28 de agosto de 2013

EM BEJA - ANO DE 1771

Isto é uma relíquiaDescrição peculiar num português precioso.
 O rapaz usou o pífaro leiteiro (já tinha ouvido chamar-lhe muitos nomes, este é mais um).

15 comentários:

  1. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Este precioso documento histórico deixa patente que nossa amada língua portuguesa evoluiu ao longo do tempo, independentemente do que os pernósticos puristas tentam nos impingir.
    Caloroso abraço! Saudações linguísticas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estas expressões são perfeitas jóias da nossa língua, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Grande abraço!

      Eliminar
  2. O meu vocabulário vai ficando mais rico…

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Catarina,
      É melhor não fazer uso destas expressões.
      Porque se arrisca a ficar a falar sozinha ou a que o interlocutor pense que o/a está a ofender :))

      Eliminar
  3. Respostas
    1. Ricardo,
      Faça o favor de dar conhecimento desta sentença à sua belíssima esposa para que ela possa utilizar estes termos num próximo despacho :)))
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  4. Lindo! Não há nada como ir direito ao assunto.
    Desfloração também pode querer dizer tirar as pétalas à flor. Com uma pena dessa deve ter esse o pecado do homem.
    FCPorto? OK Pedro, Também tenho muitos amigos comunistas e no entanto eu não o sou.
    Um verdadeiro desportista aceita tudo, até a derrota!
    Grande abraço a Oriente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kim,
      Tirar pétalas à flor?
      Não terá sido bem isso que aconteceu :)))

      FCP e PCP - só um comentário (eu também não sou comunista) - touché!! :)))

      Grande abraço desde o Oriente!

      Eliminar
  5. Naqueles tempos havia (mais) justiça. :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comeu?
      Tem que guardar (casar).
      Não era bem assim, mas neste caso foi.

      Eliminar
  6. oh, só vi isto agora...
    fiz uma cadeira no ano passado onde estudávamos documentos da mesma época...não imagina o que se lê.
    A «desfloração» de uma moça era coisa séria...
    :)

    ResponderEliminar