27 de abril de 2010

Grandes portugueses (vivos)

Hoje uma personalidade da área da medicina, João Lobo Antunes, nascido a 4 de Junho de 1944, neurocirurgião, como o seu pai o fora (o seu pai foi colaborador de Egas Moniz).
João Lobo Antunes, irmão do escritor António Lobo Antunes, licenciou-se em Medicina na Universidade de Lisboa em 1968 tendo rumado aos Estados Unidos onde trabalhou no Departamento de Neurocirurgia do Hospital Presbiteriano de Nova Iorque, enquanto também ensinava na Universidade de Columbia.
Regressa a Portugal em 1983 e obtém o Doutoramento na Universidade de Lisboa, na qual, um ano mais tarde, é Professor de Neurocirugia na Faculdade de Medicina.
Em 1990 é eleito vice-presidente da World Federation of Neurosurgical Societies.
Em 1996 é eleito presidente do Conselho Científico da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa e recebe o Prémio Pessoa. 
Em 1999 é eleito presidente da Sociedade Europeia de Neurocirugia.
Autor de mais 150 artigos científicos na sua área de intervenção, publicados nas mais prestigiadas revistas do ramo, João Lobo Antunes é também autor de 4 livros - Um Modo de Ser; Numa cidade feliz; Memória de Nova Iorque e outros ensaios;  Sobre a mão e outros ensaios.
Os seus estudos têm como objecto principal o estudo do hipotálamo e da hipófise.
Em 1983, João Lobo Antunes tornou-se no primeiro cirurgião a implantar um olho electrónico num invisual.
Professor de Neurocirurgia na Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, Director do Departamento de Neurocirurgia do Hospital da Santa Maria e presidente da Academia Portuguesa de Medicina, João Lobo Antunes é um humanista com larga fama a nível mundial.
Um grande português vivo.

Sem comentários:

Enviar um comentário