9 de janeiro de 2015

Grande médico


Um médico, em Dublin, queria descansar  e ir pescar.
 Então aproximou-se do seu assistente e disse-lhe:
 - Murphy, amanhã vou pescar e não quero fechar a clínica.
 Acha que consegue cuidar dela e de todos os pacientes?
 - Sim, senhor! -respondeu  Murphy.
 O médico foi  pescar e voltou no dia seguinte.  
 - Então, Murphy,  como correu o dia?
 - Cuidei de três pacientes.
 O primeiro tinha uma dor de cabeça e, então, eu dei-lhe paracetamol.
 - Bravo, meu rapaz
 - E o segundo? - perguntou o médico.
 - O segundo teve indigestão e eu dei-lhe Guronsan- informou Murphy.
 - Bravo, bravo! Você é bom nisso...
 E o terceiro? - perguntou o médico.
 - Bom, doutor, eu estava sentado aqui e, de repente, abriu-se a porta e entrou uma linda mulher. Ela arrancou a roupa, despiu tudo, incluindo o sutiã e  as cuequinhas. Depois deitou-se sobre a marquesa, abriu as pernas e gritou: «AJUDE-ME, pelo amor de Deus!
 Há cinco anos que eu não vejo homem!''
 - Nossa Senhora, Murphy, o que  é que você fez? - perguntou o médico.
 - Pus-lhe gotas nos olhos, doutor! 

12 comentários:

  1. Não vejo comentários, Pedro. Será que também pus gotas? :-)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto hoje está muito parado, António
      Tem dias......

      Eliminar
  2. Esta já conhecia mas, no final de um dia tão tenso como o de hoje, soube-me bem recordá-la.

    ResponderEliminar
  3. ~ Ahahahah!! Ahahah!

    ~ ~ Beijinhos. ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tratamento totalmente adequado à condição da doente, Majo :)))

      Eliminar
  4. Respostas
    1. Ela é que não via, Elvira Carvalho.
      E continuou sem ver :)))

      Eliminar
  5. ahahah... Como o Assistente enganou o Médico ! rsrs ... Então ele ia contar a verdade ?... Claro que não ! ahahah
    Chamem-lhe tolo ! ahahah

    Abraço, Pedro !
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também vou mais por aí, Rui.
      O gajo sabia-a toda.
      E não contava a ninguém
      Aquele abraço

      Eliminar