4 de março de 2013

O que responder se alguém das Finanças te pedir a factura


Imagina a cena:
Estás muito bem a sair do café.
Um indivíduo, com cara formatada, aborda-te e exige que mostres a factura.
Alega ser inspector das finanças.
(enredo à Quentin Tarantino ... Oscar quase garantido!)  ..... tás a ver o filme?



Aqui ficam as 10 melhores respostas para dares nesta situação.

10. Não tenho, ofereceram-me o café. Já viu a minha sorte?

9. Guardei a factura nos boxers, mas se a sua colega quiser vir buscar está à vontade.

8. Mas qual fatura, ò amigo?, só fui lá dentro cagar... (mijar, assoar, cheirar, etc., também pode ...)

7. Acha que trago o papel? Eu recebo sempre as faturas por e-mail, é mais amigo do ambiente.

6. Eu sou um contribuinte exemplar e pedi a factura, mas pedi a um amigo para guardar porque eu tenho sempre a cabeça no ar e ainda perdia. O que é que o senhor queria saber mesmo? Perdi-me. 

5. Você quer ver a factura e o dono do café queria ver o pagamento, mas eu meti na conta. Vá, boa tarde!

4. Ai… queres ver que guardei a mortalha e fumei a factura?

3. A minha religião não me permite usar dinheiro, paguei o café com um par de tomates.

2. Eu digo para ir juntando e no fim do mês peço a factura com o valor total. Mas volte cá nessa altura que eu mostro.

1. Se nenhuma das soluções anteriores for suficiente, tens esta:

- “Bom dia. Sou Inspector tributário”. 
- “Bom dia. E o que e que eu tenho a ver com isso?”


- “É que eu queria fiscalizá-lo.”
- “Fiscalize, se não tem nada melhor para fazer”.
- “Tomou café?”
- “Ah, muito obrigado pelo convite mas eu não estou autorizado a tomar café com estranhos.”

- “Não, não é isso, pretendo saber se o senhor cumpriu as suas obrigações fiscais ao tomar café. Se exigiu factura.”
- “Então não lhe respondo.”


- “Não me responde?”
- “Não!”
- “Mas porquê?”
- “Porque não sou obrigado. Se me faz a pergunta a título particular não sou obrigado pela própria natureza das coisas. Se a faz como inspector, no âmbito de uma acção de fiscalização, então invoco o direito ao silêncio, uma vez que não sou obrigado a incriminar-me.”

- “Mas eu exijo que o senhor me informe se bebeu café e que me mostre a factura.”
- “Pode exigir à vontade, que eu recuso confessar que não cumpri as minhas obrigações fiscais para o senhor me autuar. Se quiser investigar, investigue à vontade, que é essa a sua função, mas não conte com a minha ajuda”.


- “Então o senhor não sai daqui até me exibir a factura!”
- “Está enganado. Exibir não exibo porque não quero. Revistar-me à procura dela não vai fazer porque não tem mandado para isso e eu não deixo. Deter-me não pode porque eu não sou suspeito de crime nenhum. Por isso…”

- “Então vou perguntar ao empregado se o senhor tomou café e se pediu factura.”
- “Faça favor, mas quando voltar já cá não estou. Passe bem e já agora aproveite para ir tomar no…”


- “O quê? O que é que o senhor disse?”
- “Para o senhor ir tomar no… balcão um cafezinho, porque consta que são muito bons. Eu é que não confirmo nem desminto se já tomei”

BOA SEMANA!!!!

