29 de março de 2018

Intemporais (112)

Aconteceu na Catedral da Sagrada Família em Barcelona.
Interpretação de Mónica Naranjo, da célebre prece Amazing Grace.
Acompanhada pela Orquestra Sinfónica Jovem de Barcelona,
da Banda de Gaitas ​ " Xuntanza" da Catalunha e da Polifonia de Puig-Reig.
A intervenção das gaitas de foles é surpreendente!

32 comentários:

  1. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Esta Catedral é espetacular.
    Caloroso abraço. Saudações espetaculares.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Sagrada Familia é um dos locais mais belos que vi na vida, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Um cenário perfeito para esta interpretação e para celebrar a Páscoa.
      Aquele abraço, Páscoa Feliz.

      Eliminar
  2. Respostas
    1. É deslumbrante, não é, Francisco?
      A música, a voz, os instrumentos, o cenário.
      Perfeito!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Só o cenário arrepia, António.
      Já o disse várias vezes - só dois locais no Mundo me deixaram de boca aberta, incapaz de articular uma palavra:
      A Sagrada Família em Barcelona e um templo em Nara, no Japão.
      Como é que o Homem é capaz de coisas tão extraordinárias e ao mesmo tempo de tanta malvadez e tanta mesquinhez?

      Eliminar
  4. Gostei imenso. Não podemos ficar indiferentes a esta composição.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantada desta forma, neste cenário, como bem comenta o António, é arrepiante, Catarina.

      Eliminar
  5. Tenho gratas lembranças familiares desta Catedral, então ainda em obras.
    Um concerto fabuloso que, se não se importa, vou "roubar" para partilhar.
    Ainda estou arrepiada pelo que ouvi.
    Santa Páscoa

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem entra nesta catedral jamais a esquece, Menina Marota.
      Fiquei deslumbrado quando a visitei.
      Santa Páscoa

      Eliminar
  6. Olá Pedro, acho que ninguém consegue ficar indiferente a tal beleza. Adorei! Boa Páscoa amigo e beijos com carinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só quem for de pedra, rosa- branca, só quem de pedra fica indiferente.
      Beijos, Boa Páscoa

      Eliminar
  7. Interessante texto o seu acabando com um necessário lembrete.
    ไพ่ออนไลน์
    Gclub

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto não é meu, co coya.
      Os dois que publiquei hoje não são de minha autoria.

      Eliminar
  8. lindo Pedro!
    é o divino na imensa diversidade de formas, cores e sons :)
    abraço
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito a propósito desta época Pascal, Angela.
      Abraço

      Eliminar
  9. Uma maravilha que se acrescenta a outra.

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma maravilha dentro de outra maravilha, Agostinho.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. Realmente divinal, por momentos senti-me no céu!

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se realmente há céu, deve ser assim que os anjos recebem quem lá chega, Manu.
      Beijos

      Eliminar
  11. Pedro, muito, mas muito obrigada pela partilha deste espantoso vídeo. A voz é maravilhosa, mas a Catedral? Um deslumbramento que nos faz sentir pequeninos, tão pequeninos!
    Sabes que Barcelona é a MINHA cidade, aquela que elegiria para viver? Há qualquer coisa de muito especial, um toque de sonho em cada edifício, em cada pedra. E as pessoas? Gente viva, telúrica, gente de carne e osso, mas também de alma, muita alma.

    Beijinho.

    P.S. Ah, não te admires se um dia destes o vídeo estiver lá para os meus lados!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É fenomenal, não é, GL?
      Barcelona é uma sedução.
      Até nos livros do Zaffon.
      Esta maravilha merece ser partilhada e divulgada o mais possível.
      Beijinho

      Eliminar
    2. Se é! Barcelona é mágica. Acreditas que a primeira vez que lá fui fiquei, literalmente, deslumbrada, leia-se, "embasbacada" frente à porta de entrada de um edifício de habitação? É que nem era um edifício oficial, nada disso. Estava perante uma obra de arte, não frente a uma qualquer porta.

      Beijinho.

      Eliminar
    3. Acredito, GL.
      Foi assim que fiquei quando entrei pela primeira vez na Sagrada Família.
      Embasbacado, positivamente embasbacado.
      Beijinho

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Exactamente isso, Maria Rodrigues - divinal.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Um tema clássico, a apelar ao envolvimento das pessoas...
    Tem razão, Pedro, as gaitas de foles ajudam a projectar o envolvimento, numa quase comunhão de princípios e ideais.

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O texto não é meu, AC.
      Publiquei como recebi.
      Aquele abraço

      Eliminar
  14. Sublime, Pedro.

    Votos de excelente semana para si e suas princesas, meu amigo.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E o Ricardo esteve lá recentemente, não é?
      Um local mágico, deslumbrante.

      Eliminar
    2. Pedro, para mim Barcelona é sinónimo de casa.

      Aquele abraço.

      Eliminar
    3. (Ainda) só visitámos uma vez, Ricardo.
      Mas ficámos absolutamente deslumbrados.
      A Sagrada Familia, e um templo em Nara, não parecem obras humanas.
      Parecem saídas de algum ser superior, de uma mente com qualquer coisa de divino.
      Depois, a cidade, a qualquer hora, em qualquer lugar, tem uma vida, uma movida, que é impossível não gostar.
      Aquele abraço

      Eliminar