28 de março de 2018

Afinal o Big Brother era o Facebook?


George Orwell, Nineteen Eighty-Four, Big Bhother Is Watching You; Mark Zuckerberg, Two Thousand Eighteen, Facebook.
Podia ser o início de um belo romance, de uma excitante crónica, de um magnífico policial.
Não é nada disto, é a pura realidade.
Todos sabemos, e de algum modo aderimos a essa ideia, que a nossa privacidade há muito é diariamente invadida das mais variadas formas.
Ainda que tenhamos essa consciência somos muitas vezes surpreendidos pela dimensão do fenómeno.
A revelação da devassa dos perfis de 50 milhões de utilizadores do Facebook, sem o seu consentimento expresso, e sem o seu conhecimento prévio, em boa verdade só surpreenderá pela sua dimensão e alcance.
Será possível utilizar as nossas publicações para condicionar a vida de milhões de pessoas, influenciar o sentido de voto de outros tantos milhões, alterar o resultado de eleições nos países supostamente mais evoluídos técnica e democraticamente?
Aparentemente, e depois de conhecidos os pormenores do caso Cambridge Analytica, todas as perguntas formuladas devem ter resposta positiva.
Big Brother Is Watching You e ameaça enviar todas as provas dessa realidade para o famoso Memory Hole.
Só falta mesmo reescrever a História e criar o Ministério da Verdade para estarmos a viver aqui e agora no universo orwelliano.
Be afraid, be very afraid, alertava-nos David Cronenberg em The Fly.
Não, não é de filmes e de seres com poderes sobrenaturais.
É da realidade e de gente que todos os dias se mistura connosco.

60 comentários:

  1. O meu filho, engenheiro informático, sempre me disse que não havia segurança no facebook. Mas, independentemente, da sua (dele) opinião, o facebook nunca me interessou. Prefiro os comentários nos blogues do que os likes no facebook. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. são duas plataformas completamente diferentes e com finalidades completamente diferentes, Catarina.
      Ambas sujeitas a devassa, a apropriação indevida de dados.
      Não nos vamos isolar como o Robinson Crusoe, ou O Menino Selvagem, não é?

      Eliminar
    2. Não é uma questão de isolamento, mas sim de preferência. :))

      Eliminar
    3. Claro, Catarina.
      Tantos dos meus amigos nem querem ouvir falar de Facebook.
      Não é por isso que se tornam infoexcluídos :)))

      Eliminar
  2. bom dia
    Um tema muito complexo para mim .
    afinal onde está a segurança ?
    JAFR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A segurança temos que ser nós a procurar, Joaquim Rosário.
      Como?
      Não nos expondo em demasia.

      Eliminar
  3. Bom dia. Concordo na íntegra com o escrito no texto. O facebook é um engano para muita gente que acredita que, andando por esse, tem toda a privacidade. É mentira, não tem.
    .
    * Mulher: A essência sem raça nem cor. *
    .
    Desejando um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo contrário, Gil António.
      Quando acedemos a estas plataformas estamos a, tacitamente, abdicar de uma boa parte dessa privacidade.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Ao aderirem ao Face estão a entregar o ouro ao inimigo. Portanto o 1º culpado é o aderente.
    Continua a ser culpado se acredita em tudo o que lá se diz. Quem tiver pisca de bom senso tem que peneirar a informação e não crer nem nos amanhãs que cantam nem no paraíso celestial bíblico, adoçado pelo alcorão com as 72 virgens por crente, já que as fêmeas muçulmanas vão ficar com 1/144 avos do macho que lhes tocar. Menos mal que pelos vistos vão começar a fazer inseminação artificial nesse paraíso como nos bois e cavalos, pois o esperma é aos milhões. Comprimentos ,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já hoje comentei isso, álvaro silva - quem adere ao Facebook e outras redes sociais (é o meu caso) sabe que está a prescindir de alguma da sua privacidade.
      Talvez não houvesse ideia da extensão do fenómeno.
      Com estas notícias haverá muito mais atenção e cuidado, creio eu.
      Cumprimentos

      Eliminar
  5. Todo o cuidado no que toca à proteção das nossas contas, deve-se ter em atenção, o perigo espreita em qualquer canto.

