7 de abril de 2016

Intemporais (24)

10 comentários:

  1. Foi bom relembrar. Já não ouvia esta música há muito tempo. Trouxe-me boas memórias :)

    Um beijinho, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda bem, Miss Smile.
      A versão do Boss é superior ao original de Patti Smith em minha opinião.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Não sou fã de Bruce Springsteen, Pedro.

    ResponderEliminar
  3. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Aprecio sua sessão musical!
    Caloroso abraço. Saudações musicais.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sou fã de Spingsteen, Amigo João Paulo de Oliveira
      E esta é uma daquelas versões que suplantam o original.
      Grande abraço

      Eliminar
  4. Foi tão bom este momento, trouxe-me tão boas recordações.

    Gosto muito do Bruce Springsteen, faz parte da minha juventude.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, Fê.
      O Boss faz parte da nossa juventude.
      Born to Run :)))
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Fui grande fã de Bruce Springsteen, Pedro. Não quero dizer que já não seja, acontece é que os ídolos que tínhamos na juventude, com o passar do tempo, vão perdendo o fulgor.
    Mas gostei de relembrar.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é que fui procurar uma versão dos tempos áureos, Janita.
      Mas há gente que não envelhece - vi aqui os Stones e o concerto foi extraordinário.
      Beijinhos

      Eliminar