6 de março de 2013

Resolvido em português com um erro turco pelo meio. Borussia Dortmund muito forte!


O Real Madrid está nos quartos-de-final da Liga dos Campeões após vitória bem suada em Old Trafford.
Depois do empate no Bernabéu, com golos (1-1), o Real teria que marcar em Inglaterra para seguir em frente na prova.
Num jogo que as duas equipas abordaram com algumas cautelas, o Manchester adiantou-se no marcador com um auto-golo de Sérgio Ramos.
A pressão que o Real sentia à partida ficava praticamente na mesma com este golo.
A equipa espanhola já sabia que tinha que marcar em Inglaterra.
Este auto-golo só veio reforçar essa necessidade.
Mas, em boa verdade, quem dominava o jogo era o Manchester United.
Tudo mudou quando, aos 56 minutos, o árbitro turco expulsou Nani.
Uma decisão errada porque o português não agrediu Arbeloa.
O Real aproveitou a vantagem numérica e, como reconheceu Mourinho ((Mourinho reconheceu que o Manchester foi melhor e que, 11 contra 11, o Real não ganharia), acabou por ser feliz na passagem aos quartos-de-final da Champions, o grande objectivo da equipa para esta época, o sonho de Mourinho.
Com mais um golo decisivo de Cristiano Ronaldo.
Cristiano Ronaldo, o tal que é qualificado por muitos como arrogante, que já é o melhor marcador português de sempre na Taça dos Campeões/Liga dos Campeões, que se revelou decisivo nos dois jogos com o Barcelona, que foi decisivo no jogo de ontem, que não festejou o golo marcado por respeito à antiga equipa, que teve a humildade de, no final, reconhecer que o Real tinha sido beneficiado e feliz e que estava triste com o afastamento do United.
Expliquem-me lá outra vez porque é que ele é arrogante, por favor.


No outro jogo da noite, os alemães do Borussia Dortmund atropelaram o Shaktar Donetsk (3-0) e deram continuidade ao pleno de vitórias caseiras nesta edição da Champions.
Já afastados da Taça da Alemanha e da reconquista da Bundesliga, muita atenção a estes "panzers" alemães nesta edição da Champions.

18 comentários:

  1. Respostas

    1. Repito à exaustão, Catarina - o Ronaldo é o jogador mais completo que alguma vez vi jogar.
      É craque em tudo - pé direito, pé esquerdo, de cabeça, rapidíssimo, cheio de força e potência muscular, com uma invulgar capacidade de trabalho e de sacrifício.
      E, depois, com atitudes destas.
      Típicas de um gentleman.

      Eliminar
  2. Eu sou uma fã incondicional do Cristiano Ronaldo, apesar de o achar muito piroso! São coisas, mas é mesmo assim. Ele é Madeirense e eu adoro tudo o que é Madeirense (fui muito feliz na Madeira quando lá trabalhei). E, sinceramente, não o tenho nada como arrogante.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Mas a fama de arrogante, para ele e para o Mourinho, sim aquele que ontem disse que não merecia ganhar o jogo, ficou agarrada.
      Eles são os melhores do Mundo, são craques em qualquer lado.
      Podiam até ser mais arrogantes do que são.
      Já o afirmei várias vezes, Mariposa Colorida - sou portista, como toda a gente sabe.
      Se pudesse escolher um treinador e um jogador para o Porto não hesitava um segundo - o Mourinho e o Ronaldo.

      Eliminar
  3. Estou a começar a mudar a minha opinião sobre Cristiano Ronaldo, Pedro, e, ontem, subiu na minha consideração.

    Por outro lado, o Real Madrid, quer em Madrid, quer em Manchester, foi levado ao colo, a chamada "ajuda de berço", caro amigo.

    Pedro, amigo, este turco é considerado o 2º melhor árbitro do Mundo, atrás do "cabecinha de gel", bom se estes são os melhores, por favor, não me mostrem os piores, caro amigo.

    Quanto ao Dortmund nada a reportar, uma máquina com selo...alemão!!!

    Aquele abraço, amigo!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. O Ronaldo é um Senhor, Ricardo.
      Um craque e um Homem sério e a sério.
      O que ele fez ontem já tinha feito em Alvalade, no Dragão.

      Com um árbitro burro, ele e o Mourinho souberam reconhecer que passaram injustamente.
      Isso é de quem é Grande, não é de quem é arrogante.
      E, obviamente, não afirmo isto por patriotismo.
      É porque os considero mesmo os melhores.
      De longe!!

      O Dortmund é terrível.
      Riram-se do Jorge Jesus quando ele disse que o campeonato alemão era o mais forte do Mundo.
      Será que ele disse algo assim de tão disparatado?
      Não me parece.

      Aquele abraço!!

      Eliminar
  4. Cristiano Ronaldo é um grande exemplo numa séries de razões,
    trabalho, empenho, dedicação, reconhecimento, humildade em diversas situações! é um exemplo para nós, para acreditarmos que conseguimos, é um orgulho nacional.
    quando vemos quem diz que é arrogante ou isto ou aquilo, só a pessoa que o diz é que fica mal. relembremos aquela infeliz história, em que na cidade berço, a representar a selecção ouve-se o distúrbio "MEEEESSSIIIII". depois numa reportagem em que o sujeito fala sobre a sua atitude, eu só pensava, coitado do senhor, pobre de espírito!

    http://www.desvairadamasproficiente.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Há blogues que captam a atenção só pelo nome.
      Desvairada mas proficiente e um bom exemplo :))
      Vou agora a caminho para fazer uma visita.

