi possível, agora partiu.

      Aquele abraço

      Eliminar
  13. Um grande exemplo duma vida bem vivida. Nunca pensei que ele vivesse tantos anos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém acreditava nessa possibilidade, Sami.
      Os médicos, quanto lhe diagnosticaram a maldita doença, deram-lhe dois ou três anos de vida.
      A força de vontade dele ultrapassou isso tudo.

      Eliminar
  14. Respostas
    1. Impressionante, Carlos.
      E uma lição de amor à vida antes de tudo.

      Eliminar
  15. Infelizmente conheço pessoas com essa terrível doença, que não têm a força que Stephen teve, o que é compreensível.
    Começam a rarear génios desta natureza.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Enfrentar um drama destes como ele enfrentou é muito difícil, Magui.
      Algo ao alcance de muito poucos.

      Eliminar
  16. Um Homem de uma dimensão incrível, Pedro !!!
    Admirável em todos sentidos !
    Um Homem que creio eu, cientificamente, se pode equiparar a um Einstein, a um Galileu, a um Newton ,... e que no campo pessoal conseguiu vencer a morte prematura e contornar asua incapacidade apenas física !

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A incapacidade física nunca o limitou, Rui.
      Pelo contrário, fica a ideia que ainda lhe deu mais força para se agarrar à vida e fazer algo de extraordinário com o tempo que tivesse para viver.
      Aquele abraço

      Eliminar
  17. Foi uma grande perda para o mundo ;/

    https://itslizzie.space/

    ResponderEliminar