16 de agosto de 2016

Mafiosos ao volante


Os táxis são um tema recorrente no dia-a-dia desta Macau que é Região Administrativa Especial da China.
Infelizmente esta constância do tema tem quase sempre subjacentes os piores motivos.
É mais uma vez esse o caso.
Depois de se conhecer o mais recente episódio que tem táxis e taxistas como protagonistas apetece recorrer a um célebre bordão brasileiro e perguntar - o que mais irá acontecer?!
Um taxista pedir uma quantia exorbitante a um passageiro (turista do interior da China), confrontado com a recusa do passageiro em ceder à chantagem, prender o mesmo dentro do carro, levá-lo para um zona mais recôndita, enquanto convocava dois capangas para o sovarem e lhe furtarem a carteira, parece surreal.
Infelizmente é muito real e reflecte o comportamento de uma classe (não são todos, obviamente, mas um boa parte) que insiste em viver não só nas margens da lei mas antes à margem da lei.
Problema tanto mais grave quanto não se vê que seja eficazmente combatido, muito menos debelado.
Verdadeira mafia, encartada e legalizada, protegida por jogos de interesses difusos, os taxistas em Macau parecem sentir que tudo lhes é permitido.
Uma sensação que se vê reforçada com a aparente incapacidade manifestada pelas autoridades administrativas de combater estes comportamentos desviantes e intoleráveis e com a teimosia dessas mesmas autoridades que as leva a sistemática e liminarmente recusar a legalização de outras plataformas de serviço de transporte de passageiros que se assumissem como concorrenciais do monopólio dos táxis.

25 comentários:

  1. Subscrevo inteiramente e são "trumps" desses que colocam a classe em risco e com má fama. Ainda mais triste e falando por cá...é não se adaptarem à dura realidade de que se têm de modernizar, limpar os carros, serem cordeais e não "broncos ou tugas".

    Falando dos daqui. Por diversos motivos e mais alguns, são os clientes que escolhem o carro versus condutor não obedecendo à fila dos ditos. Por vezes saí discussão com o cliente, mas o certo é que alguns já aprumaram os carros, elevaram a fasquia da boa educação, mais apresentáveis e a coisa está a mudar para melhor.

    Em vez das guerras com outras plataformas, deveriam era fazer concorrência saudável e dessa forma ganham clientes.

    O caso que relatas daí, já ocorreu por cá...tinha sido assaltado...pois, pois a PJ contou-lhe a verdadeira história!

    Ó mundo cão, possas!

    Beijocas e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto é um comportamento verdadeiramente mafioso, Fatyly.
      Táxis e taxistas porcos, sujos, nojentos mesmo; malas dos veículos que são autênticas pocilgas e que ficam sem espaço para transportar bagagens; viagens em que é percorrida o dobro da distância necessária; cobranças à margem do taxímetro; agora agressões.
      E uma Administração cega, surda e muda que recusa legalizar alternativas.
      Às vezes só mesmo dizendo asneiras é que se aguenta!
      Beijocas, boa semana

      Eliminar
  2. Os de cá são mais asseados mas, no resto iguais...
    o meu Giz mudou o endereço talvez por isso não nos cruzemos tanto, é http://podegiznoquadro.blogspot.pt/

    ps Não sei se já conhece o Blog da minha prima, de qualquer modo fica a sugestão, é sobre Macau: http://uniquemacau.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu já tinha tentado aceder ao blogue várias vezes e a mensagem que recebia era que tinha sido removido.
      Vou fazer a substituição e vou consultar o blogue da sua prima que não conhecia, Tétisq.

      Eliminar
  3. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Lastimo saber desta prática realmente mafiosa.
    Caloroso abraço. Saudações ilícitas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Verdadeiramente mafiosa, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Triste e revoltante :(
      Grande abraço

      Eliminar
  4. Infelizmente, parece ser esse o sentimento comum à esmagadora maioria dos taxistas : a omnipotência dada pela impunidade!!

    Temos aqui em Portugal o caso do taxistas do Aeroporto de LIsboa que têm ainda por cima o descaramento de falar em concorrência desleal da UBER - com se eles mesmo a não praticassem relativamente aos outros colegas da praça lisboeta.

    Além das tristes e incríveis situações que provocam, sendo uma delas comigo e as pessoas que me acompanhavam.

    Boa continuação de semana :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tive uma péssima experiência mas foi na Estação de Santa Apolónia.
      Este ano foi só quase Uber.
      Cinco estrelas!!
      Boa continuação de semana também

      Eliminar
  5. Olá Pedro, até tínhamos a ideia que quem estaria exposto a maiores problemas seria o motorista ao aceitar qualquer desconhecido como cliente ! Afinal o perigo dá para os dois lados :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma situação destas é quase inacreditável, Angela :(

      Eliminar
  6. Já nada me espanta, Pedro mas isso é mesmo muito mau :(

    ResponderEliminar
  7. Já nada me espanta, Pedro mas isso é mesmo muito mau :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também estou na mesma onda, António - acho mesmo que já nada me espanta.
      E, quando assim é, é muito mau.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Uma situação insustentável!!!
    E os turistas ficarão com vontade de voltar?
    É mesmo mtº. preocupante.
    Abraço amigo.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quase de certeza que não ficarão com vontade de cá voltar, Irene Alves.
      Quem é que quer regressar a um local onde teve uma experiência destas??
      Abraço

      Eliminar
  9. Caro Pedro, em  Dezembro 2011 estive de férias em Macau e aconteceu-me um caso muito assustador com um taxista...  E mais assustador foi um episódio triste que me aconteceu num restaurante indiano, tive que chamar a policia e os meus amigos e o hotel onde fiquei  ajudou-me nesse mau bocado. 
    Senão adorei Macau...e tenho boas recordações dai. Bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como em toda a parte, há por aqui ovelhas negras, The Reader's Tales.
      Quando é assim, devem ser separadas do rebanho.
      Bjs

      Eliminar
  10. Alguns "fogareiros" são iguais em qquer parte do mundo, mafia com características próprias.
    Eu ando mto de táxi e nunca pensei no perigo k isso pode representar para os passageiros.

    Há k haver concorrência, quer queiram, quer não. Se for preciso "paulada", então k se passe à ação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não consigo perceber como é que se mantêm certos monopólios, CÉU.
      Mais ainda quando o serviço é mau e há alternativas.

      Eliminar
  11. Uma história tenebrosa! Nunca teria pensado que tal coisa pudesse acontecer num táxi.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem nos passa pela cabeça, não é, papoila??

      Eliminar
  12. Por cá ( e creio que em quase todo o mundo) os taxistas são um case study. Não deve haver outra classe profissional tão heterogénea, onde bandidos e gente bem educada convive lado a lado. Aqui ainda não chegaram a esse nível de violência, mas o presidente da ANTRAL já anunciou que os taxistas irão fazer justiça pelas próprias mãos, por não concordarem com as medidas do governo sobre a UBER. Irei escrever sobre isso lá no CR.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o governo em Portugal ainda teve coragem para assumir que existem alternativas aos táxis, Carlos.
      Aqui enterra a cabeça na areia e recusa terminantemente essa possibilidade.

      Eliminar
  13. Nossa!
    Deviam permitir a Uber aí.
    Mas era ter cuidado que esses mafiosos não sao como os nossos taxistas... esses são piores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Uber que já veio publicamente afirmar que se vai retirar de Macau no próximo mês, Portuguesinha :(

      Eliminar