25 de julho de 2018

Smile, You’re on Candid Camera


Smile, You’re on Candid Camera!
Esta era a expressão utilizada para revelar a todos aqueles que tinham sido vítimas de partidas que foram ficando famosas ao longo dos anos na televisão a situação cómica em que tinham estado envolvidos.
A ideia surgiu nos Estados Unidos e foi-se espalhando por outros países com assinalável sucesso até à actualidade.
Mas sempre com um pressuposto essencial – as imagens nunca eram transmitidas, apresentadas publicamente, sem que fosse obtido o consentimento prévio dos visados.
Lembrei-me do programa televisivo, e da expressão que este tornou famosa, por causa da crescente obsessão em tudo filmar que se vai sentindo em Macau.
Não é preciso que não se tenha nada a esconder para se sentir um certo desconforto com esta Macau orwelliana.
Há uma reserva de intimidade, de vida privada, que deve sempre ser respeitada e preservada.
E confesso que começo a ter receio que essa fronteira seja ultrapassada, se é que já não o foi.
Ao contrário de Candid Camera não há nesta Macau on film razões para sorrir.
Bem pelo contrário, há razões para ficar preocupado.
Até porque ainda não se percebeu muito bem se, à semelhança de Candid Camera, é necessário obter o prévio consentimento daqueles que são filmados para que essas imagens sejam mostradas a terceiros.
E, muito importante, quem são exactamente esses terceiros.

30 comentários:

  1. Aqui nesta crónica fica bem explícita a preocupação pelas alterações que se processam em Macau.
    Espero que os receios não se ampliem para sossego de quem vive aí !

    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A paranóia securitária e a obsessão pelo castigo, João Menéres.
      Vigiar, castigar, em vez de educar e responsabilizar.
      O caminho mais fácil, obviamente.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  2. Amo de paixão os apanhados de Candid Camera, que há anos passam na tv. Riu como uma louca.
    Quanto à tal obsessão em tudo filmar em Macau, é preocupante sim, mas o mesmo já se passa em outros lugares do mundo (se bem que os chineses sejam paranoicos) sem qualquer respeito pela privacidade das gentes.
    Tanta obsessão em tudo filmar serve os governantes incapazes, amedrontados, que governam gritando: filme-se!
    É para nossa segurança, dizem alguns. Eu, duvido!
    Somos todo actores no palco deste mundo cão. Disso, eu não duvido!
    Smile!!!
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As câmaras pode, se utilizadas com regras e moderação, ser úteis, teresa dias.
      O problema é quando se chega ao cenário Big Brother.
      E parece que é para aí que caminhamos.
      E muito depressa.
      Beijo

      Eliminar
  3. Nunca achei grande piada à Candid Camera, mas reconheço que faziam as coisas com autorização dos visados. Agora esta nova forma de "vigia" deixa-me preocupado com a invasão da nossa privacidade em nome de......?????
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Supostamente em nome de uma maior segurança, Franciaco.
      Será mesmo assim??
      Tenho dúvidas.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Os programas que mostram situações ridículas/risíveis de 3ºs nunca me tiveram como audiência.
    Não gosto! Fazem-me sentir voyeur, de um momento em que o outro este fragil por alguma razão.
    Acho puro exibicionismo e aproveitamento!
    Mesmo com consentimento!

    Por isso... Não podia estar mais de acordo com o que dizes!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também não vejo.
      Acho que gozar com terceiros não tem piada nenhuma.
      E são poucas as excepções a esta regra.

      Eliminar
  5. Quem não deve não teme. Só perde quem tem. Quem nada tem nada perde. Todavia é preciso respeitar a privacidade de cada um!

    Tenha uma boa tarde caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é uma questão de ter receio de ser filmado, Amigo Eduardo.
      É a intromissão na reserva de vida privada que isso representa e que só poderá acontecer em último caso e com regras muito claras.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Faço das palavras do Edumanes as minhas :))

    Bjos
    Votos de um óptimo fim de tarde.

    ResponderEliminar
  7. Não tenho nada a esconder , mas recuso-me a entrar numa espécie de reality show, ainda pior porque sem minha autorização e sem que isso me garanta segurança total!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É isso mesmo, São.
      Não é ter algo a esconder, é ter direito à privacidade.
      Coisa bem diferente.

      Eliminar
  8. Se comparado com o post anterior, vejam-se os exageros (para um lado e para outro) ! :((
    Aqui, um possível "Big Brother" bastante "perigoso" , ou pelo menos muito desagradável ! :((

    Abraço

    ResponderEliminar
  9. Um mal generalizado por toda a parte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há abusos é um problema, Magui.
      Se há uma utilização muito regrada e ponderada pode ser essencial para evitar e/ou/resolver muitos crimes.

      Eliminar
  10. Existem pessoas que não se gostam de mostrar mas outras há que por 5 minutos de fama se deixam cair no ridículo
    Abraço

    Hoje em Caminhos Percorridos - ARTE ARTESANAL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Candid Camera, Kique.
      Exactamente isso.
      E exactamente por isso nunca achei piada nenhuma.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Não sei bem como funciona essa 'candid camera'...
    Sempre detestei os ''apanhados''... as pessoas com falta de formação não se importam de fazem papel de bobos e palhaços...
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos na mesma onda, Majo.
      Nunca achei piada àquilo.
      E sempre achei quem se submete ao ridículo algo triste.
      Beijinhos

      Eliminar
  12. Ola Pedro, como sempre , um Assunto bem importante. Show bis a parte, quem sacrifica a privacia liberdade em nome da seguranca , nao Tera PRIVACIA nem LIBERDADE.
    Aqui em Plymouth a policia uza cameras no servico e obrigados a usar e filmar interacoes com condutores de auto. E registar accidents para tribunal. Ao fim do dia ou semana , tem de apagar. Inclusive o metadata.
    Quanto a dois privados, consentimento dos 2 em todo o Estado de Connecticut. Nova York Estado , e outros consentimento de um.
    Em negocios, comercios privados registam legal o que lhes da na Gana.
    O Governo em lado nenhum pode recordar ou registar individuos sem authorisacao previa de juiz.
    Abraco

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As tais duas faces da moeda, Augie Cardoso - a utilização regrada e os abusos.
      E é destes últimos que tenho medo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. Facebook e Google nos oferecemos a nossa vida para eles fazerem rios de dinheiro a vender a nossa privacia aos comerciantes.
    Quando eles se deixam penetrar por governos, Entao temos o mundo de George Orwell e Police State.. Desejo que tenha passado grandes ferias. Eu e minha esposa ainda nao fomos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas no caso do Facebook somos nós que nos expomos, Augie Cardoso.
      Quando é assim não nos podemos queixar.
      As férias foram boas.
      Mas já lá vão.

      Eliminar
  14. Respostas
    1. Cada vez mais, Walterlan A. Segundo.
      O que é muito triste.

      Eliminar
  15. Penso que uma pessoa tem o direito de querer ou não ver a sua figura exposta na televisão. Ainda por cima em "apanhados".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro.
      Mas, nesses casos, é pedida a anuência do visado antes de ser exposto.
      Quando é assim tudo bem.
      Depois disso, desse essencial, vê quem gosta, quem quer.

      Eliminar