      Eliminar
  5. O Nani atingiu Arbeloa. A questão é a intenção. O árbitro entendeu que houve intenção de agressão e se entendeu, entendeu mal, porque não me parece que o Nani quisesse deliberadamente agredir o Arbeloa. Mas que lhe atingiu, atingiu-lhe. É um facto. E não nos esqueçamos que o árbitro turco não viu uma grande penalidade dentro da área do Manchester. Rafael desvia a bola com a mão. Se errou na expulsão do Nani, errou também ao não assinalar penálti. Uma mão lava a outra?

    O Real mereceu passar, pois na primeira mão o Real massacrou o Manchester. Agora dizer que foi levado ao colo só porque não gosta do Real isso é que não. O Mourinho lá respondeu à altura: há duas épocas o Pepe também não tocou no gajo do Barça e foi expulso...

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Não me parece que o Nani tenha tido intenção de atingir o adversário, Firehead.
      Antes das leis do futebol e superiores a estas, há as leis da física.
      O que podia fazer o Nani?
      Voltar atras no tempo?
      Cortar a perna?

      O Real tem os dois melhores do Mundo, ponto final.
      E o Ronaldo, esse então cada vez mais me enche as medidas.
      Chapelada de todo o tamanho!!!!
      Aquilo é de quem é bem formado, para além de ser bom jogador.

      Eliminar
  6. O senhor Cüneyt Çakir fez o que o Real não estava a conseguir fazer.
    Ainda se fala mal, e com razão, da arbitragem portuguesa...
    É um erro crasso. Nani nem se apercebeu da presença de Arbeloa.

    Quanto a Ronaldo eu, reconhecido crítico do mesmo, tenho que dar, aqui, a mão á palmatória. Mas só por um dia, ou melhor, por um jogo.
    O respeito e consideração que Ronaldo mostrou para com o Man United e os seus apoiantes, é digno de registo.

    Como o é a atitude dos adeptos do Man. Un. ao saudarem, com palmas, José Mourinho, aquando do regresso para a segunda parte.

    Como o é o facto dos adeptos da equipa inglesa baterem palmas a Nani quando este se dirigia para os balneários, depois de ter sido (injustamente) expulso.

    Outra cultura, uma forma diferente de estar no futebol.
    Uma coisa que Ronaldo aprendeu e não esqueceu ... em Manchester.

    Mantenho a opinião sobre ambos, apesar de ontem, e só ontem, terem mostrado que o sol quando nasce é para todos.

    Quanto ao Borussia, vi o resumo alargado e confirmei o que pensava. Muito forte.
    Até onde irá esta equipa?

    Aquele abraço, Pedro.

    ResponderEliminar

  7. António,
    O Ronaldo já tinha tido aquela atitude em Alvalade e no Dragão quando eliminou o Porto com um golao quase do meio campo.
    Um Senhor, porra, um Senhor!

    Como bem afirma, muita dessa formação vem do tempo que passou no futebol inglês.
    Uma forma única de viver o jogo.
    Intensa, vibrante, mas com respeito pelo adversário.
    Porque é que o Mourinho quer voltar para lá?

    A expulsão do Nani é quase patética.
    O que é que ele podia fazer?
    Não critico o Arbeloa.
    Fez o papel dele.
    O arbitro é que foi burro
    Aqueles alemães são terríveis, António.
    Atenção aos tipos.
    A eles a essa maquina que é o Bayern.

    Aquele abraço!!!

    ResponderEliminar
  8. Acredita que eu andava tão distraída que nem me tinha apercebido porque é que o Ronaldo não andava a festejar certos golos? Que distracção tão grande...

    Tenho notado um pouco a falta dos comentários futebolísticos, é só distracção minha ou são mais raros?

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Porque é um Senhor, Poppy.
      É por isso que não os festeja, porque respeita os adversários, porque tem memória, sabe ser agradecido.

      Não nada distraída, há mesmo menos futebóis por aqui.

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Ver futebol deste, ver e ouvir atitudes e declarações destas, é muito raro, o que é pena ! Grandes jogadores, grandes treinadores ! Assim vale a pena ver futebol !!! Autênticos gentlemen !!!
    Pena aquele erro tremendo do árbitro ! :((

    Abraço, Pedro !
    .

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Os erros dos árbitros também fazem parte do jogo, Rui.
      E é extraordinário ver aqueles craques todos reagirem daquela maneira.
      Grandes, muito grandes!!!
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  10. Dizem que ele é arrogante, porque tem um discurso próprio, nada típico nos portugueses.
    Não sei é se os espanhóis terão gostado das suas declarações...

    ResponderEliminar

  11. Os espanhóis que se f.....fecundem, Carlos.
    Grande lição dada pelo Ronaldo e pelo Mourinho!

    ResponderEliminar