23 comentários:

  1. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Felizmente que casos desses não acontecer comigo, bebo sempre o café em casa.
    Mas acontecem coisas bem mais graves do que pedir factura, em Macau os Serviços de Finanças me enviou um factura para pagar, mas dizia respeito ao outro andar, cujo dono tinha alugado, como em Macau no prédio´, os andares tem dois números um em chinês e outro em português, eu resido no 10 andar mas o nono em chinês é o décimo, foi uma carga de trabalhos para resolver o assunto, como tal o pessoal trabalha bem e o povo que se lixe, prove que´não o seu andar, quando na factura estava bem mencionado o nome do dono do andar.
    Se fosse um café ainda vá que não vá agora 12 mil patacas é de bradar aos céus e manda-los para o tal sítio!...
    Abraço amigo

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Também estou sempre a receber correio trocado, Amigo Cambeta.
      Enganam-se com a fase 1 e a fase 2 do prédio.
      Aquele abraço e votos de boa semana!!

      Eliminar
  2. Isto parece uma peça de carnaval.
    Penso que a melhor coisa será pedir-lhes o mandato judicial.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Isso era demasiado simples, luis.
      Sofrimento, gozo, é isso que se procura :)))

      Eliminar
  3. Risos. Agora a sério. Quando vou meter gasolina no carro, a empregada pergunta-me sempre se quero factura. Eu respondo sempre: "Não, quero apenas o talão normal. Recuso-me a trabalhar de graça para as finanças". Kkkkk
    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
  4. Fantástico.
    Começar bem a semana é vir aqui pois faz-me sempre rir.
    Beijinho e boa semana, Pedro!:)

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. É essa a promessa, ana
      Beijinho e votos de boa semana!

      Eliminar
  5. Todas muito boas essas respostas... :)

    ResponderEliminar
  6. Todas muito boas essas respostas... :)

    ResponderEliminar
  7. Nunca pedi factura nem hei-de pedir agora que já estou quase a deixar isto aqui. Mas se me chatearem entretanto com isso, posso sempre dizer que tudo não passa dum produto da nossa mente e que a própria existência é uma coisa bastante relativa...

    Boa semana!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Ora aí está uma boa resposta, Firehead :))))))
      Boa semana!!

      Eliminar
  8. Eheheh, não há dúvida que os tugas são fantásticos a arranjar anedotas. E desculpas, mesmo que não tenham ponta por onde pegar! Quando se juntam os dois condimentos, dá um post com este piadão... :)))

    Beijocas, Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Sentido de humor e boa disposição são coisas que nunca nos vão tirar, Tete.
      Venham lá as crises e as troikas que vierem!
      Beijocas e votos de boa semana!

      Eliminar
  9. Ainda não tinha sorrido hoje e não imaginava que acontecesse, mas realmente o Pedro conseguiu que sorrisse!
    Algumas das respostas estão o máximo.
    Boa semana Pedro

    beijinho e uma flor

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. De todas as respostas que recebi, de todos os comentários, o seu foi o que mais me agradou, Adélia.
      Se estas maluqueiras a fizeram sorrir, eu fico feliz.
      Bem haja!
      Beijinho e votos de boa semana!

      Eliminar
  10. Gostei das diversas respostas, Pedro, mas a verdade é que continuo a penar que pedir factura é do interesse de cada um de nós.
    Não ganhamos nada em pedir factura, mas perdemos muito se a não pedirmos.
    Abraço e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Inteiramente de acordo, Carlos.
      Isto não passa mesmo de uma brincadeira.
      A evasão fiscal, sobretudo de alguns, obriga a que os cumpridores tenham que ser penalizados pela trapaça que não cometeram.
      E isso é revoltante.
      Odiava ouvir, e ouvi tanta vez!!, "roubar ao Estado não é roubar".
      Mentalidade mesquinha e torpe.
      Aquele abraço e votos de boa semana!

      Eliminar
  11. Caro Pedro Coimbra
    Embora o meu sentido de humor ande muito em baixo, não deixo de apreciar uma boa piada (ou um conjunto delas).
    Ainda dava para meter a de que depois de beber o café fui ao WC e como não havia papel...
    Um grande abraço
    Rodrigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para quem anda com o sentido de humor em baixo, Rodrigo :)))
      Grande abraço!!!

      Eliminar