28 de junho de 2017

Guerras no século XXI


Vivemos um tempo que conhece novas guerras, mais sofisticadas, com outras armas, que se disputam a par com as formas mais tradicionais de combate.
Desde ontem o Mundo está novamente sob ataque, mais uma vez sob ataque informático.
Uma nova guerra mundial, cada vez mais frequente, mais difícil de combater e com um inimigo sem rosto.
Mais um vírus informático, mais um ransomware, desta vez o Petya, em tudo similar ao célebre WannaCrypt.
O que estes poderosos vírus fazem é afectar indefinidamente todos os computadores onde se conseguem infiltrar, institucionais ou pessoais, restringindo o acesso dos usuários aos mesmos.
Acesso que só será completamente estabelecido se for pago um resgate a estes piratas.
Piratas que são invisíveis, que não fumam cachimbo ou usam pala no olho e perna de pau.
Uma vez que o resgate é pago normalmente em bitcoin é virtualmente impossível seguir o seu rasto até aos piratas que o exigiram.
Nem será preciso chamar a atenção para os potenciais perigos que esta situação encerra.
Que maneira mais fácil terão grupos terroristas, países economicamente isolados, de se financiar, do que este recurso à sabotagem e ao resgate?
Financiamento ainda para mais totalmente incógnito e virtualmente impossível de investigar.
A nova guerra, há muito temida e há muito falada, já está aí.
Não envolve o armamento tradicional, não se disputa no terreno.
Envolve as novas tecnologias, essenciais no dia-a-dia de particulares e empresas e disputa-se na realidade virtual que é o espaço informático.

44 comentários:

  1. Temos que ter ainda mais cuidado quando usamos o computador.
    Boa noite

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo com todos os cuidados, estes piratas, que também não andam de garrafa de rum, conseguem acesso aos nossos computadores.
      Uma verdadeira guerra sem quartel.
      Sonhos cor-de-rosa

      Eliminar
  2. Nao e brincadeira nenhuma no cyberspace, ainda mais com OS bitcoins.
    Feliz aniversario com dois dias.... Parabems.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Foi ontem, Augie Cardoso.
      Não está muito atrasado.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Pedro, quando tudo parecia resolvido e que o sistema informático, tipo ama carinhosa, cuidava de todo o nosso conhecimento, património, estados de alma, desejos e frustrações, e que tudo ficaria sob a sua incomensurável proteção, disponível unicamente para nós com um clique abençoado, então não é que novos tormentos nos assaltam o sossego ?!
    os caminhos para os nossos armários podem evaporar-se de um momento para o outro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A tal falsa sensação de segurança, Angela.
      Os criminosos andam sempre um passo à frente dos outros.
      Se não fosse assim estavam condenados a desaparecer.

      Eliminar
  4. Este é um dos grandes perigos da atualidade. A eventual destruição maciça de toda a rede informática, projetará a humanidade para um passado longínquo. Hoje em dia não se faz nada, nada se sabe, sem os computadores.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso mesmo são uma arma e um instrumento de chantagem poderosíssimos, Elvira Carvalho.
      Um abraço

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Sem rosto, sem quartel, sem causas, Francisco Emanuel.
      As mais complicadas de combater.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Incrivel como ha gente para tudo e individuos ou instituicoes ficam a sua mercê!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos todos à mercê destes criminosos, Sami.
      Que são gente muito inteligente mas que apenas utilizam essa inteligência ao serviço do mal.

      Eliminar
  7. Respostas
    1. Ainda mais complicada de controlar, Francisco.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Todo o cuidado é pouco!! Nós também já recebemos o aviso para ter cuidados redobrados..
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo com todos os cuidados estes criminosos conseguem ultrapassar todas as barreiras, todos os entraves, Chic'Ana.
      Gente sem dúvida inteligente e muito, muito perigosa.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Bom dia Pedro, estamos mesmo nas mãos deles, o inimigo sem rosto é de assustar, a qq momento poderá nos invadir.
    PS: Sobre suprimir a vogal "A" nos meus textos Pedro, sabes? as palavras vão fluindo e qdo vejo o texto está extenso, não gosto de textos longos, poucos leem, Bom observador . vc amigo!

