26 de abril de 2010

Grandes portugueses (vivos)

Hoje uma personalidade da área da economia, do mundo dos negócios, Belmiro Mendes de Azevedo, nascido  em Tuias, Marco de Canaveses, a 17 de Fevereiro de 1938.
Belmiro de Azevedo é o mais velho dos oito filhos de Manuel de Azevedo, carpinteiro e agricultor, e de Adelina Ferreira Mendes, costureira.
Depois da instrução primária, foi para o Porto, aos cuidados de um tio.
Frequentou o Liceu Nacional Alexandre Herculano e, depois, a Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto, onde se licenciou em Engenharia Química (em 1964).
Entre 1959 e 1960 cumpriu o serviço militar obrigatório.
Durante os estudos praticou andebol no Centro Desportivo Universitário do Porto e no Futebol Clube do Porto.
Começou a trabalhar cedo para poder pagar os seus estudos.
Ainda antes de terminar o curso, entrou para a Efanor (Empresa Fabril do Norte), localizada nos arredores do Porto.
Pouco depois ingressa na Sonae (Sociedade Nacional de Estratificados, S.A.R.L.), cujo controlo assumirá em 1974.
Durante anos, foi polémico o conflito judicial entre Belmiro de Azevedo e a família de Afonso Pinto de Magalhães, fundador da empresa.
Em 1975 vai aos Estados Unidos da América, onde obtém um diploma de especialização em Gestão de Empresas, na Universidade de Harvard.
Sob o seu comando, a Sonae extendeu a sua actividade a novas áreas como a dos hipermercados (Continente e Modelo), a das comunicações (jornal Público) e a das telecomunicações (Optimus). Posteriormente, o grupo procurou expandir-se internacionalmente e apostou no retalho especializado (Bonjour, Vobis, Worten, Sportzone, etc.).
A partir de 1985, a Sonae passou a ser cotada na Bolsa de Valores e Belmiro de Azevedo torna-se accionista maioritário do grupo.
Também em 1985 diploma-se no Finantial Management Program da Universidade de Stanford.
Em paralelo com a actividade empresarial, criou, em 1991, a Fundação Belmiro de Azevedo, que desenvolve a política de mecenato da empresa, nas áreas da Educação, das Artes, da Cultura e da Solidariedade, em acções de parceria com indivíduos e entidades e contando com os colaboradores da empresa em acções de voluntariado.
Em 2008, esta fundação abriu em Matosinhos o Colégio Efanor, no lugar das velhas instalações fabris onde Belmiro deu inicio à sua carreira profissional.
Belmiro é conhecido também pelo seu carácter empreendedor, pela sua ousadia e pela frugalidade que cultiva pessoalmente e que estende à gestão e à cultura do Grupo.
Com a morte de António Champalimaud, Belmiro de Azevedo tornou-se em 2006, no único português a figurar na famosa lista da revista Forbes, com um fortuna avaliada em 1,6 mil milhões de euros.
Considerado durante alguns anos o cidadão mais rico de Portugal, é Presidente do Conselho de Administração do grupo Sonae.
A sua fortuna, que em 2007 era estimada em 3 mil milhões de euros, o que ainda lhe dava a liderança entre as fortunas do país, caiu mais de 50% em dois anos, passando para 1.4 mil milhões de euros em 2009.
É adepto do Futebol Clube do Porto e sócio honorário do Futebol Clube Marco de Canaveses.
Belmiro de Azevedo é casado com Maria Margarida Carvalhais Teixeira de Azevedo, farmacêutica, com quem teve três filhos, os quais o acompanham agora na sua actividade profissional.
Várias vezes convidado para substituir Pinto da Costa na presidência do FC Porto sempre declinou o convite.
É actualmente o 2º homem mais rico de Portugal, logo atrás de Américo Amorim.
Segundo a revista Forbes, Belmiro de Azevedo surge na 655.ª posição na lista das personalidades mais ricas do mundo de 2010, com uma fortuna avaliada em 1,5 mil milhões de dólares.
(via Wikipédia)

Sem comentários:

Enviar um comentário