13 de junho de 2018

PIC (Processo de Infantilização em Curso)


Os que viveram os anos da Revolução dos Cravos, ou que os estudaram, conhecem a célebre sigla PREC (Processo Revolucionário em Curso).
E sabem o que significou, como decorreu e como terminou.
Muitos anos depois, noutro Continente, numa cidade que é Região Administrativa Especial da China, vive-se o PIC (Processo de Infantilização em Curso).
São muitos os domínios da vida pública, do dia-a-dia de Macau, onde se sente essa influência do PIC.
Tantos que já nem nos devíamos surpreender quando novas manifestações do mesmo acontecem.
Um bom exemplo do PIC, e das suas influências nocivas, foi agora dado pelo deputado Lam Lon Wai, o tal que se mostrou indignado por ver os jovens, à noite!!, a fumar em espaços públicos e até a beijarem-se e a trocar carícias.
Homem de bons costumes e públicas virtudes, o deputado Lam Lon Wai levou tamanha ignomínia à Assembleia Legislativa e exigiu a intervenção das autoridades administrativas e policiais para pôr fim a esta insuportável pouca-vergonha.
Não, não se fique a pensar que o deputado Lam Lon Wai é um qualquer idoso gagá, porque o deputado Lam Lon Wai nasceu em 1975.
Como tal, idoso não é; já gagá…
Nem que é alguém sem qualquer qualificação académica, coisa bem diferente de cultura, mundividência e inteligência, como todos bem sabemos, porque o deputado Lam Lon Wai exibe orgulhosamente uma Licenciatura e um Mestrado em Literatura.
Provavelmente literatura infantil para ter este tipo de comportamento e estas ideias…
O mesmo Lam Lon Wai que até é subdirector de uma escola (Escola Para Filhos e Irmãos dos Operários).
Depois de um célebre (pelas piores razões) deputado ter sugerido que as autoridades administrativas apanhassem os jovens que andavam nas ruas à noite como se apanham os cães vadios (sic), temos agora outro deputado a querer um recolher obrigatório para os jovens antes que a noite chegue e com ela as tentações na forma de cigarros e carícias.
Triste Macau que estás entregue ao PIC e aos seus representantes.

43 comentários:

  1. Gente mal amada Pedro, tem inveja do que os outros têm e eles não conseguem. A desgraça é essa gente chegar à política.
    Um abraço

    R: ao seu comentário. Alguns amigos sabem que em todas as histórias homenageio um ou vários amigos, escolhendo para as personagens os seus nomes. No Renascer foram duas amigas. Luísa e Emília.
    Adivinhe quem foi o homenageado desta vez. :))))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora até me engasguei, Elvira Carvalho.
      Estava completamente a leste.
      Bem haja por tão bonita homenagem em tão bonito conto.
      Tenho o coração cheio.

      Beijo grande desde Macau

      Eliminar
    2. Eu sei, Elvira. Mais não vou
      dizer. Pronto, não vou...

      Beijos, amiga. Pedrão, um a-
      braço.

      .

      Eliminar
  2. Isso é que foi uma bela surpresa amigo Pedro, saltou da realidade para uma história da amiga Elvira.
    Um abraço e tenha um bom dia.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
  3. Pedro, como dizia alguém, o Mundo está cheio de idiotas distribuídos estrategicamente para que você encontre, pelo menos, um por dia.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é um idiota MUITO especial, Ricardo.
      Ou tem outros problemas inconfessáveis...
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. São ideias! Podem ser boas para uns, para outros não. Esse deputado não deve regular bem da caixa dos pirolitos?

    Tenha um bom dia caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Parece surreal, Amigo Eduardo.
      Em que século vive este caramelo???
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Um idiota assumido, esse deputado.
    A caminho da ditadura? Dá que pensar.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, António.
      Não foi levado a sério pela esmagadora maioria das pessoas.
      E foi valentemente gozado.
      Que é o mínimo que merece.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Pedrinho, não posso comentar sua postagem, no momento,
    até porque tenho os meus olhos embaçados por conta do que
    disse o amigo, lá em casa. A sua narrativa seria a minha
    amanhã, haja vista que fato semelhante se deu com a minha
    irmã, com relação a mamãe, quando ainda criança. No seu
    caso, tudo foi muito bem resolvido, mas no nosso...
    E para não dizer que de mim nada eu disse, quero contar ao
    amigo que sou filho de um homem e uma mulher, pais de cinco
    filhos; eu e quatro irmãs. Quis o destino que eu tivesse
    quatro casamentos, curtos, mas tive, e em cada um tive um fi-
    lho homem. Portanto, meu jovem, eu fui criado entre mulheres
    onde aprendi a criar os meus homens. Minhas ex, se é que as
    tenho, são minhas amigas, assim como os filhos o são.