    Que Seja de paz o seu dia.
    Abraços!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gosto de ler os seus textos e admiro a sua capacidade de os imaginar e partilhar.
      Tem aqui um seguidor fiel.
      Que seja de Paz o seu dia também.
      Abraços

      Eliminar
  10. Uma guerra que os entra pela janela do mundo. Um perigo.
    Kis :=)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma guerra na ponta dos dedos de gente com grande capacidade e inteligência, AvoGi.
      Bjs

      Eliminar
  11. Andamos, ou melhor, vivemos num mundo de m...., Pedro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Supostamente atingimos um estado de desenvolvimento sem paralelo na História, Ricardo.
      Mas, por vezes, olhando para o que acontece à nossa volta, interrogamo-nos se não atingimos afinal um estado de estupidez sem paralelo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  12. Respostas
    1. Mesmo com todos os cuidados somos alvos de ataques quando e onde menos esperamos, Pamela Sensato.
      Temos que viver sem pensar demasiado nisso.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    É assustadora esta nova modalidade belicosa.
    Caloroso abraço. Saudações assustadas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito mesmo, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Grande abraço

      Eliminar
  14. Cada vez mais assustada com o uso que as novas tecnologias estão a ter....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui sim é que se vão disputar as próximas guerras, São.
      Já estão a ser disputadas em boa verdade.

      Eliminar
  15. Em terra de cegos, quem tem olho é rei. E infelizmente o mundo das tecnologias desenvolve-se tão depressa que há cada vez mais cegos e uns quantos espertalhões que nos têm na mão...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não são espertalhões, são gente muito inteligente, Briseis.
      Que parecem estar sempre um passo à frente dos outros.

      Eliminar
  16. Quando entram em computadores com antivírus poderosos
    imagine num computador pessoal, só que esses também
    não lhes deve interessar muito.
    Mas que é uma guerra muito forte, sem dúvida.
    Abraço, amigo.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os computadores de grandes empresas, de grandes instituições, que podem pagar resgates fenomenais, são muito mais apelativos, Irene Alves.
      E dão muito mais visibilidade.
      Um abraço

      Eliminar
  17. Deve mos ter cuidado na internet sempre, obrigado pela visita.
    Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
    Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por muitos cuidados esta malta, extremamente inteligente e dotada, consegue sempre passar todas as barreiras.

      Eliminar
  18. Felizmente, parece que este ainda não chegou cá !
    ... E pergunto-me : "para quê ensaios nucleares, bombas e exércitos, se o futuro das Guerras Mundiais é isto e o que daqui poderá advir ?" ...

    Abraço, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é que vai ser o palco das grandes disputas, Rui.
      O que é que hoje em dia nas nossas vidas não depende da informática, dos computadores??
      Pois...
      Aquele abraço

      Eliminar
  19. Por muito que se tenha cuidado e se use proteção adequada, os piratas informáticos vão sempre criando novas armas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gente muito inteligente, sobredotada mesmo, luisa.

      Eliminar
  20. Deve ser bem horrível ser apanhado em algo assim, abrir o nosso PC e ele ter sido apanhado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A sensação de impotência é aterradora, Gábi.

      Eliminar
  21. Quem faz isto é dotado de uma inteligência impar e descobertos...deveriam ser bem aproveitados.

    Há uns anos um jovem da Amadora sentado em plena linha férrea fez o que fez. Tinha dezassete anos e um total abandono professores, pais e amigos, muitos dos quais foi ele que os afastou por andarem no mundo da droga. Dedicou-se à informática do género e pelo que me disseram, hoje na casa dos trinta e poucos é um autêntico crânio lá fora é claro porque cá dentro é que sabemos, valorizam os medrioques-compadrios-políticos em detrimento dos que têm mais valias.

    Com isto não quero dizer que aprove estes ataques, de forma alguma!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma coisa é condenar os actos, outra bem diferente é reconhecer a genialidade de quem é capaz de levar a cabo estes ataques.
      Beijocas

      Eliminar
  22. Quando há uns 12 anos fiz um trabalho de pesquisa sobre o futuro da Internet para a revista DIRIGIR, percebi que muito iríamos penar com a pirataria informática. Estaremos ainda longe da grande catástrofe que será o colapso dos sistemas, paralisando (literalmente) o mundo, mas é bom que os mais jovens estejam preparados para esse momento

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É algo em que poucas vezes pensamos, Carlos.
      O que é que, no nosso dia-a-dia, não está dependente da informática?

      Eliminar