22 de abril de 2010

Juan Antonio Samaranch morre aos 89 anos

A notícia aqui via Record:

O presidente honorário do Comité Olímpico Internacional (COI), Juan Antonio Samaranch, faleceu esta quarta-feira, aos 89 anos, vítima de uma uma paragem cardiorespiratória provocada por uma insuficiência coronária aguda.
O falecimento foi confirmado às 13.25, tendo a causa de morte sido uma paragem cardiorespiratória e ocorreu minutos depois do hospital divulgar uma nota em que apontava que Samaranch se encontrava em "choque irreversível" e "estado crítico".
Samaranch morreu aos 89 anos na unidade de cuidados intensivos onde tinha entrado no Domingo por uma insuficiência coronária.
Samaranch foi presidente do Comité Olímpico Espanhol, entre 1967 e 1970, antes de se tornar presidente do COI, entre 1980 e 2001. Após abandonar o cargo, tornou-se presidente honorário vitalício do COI.

Nestas ocasiões é norma, e é de bom tom,  elogiar o falecido e o seu trabalho.
Não é isso que vou fazer.
Vou apenas relembrar que Macau tem péssimas memórias de Juan Antonia Samaranch enquanto presidente do COI.
Samaranch sempre se opôs com veemência à entrada do território para o COI.
Precisamente ao contrário do que fez com Hong Kong.
E a sua morte não pode branquear estes factos.
Paz à sua alma.

2 comentários:

  1. Desconhecia essa história. Rezam igualmente as crónicas que o seu reinado foi marcado por inúmeras histórias de corrupção.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  2. É verdade.
    Foi ele quem mais se opôs à entrada da Macau no COI.
    E há gente em Macau que pode testemunhar o caso porque o viveu directamente.
    Eu só tomei conhecimento através do que fui ouvindo e lendo.
    Um abraço

    ResponderEliminar