    FELIZ PÁSCOA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao aderir às redes sociais já sabemos que estamos a expor-nos, a prescindir de alguma da nossa privacidade.
      Com algumas cautelas não haverá grandes males, julgo eu.
      Votos de Santa Páscoa

      Eliminar
  6. Curiosamente sinto que o blog revela mais de mim do que o FB. Porque são textos mais longos, coisas mais pessoais, e acima de tudo porque é de livre acesso e não tenho qualquer controlo sobre quem me visita.
    O meu FB não tem nada que quisesse esconder de quem quer que fosse. Espreitem à vontade! Foi (é) uma forma de manter contacto com pessoas de quem gosto, e que estavam meio perdidas por a vida ter seguido outros rumos.
    Por enquanto tenho o FB como um "amigo".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos na mesma onda, Boop.
      O meu blogue acaba por revelar mais de mim que o Facebook onde vou reencontrando gente que há muito não via, onde me vou divertindo.
      Se tivermos alguma cautela na privacidade que inevitavelmente perdemos não haverá decerto grandes males.

      Se me quiser encontrar no Facebook o nome é o mesmo (Pedro Coimbra), sou o tips name fotografia de peril (as meninas são a minha mulher e as minhas filhas, numa foto tirada no meu dia de aniversário há já alguns anos no Jardim Zoológico de Munique).

      Eliminar
  7. São muitos os que criticam as tecnologias. Errado, se pensarmos que a esmagadora maioria do que elas nos proporcionam são positivas.

    O Facebook é uma armadilha mas, quem lá entra sabe ao que vai. De resto e pondo de lado por uns instantes o Facebook, sabemos que basta accionar a internet para que a nossa vida seja devassada.

    O Facebook ganha milhões à nossa conta e não paga impostos.

    O perigo anda à solta.

    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Facebook já me deu para reencontrar pessoas, vender carros, vender mobílias, comprar coisas que queria, dar umas valentes gargalhadas todos os dias.
      Não me exponho em demasia, não gosto de andar a tirar fotografias a torto e a direito, NUNCA tirei uma selfie (narcisismo ao máximo).
      Se usado com moderação, como tudo, qual é o problema??
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Diz bem, Pedro. "Se usado com moderação".

      Eliminar
    3. Como tudo o resto, António, como tudo o resto...

      Eliminar
  8. Não sou de forma alguma fã do Face Book,embora tenha aderido...
    A mim, basta-me o universo blogueiro e, pelos vistos, também é uma janela aberta...

    Abraço amigo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se usado para nos divertirmos é porreiro, João Menéres.
      Aquelas tretas de correntes, de notícias e imagens muito deprimentes e quejandos vai tudo para o lixo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Não tenho esse problema, pke só tenho um blogue.
    O pessoal gosta de ter Face, rosto -rs, afinal quem não tiver está démodé, pensa a maioria. Tolices!
    Está a tornar-se uma praga mundial.

    Beijos e boa Páscoa, Pedro!

    CÉU

    PS: ainda não abri a minha conta, daí o comentário sair como anónimo. Sorry!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. CÉU,
      Tenho Facebook, LinkedIn, blogue, não me sinto ameaçado por isso.
      Até acho piada.
      O que me chateia vai para o lixo pura e simplesmente.

      Já está recuperada?

      Beijinhos, votos de uma Santa Páscoa

      Eliminar
    2. São atitudes k cada um de nós toma. Eu estou bem, assim, na "idade das trevas" (rs).

      Estou a recuperar, satisfatoriamente, da mão intervencionada. Esta cirurgia foi mto menos complicada e demorada que a realizada há dois anos à mão dta. Para a semana, inicio a fisioterapia.

      Já estou de férias até dia 08 de abril, mas isso não significa que não escreva. É uma necessidade. Sou "tontinha"! Grata pela sua questão.

      Beijinhos para todos e renovo votos de boa Páscoa.

      Eliminar
  10. Completamente de acordo com o texto e é uma grande verdade estamos mesmo a viver no universo orwelliano.
    Um abraço e Boa Páscoa.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desde que tenhamos cautelas não haverá grandes problemas, Farncisco.
      Pelo menos eu acredito nisso.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Muito bom, Pedro. Não faço parte de rede social nenhuma, mesmo porque o que gosto é de escrever (2 blogues apenas) e isso não acontece em redes sociais, o próprio nome já diz. E a fofoca, a intriga corre solta. Porém penso que, quem gosta, fique, mas se cuide com a exposição demasiada se não quiser ter dissabores.
    Beijo, boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas ao escrever em blogues, ao aceder ao Blogger, ao ligar o computador, já se está a expor, Tais Luso.
      É só uma questão de se perceber como e quanto.
      Com cuidado, não haverá grandes problemas.
      Com exageros estamos a pedir chatice.
      Beijos

      Eliminar
    2. Concordo em parte, sim, Pedro, nos blogs (em geral) não há agressões significativas, escrevemos sobre tudo um pouco, não fuxicamos a vida dos outros, e não expomos centenas de fotos. Penso que os blogues não se expõem tanto. Expõem ideias. Pelo menos no Brasil há muita exposição pessoal. Até pedem, aos usuários de redes sociais (os entendidos no assunto) para se rever isso.
      beijos.

