26 de março de 2013

Problemas de comunicação


A CTM (Companhia de Telecomunicações de Macau) é um bom exemplo da perversidade associada ao monopólio na exploração de serviços essenciais a uma comunidade.
Não se sabendo bem porquê, o mercado de distribuição da Internet em Macau, a tal cidade que se quer internacionalizar, que é líder mundial no sector do Jogo, é ainda explorado em regime de monopólio.
O que resulta numa Internet muito lenta, nada fiável, na ausência de serviços que são já vulgaríssimos noutros locais do Mundo.
As constantes falhas do sinal de Internet, que afectam pessoas e empresas, a um nível nunca devidamente quantificado, são inadmissíveis numa cidade que se quer impor como um destino de referência nas áreas do turismo, do lazer, da organização de eventos.
Na passada semana fomos confrontados com uma afirmação verdadeiramente surrealista vinda da parte de uma alta responsável da CTM.
Os constantes problemas do sinal de Internet em Macau eram exclusivamente provocados pelo equipamento obsoleto que os utilizadores possuem e pelo facto de, teimosamente, navegarem em sítios muito requisitados, muito povoados.
Estas declarações foram proferidas em língua inglesa, sublinhe-se a traço grosso.
Veio agora o mais alto responsável da empresa afirmar publicamente que as declarações da sua colega foram mal interpretadas, que houve problemas de comunicação.
Em boa verdade não, não houve problemas de comunicação.
Há problemas de comunicações, mais precisamente de telecomunicações.
A começar pelo facto de, em grande medida, os serviços destas ainda serem explorados em regime de monopólio.

22 comentários:

  1. É manifesta a incompetência da CTM. Numa terra onde não faltam recursos financeiros e não falta o acesso à mais avançada tecnologia, não se admite esta (falta de) qualidade de serviço.
    Outro exemplo do fraco desempenho da CTM é o facto de ainda há tão pouco tempo ter sido feito o upgrade para 3G (e muito atribulado, diga-se de passagem). Em Portugal, onde as dificuldades são bem maiores, já usam 4G...
    Deviam mas era ter vergonha de "atirar areia aos olhos" das pessoas!
    Caro amigo Pedro: este post foi mais um tiro na mouche: o problema começa, em grande medida, pelo facto de haver aqui um regime de monopólio!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Anónimo :)))
      Vivemos lado a lado com um dos locais no Mundo onde a Internet é mais rápida e mais fiável (Hong Kong)
      E temos aqui um serviço terceiro mundista.
      Quando não há concorrência, mesmo com lucros multimilionários, pode-se fornecer a porcaria de serviço que se quiser.
      Tão simples quanto isso.
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  2. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Estou bem a par dos serviços da CTM, e é absordo ter ela o monopólio da internet, mas será por pouco tempo já que a China telecommications está apostado forte em Macau.
    Aqui na Tailândia existem, pelo menos que eu saiba, 8 companhias de telecomunicações que serve a internet, mas a mais usada éa TRUE, em minha casa usamos duas companhias e estamos mais ou menos satisfeitos com os serviços prestados.
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Numa cidade que se diz internacional, vocacionada para o turismo e lazer, para a realização de exposições e convenções, ter uma empresa com o monopólio da prestação de serviços de Internet é anedótico, Amigo Cambeta.
      Mas, a par da anedota, vem a parte trágica - as constantes quebras no serviço, a velocidade de caracol dos serviços prestados.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Acho incrível que , actualmente, tudo seja imputado a falhas de comunicação: a Internet não funciona porque está em regime de monópilo, mas não é esse factor o responsável, é a comunicação que não foi correcta; o Governo português acumula erros e desastres, mas o que leva as pessoas ao descontamento é a incapacidade de (se)comunicar e perceber a brilhante actuação governativa.

    Enfim...

    Tudo de bom, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Numa cidade como Macau, este e outros monopólios não fazem qualquer sentido, São.
      Disparates completos que têm resultados desastrosos
      E que devem ser denunciados e combatidos.


      Eliminar
    2. Eu acho, francamente, que os monopólios não fazem nenhum sentido nem em Macau nem em lugar nenhum

      Eliminar

    3. Só fazem sentido para quem deles beneficia, São
      $$$$$$$$$

      Eliminar
  4. Numa palavra, incompetência!

    Abraço, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Se fosse só isso, Ricardo.....
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  5. Monopólios não fazem sentido em economias de mercado...

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Só fazem sentido $$$$$$$$ para certas pessoas, Lou Salome

      Eliminar
  6. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Também fico exasperado quando me dou conta do monopólio que impera em serviços que necessitamos...
    Caloroso abraço! Saudações inconformadas!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. E monopólio na distribuição de produtos alimentares, caro Prof. João Paulo de Oliveira.
      Fartar vilanagem!!
      Aquele abraço!

      Eliminar
  7. Que mania horrível têm as pessoas de navegar no facebook, no blogger, no Youtube e em páginas muito requisitadas. Ainda por cima com material obsoleto? Inadmissível! Afinal porque é que não vão para o Google, ler páginas e páginas sobre Flora, Fauna ou Jardinagem, por exemplo? Não, quando vão ao Google é tudo a querer ler as últimas notícias ou os resultados da bola. Quando podiam aprender tanta coisa sobre cães, gatos, cavalos, ou sobre a plantação e produção de mirtilos na Europa, para posterior exportação. Isso sim, é que são conhecimentos! :)))

    Esta gente não se toca, é o que é! :D

    Beijocas!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Uma tolice, não é, Teté?
      Navegar nessas páginas para quê?
      Só para criar problemas à pobre da CTM é o que é.
      Uns malandros, é isso que nós somos :)))
      Beijocas!

      Eliminar
  8. Macau também não pode ser aquele paraíso fantástico, amigo...

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Não, FireHead, ninguém pensa em paraísos.
      Mas monopólios na área de serviços essenciais é perfeitamente ridículo.
      Ofensivo, até.

      Eliminar
  9. Será anedota? mas daquelas que não fazem rir, não haja dúvida que existem pessoas que a vida se resume simplesmente ao dinheiro, só isso faz sentido!

    beijnho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Infelizmente, é a mais pura verdade, Adélia :(
      Beijinho

      Eliminar
  10. Por aqui há concorrência e as coisas não são muito melhores, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Nem compare, Carlos!
      O serviço que é disponibilizado em Portugal, e eu constato isso sempre que aí vou, está anos luz à frente de Macau.
      Faz algum sentido???

      Eliminar