    Um grande abraço, obrigado e até já.

    silvioafonso


    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Recebi ali uma lição de vida, silvioafonso.
      Dada pela minha mãe e por um homem muito sábio.
      Quase iletrado, mas sábio.
      O contrário deste paspalho que hoje é aqui tema.
      Colecciona diplomas mas não sabe nada de porra nenhuma!
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. E eu pensando que só eu tinha história
      para contar e de repente você me apare-
      ce como se fora o meu passado ou o meu
      futuro, só que, em nova edição melhora-
      da.
      É um privilégio conhecer você, pedro. E
      outra coisa. Quando você viajar para o
      Brasil eu gostaria de hospedá-lo na mi-
      nha casa, digo, no meu abrigo. Sim por-
      que onde moro só tem um quarto, o meu co-
      ração é que tem vários.

      Um grande abraço e obrigado, sempre.


      .

      Eliminar
  7. Existem coisas que não sei discutir:))


    Hoje: - Adormecer na dor das palavras.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta-Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Larissa e Gil, ainda com o
      sabor dos beijos e o perfume
      das flores.
      É muito bom ser amigo de vocês
      e do caseiro, nessa pensão. Pe-
      dro, um abração. Larissa e Gil,
      dois beijos.

      .

      Eliminar
    2. Nem é fácil, Larissa.
      O que é que se pode dizer a alguém que tem esta mentalidade?
      Se eu fosse deputado, quando ele abordou esta temática por este prisma, ou lhe chamava idiota ou me levantava a meio da conversa e ia embora.
      Bjs para si abraços para o Gil e o silvioafonso

      Eliminar
  8. Pedro,
    Eu penso que mundo
    regride ao invés de avançar.
    E isso é muito triste.
    Por vezes eu pensava ser
    o pais que eu vivo somente,
    mas não é uma regressão
    geral.
    Ótimo dia todo pra nós.
    Bjins
    CatiahoAlc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com gente desta só pode regredir, CatiahoAlc.
      A gente vê e ouve coisas que julga serem impossíveis.
      Bjins

      Eliminar
  9. Para cada ideia existe um idiota. hahhaha

    =))

    Bjinhos

    ResponderEliminar
  10. Nem oitenta, nem oito, Pedro !
    um passo para a frente, e dois para trás pode levar-nos contra uma parede :(
    bom dia por aí !
    Angela

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Contra uma parede deu-me uma ideia que não vou agora expor, Angela :))))

      Eliminar
  11. O que se pode dizer mais do que : ... Ao que nós chegamos !!!
    :((( ... Um verdadeiro e inconcebível disparate ! :(

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E é isto um deputado e um subdirector de escola, Rui :(
      Aquele abraço

      Eliminar
  12. Não sei se puritanismo é o que move esse deputado ou se ele "encontrou" uma via enviesada para reclamar para si alguma atenção (independentemente das suas convicções); seja como for o meu comentário é:
    Às vezes sinto que não faço parte deste mundo.
    Às vezes sinto-me nu no meio de uma multidão de "encadernados".
    Às vezes sinto-me um idiota no meio de génios.
    Às vezes sinto-me um génio no meio de idiotas.
    E de todas estas vezes a que mais me assusta é precisamente a última destas 4 vezes porque se eu tenho a certeza de alguma coisa é que génio não sou!
    Akele abraço pah!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chamar a tenção, Kok.
      A tal ideia peregrina de antes falarem mal de mim de não falarem de todo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. Respostas
    1. Um perfeito idiota.
      Com responsabilidades públicas para as quais não está obviamente preparado.

      Eliminar
  14. Falsos moralistas, que depois são frequentadores assiduos de "puticlubes"
    Abraço

    Hoje em Caminhos Percorridos - CURIOSAS EXPRESSÕES

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não seria grande surpresa se assim fosse, Kique...
      Abraço

      Eliminar
  15. Estas pessoas acérrimas defensoras da moral e bons costumes, metem-me medo, muito medo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mim também, Magui.
      Porque são realmente perigosas.
      Ele está muito longe de ser o único a ter estas ideias cretinas.

      Eliminar
  16. Ri-me com gosto com a ironia do seu texto, Amigo.
    E estava mesmo a precisar de bom humor... grata.
    Vão ser precisos ainda muitos anos para apagar a
    educação vermelha que tão bem se enraizou, ou não
    fosse o vermelho, a cor da felicidade.
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Educação vermelha que está a querer voltar em força no reinado de Xi Jinping, Majo.
      E estes parvos, que julgam ficar bem vistos junto do poder (ficarão??), dão-lhe seguimento e exageram-na.
      Hipócritas de ....
      Beijinhos

      Eliminar
    2. De facto lamentável, Pedro, mas creio que, apesar de muitos desvios, o progresso vai vencer.
      Beijinhos
      ~~~~

      Eliminar
    3. De facto lamentável, Pedro, mas creio que, apesar de muitos desvios, o progresso vai vencer.
      Beijinhos
      ~~~~

      Eliminar
  17. Estas figurinhas colocam-se em picos dos pés, Majo.
    Mas são o melhor exemplo da verdade do célebre brocardo "vozes de burro não chegam ao céu".

    ResponderEliminar
  18. Pois, formação académica, nem sempre, nem em muitos casos tem de todo que ver com cultura geral e/ou com inteligência vital/universal!
    Abraço e paciência, se possível :/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes caramelos irritar-me e dão-me vontade rir, Victor Barão.
      Como é possível ser-se tão cretino???
      Aquele abraço

      Eliminar