      Eliminar
    3. Acho piada a certos aspectos da vida pessoal que são expostos, Tais Luso.
      O almoço, o jantar, uma refeição rápida no McDonald's...
      Dá vontade de rir.
      Beijos

      Eliminar
  12. O que me espanta é ver pessoas que escarrapacham todos os momentos da sua vida diária no FB e outras redes sociais indignarem-se porque o FB permitiu que lhes roubassem os dados. Que esperavam? Que lhes enviassem presentes no dia de aniversário e no Natal?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Carlos.
      Acho que até as vezes que vão à casa de banho ficam no Facebook.
      E com detalhes do que fizeram e em que quantidades.
      Depois queixam-se, os idiotas.

      Eliminar
  13. Não ando no Facebook nem nas suas almas gémeas, mas em tudo na vida deve imperar o bom senso.
    Há tempos foi notícia que passou despercebida a muitos portugueses: uns tipos das finanças roubaram facturas do E.Factura em proveito próprio. Foram apanhados e não sei o resultado. Corrupção às carradas que até agonia e a justiça só é célere para quem rouba chocolates num super-mercado.

    Ao andar na internet devemos não aceitar tudo e todos mas as fugas de informação do quer que seja neste país são mais que muitas. Outro exemplo: é proibido por lei deixar fotocopiar o cartão do cidadão e quantos organismos públicos o fazem? Enfim Pedro eu acho que o resultado de tudo isto será "uma montanha pariu um rato".

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não devemos aceitar tudo e todos, não devemos estar a dar conta de cada momento da nossa vida, Fatyly.
      Moderação, é preciso moderação.
      Vamos ver se o Facebook leva uma pancada por causa desta trapalhada ou se fica tudo por um singelo pedido de desculpas.
      Beijocas

      Eliminar
  14. Não prevejo um futuro brilhante apara a Humanidade, sinceramente

    Bom resto de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já não consigo prever nada, São.
      Vamos vivendo cada dia com intensidade e com cautela.
      Nada mais podemos fazer.
      Bom resto de semana, também

      Eliminar
  15. Eu uso,embora não muito i facebook e sinceramente nunca me preocupei com a privacidade, porque não publico nada que não se possa saber e é claro que toda a gente sabe que em qualquer lado, redes sociais ou não, a privacidade ja não a temos há muito.
    Abraço Pedro Boa quinta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Idem, Mena almeida.
      Uso, com cuidado, com moderação, para muito poucas coisas.
      Quase todas pouco susceptíveis de criar problemas.
      Abraço, boa quinta-feira.

      Eliminar
  16. Talvez por nunca ter usado a minha página no FB para divulgar assuntos que só a mim dizem respeito, tirado fotos 'impróprias', entrado em questiúnculas por este ou aquele motivo, nem para nada de mal, nunca me senti ameaçada. Se fechei a minha conta nessa rede social foi, pura e simplesmente, por preferir exclusivamente a blogosfera e o blog, e sentir que o Face não me fazia falta.
    Tudo isto para lhe dizer, Pedro, que acho estranho que o Facebook possa representar uma ameaça assim tão grande. Creio que o mal está é nas pessoas que se expõem a tudo, sem medir actos nem consequências. Mas até isto eu falo de cor, coisas que vou lendo por aí. Sinceramente, não sinto falta, mas lá que aproxima as pessoas, é um facto. Ao meu filho, por exemplo, fez-lhe um jeitão, por ter encontrado uma amiga holandesa que conheceu aqui em Portugal e cujo rasto havia perdido.
    Como tudo na vida há que saber usar com moderação e tino.

    Pedro, como não sei se amanhã ainda vai andar por cá, deixo hoje o meu desejo que essa viagem ao Japão seja maravilhosa em todos os aspectos. Mando, antecipadamente também, um beijinho de Parabéns para a sua filha Catarina.

    Cá o aguardamos, com o apreço de sempre.
    Beijinhos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Utilizo o Facebook, Janita.
      Como com quase tudo na vida, não abuso.
      E não vou ao ponto de permitir uma devassa naquilo que julgo que tenho que manter privado.

