15 de agosto de 2013

Homenagem à canção de Coimbra

Recupero hoje, com as devidas correcções acerca do autor, e depois de ter desaparecido o post, obra e graça do iPad e da minha nabice,  imagens da escultura evocativa do fado [ou canção] de Coimbra, tributo da Junta de Freguesia de Almedina à cidade de Coimbra, inaugurada dia 18 de Julho de 2013.



Da autoria do escultor Celestino Alves André, a escultura foi colocada na zona do Arco de Almedina, na entrada do célebre "quebra-costas" que tantas vezes calcorreei a caminho da Universidade.


Ainda na mesma zona, e relacionado com o mesmo tema, vale a pena visitar o espaço fado ao centro com espectáculos ao vivo todos os dias.


18 comentários:

  1. Mas que grande rabo!! Ah não, é a forma de uma viola... XD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Guitarra, FireHead, guitarra.
      Viola é outra coisa.

      Eliminar
    2. Olhe que eu aprendi que viola e guitarra são o mesmo instrumento. Fui ao google e reparei que viola parece o mesmo que violino.

      Eliminar
    3. Os puristas da canção de Coimbra colocam-lhe um fatwa, FireHead.
      Guitarra de Coimbra.
      Olhe a guitarra e a viola lá em cima na imagem.
      Não diga isso em Coimbra que é arrastado pelo quebra-costas abaixo :)

      Eliminar
  2. Pedro,
    É bom levar a cidade de Coimbra a todo o mundo, não é?
    Beijinho grato. :)))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No que de mim depender, Coimbra será sempre divulgada, ana.
      Eu é que lhe agradeço ter-me dado a conhecer esta iniciativa.
      Beijinho grande!

      Eliminar
  3. Um dia ainda vou revisitar a cidade com mais tempo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Merece todas as visitas, Catarina.
      E está com uma dinâmica, e umas iniciativas, que não costumava ter.

      Eliminar
  4. Estou como a Catarina. Tenho de ir a Coimbra. :)

    ResponderEliminar

  5. Lindíssima esta guitarra!
    Vale sempre a pena visitar Coimbra! De vez em quando vou até lá em visita a familiares.

    E como diz a conhecidíssima canção «Coimbra é uma mulher, só passa quem souber...» ♫♪
    Deve ter sido com esse tema musical em mente que o escultor André Alves idealizou esta obra prima!


    Beijinhos cantarolados ao som de um fado
    (^^)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho que corrigir, Afrodite - "O livro é uma mulher, só passa quem souber, e aprende-se a dizer saudade "
      Tantas vezes ouvida, tantas vezes cantada em tertúlias.
      Cresci a ouvir fado de Coimbra, Afrodite

      Eliminar
  6. É sem dúvida uma cidade muito bonita. O fado de Coimbra é uma referência de história em Portugal.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Nao querendo parecer bairrista, tenho de concordar, Raquel Mark

      Eliminar
  7. Eu gosto da escultura. Calhou passar por lá no dia da inauguração, de passagem e com pressa só vi a parte da frente e por isso estranhei os comentários de indignação de alguns conimbricenses nas redes sociais ou dos mais velhos nos transportes públicos só quando pesquisei e vi imagens da parte de trás percebi a indignação ...

    Acho que sim! Todos devem visitar Coimbra! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tétisq,
      Não vejo motivo para indignação.
      Retratar a guitarra de Coimbra com uma mulher, de tão especial que são (a mulher e a guitarra) até me parece uma associação muito feliz.
      Vale a pena visitar e conhecer a cidade.
      E aprender a dizer saudade,

      Eliminar
  8. Pedro,
    Venho corrigir uma gralha minha pois dei-lhe uma informação que não está bem e deve ser corrigida, mea culpa. :)))
    A escultura é de Celestino Alves André.
    Fotografei a assinatura e estava Alves André, achei que podia ser André Alves. Andei a pesquisar e descobri muito remotamente que é
    CELESTINO André Alves. Vou corrigir no (IN) Cultura.

    No outro local que conhece foquei vandalismo sobre o Jardim da Sereia se quiser espreitar, será bem-vindo.
    Beijinho, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou corrigir agora, Ana
      Obrigado pela informação
      Realmente, como André Alves, a escultura não aparecia.
      Não há problema -corrige-se

      Vou ver o que andaram a fazer no Jardim da Sereia.

      Beijinho e continuação de bfds!!

      Eliminar