      Faz hoje vinte anos, depois de jantarmos, estávamos preparados para ir dar um passeio a pé como já vínhamos fazendo para acelerar e facilitar o parto.
      Já preparados a minha mulher diz que precisa de ir à casa de banho.
      E de lá de dentro gritou - "é agora".
      Não fomos passear, fomos directos para o Hospital, no dia seguinte, pouco depois do meio-dia, nascia a Catarina.
      Já passaram vinte anos.
      Num instante.

      Beijinhos, votos de uma Santa Páscoa.

      Eliminar
  17. A Internet é a autoestrada mais longa do mundo! correm-se riscos e há muito quem tire proveito.

    Beijinhos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como devemos fazer quando conduzimos é preciso ter cuidado, cautelas, Adélia.
      Se assim for acredito que não haja grandes problemas.
      Beijinhos

      Eliminar
  18. Por muito cuidado que tenhamos a nossa privacidade já não é total...temos que ter consciência disso e tentar controlar a situação.
    Is to é como ter uma Faca na mão, com ela se parte uma fatia de bolo ou se pode ferir , portanto o melhor é estarmos informados e tomarmos os cuidados possíveis.
    bjs

    ResponderEliminar
  19. Já abusei, com reservas, do FB, mas nunca me expus demais, até que, há cerca de um ano, deixei de publicar fotografias, vou lá esporadicamente. Preservo-me tanto quanto for possível, embora no blog conte algumas pequenas coisas e mesmo assim fico com a sensação que exagero.
    Beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca fiquei com essa sensação ao visitar o seu blogue, Maria Araújo.
      Exageros em quê??
      Beijinho

      Eliminar
  20. Também sou de opinião que pouca exposição não acarreta problemas, espero nao estar enganada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se estiver enganada eu também estou, Magui.
      Já seremos dois.
      Pelo menos...

      Eliminar
  21. Ao Facebook vou pouco, normalmente apenas para dar os parabéns a amigos ou ver fotos publicadas pela minha filha. O meu tempo é mais passado no blogue.
    Em todas as redes o importante é ter cuidado com o que se coloca.
    Sei que está quase a ir de férias para Tóquio, adorei visitar e gostava muito de voltar ao Japão.
    Desejo-lhe uma Páscoa muito Feliz e umas excelentes férias.
    Beijinhos
    Maria de
    Divagar Sobre Tudo um Pouco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Japão é uma sedução, Maria Rodrigues.
      O Facebook serve por exemplo para isso - para partilhar umas fotos com a família e amigos das nossa viagens, das nossas aventuras.
      E muito pouco mais que isso.

      Eliminar
  22. As tecnologias estão para servir-nos mas tb se servem de nos para fins menos proprios, hoje em dia o simples facto de ligar o PC já nos tão a vigiar.
    Abraço
    https://caminhos-percorridos2017.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não é por causa disso que vamos viver de PC desligado, voltar à máquina de escrever, pois não, Kique?
      Com cuidado, com cautela, quero crer que não haverá grandes problemas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  23. As noticias tendenciosas passadas pela grande imprensa são desmontadas segundos depois nas redes sociais. Só por isso, acho que já valem a pena. De resto, basta não se expor, entretanto tenho pena de quem entrou (se entrou) no meu facebook. Só tem asneira lá...:))))

    Beijinho, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo - quem se expõe em demasia fica sujeito a dissabores.
      Se houver cautela julgo que não haverá problema.
      Beijinho

      Eliminar
  24. No mundo em que vivemos dá para acreditar em quê?
    A cada dia somos seduzidos com mensagens sedutoras que se transformam em desilusões. Não é, seguramente, apenas o Facebook a enganar-nos. Outras grandes multinacionais o fazem. Não precisamos de ir muito longe. As empresas que temos por "perto", como as de telecomunicaçpões, energia, retalho... o fazem também.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mesmo o Big Brother levado à pratica, Agostinho.
      Abraço

      Eliminar
  25. Curiosamente, muito do sucesso desta saga tem a ver com a ausência de reflexão por parte dos "agredidos", ou seja, nós. Por onde anda a consciência crítica? Esvaiu-se na sobrevivência ou, de modo mais subtil, na quantidade de brinquedos que puseram à nossa disposição?

    Abraço, Pedro :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, AC.
      Não nos podemos queixar de algo que alimentamos.
      Cuidadinho com o que expomos publicamente.
      Aquele abraço

      Eliminar
  26. É realmente assustador, mas só nós temos o poder de o mudar...insistir para se abrir caminho na literacia digital, ao nível da proteção de dados e utilização segura (e doseada!) da internet, é o primeiro passo.

    Bom fim-de-semana!

    Daniela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Literacia digital.
      Aí está exactamente o que deve ser promovidos, Daniela.
      Bfds

      Eliminar