O Governo Central é o responsável pela actual pandemia


Apontar o dedo acusador à China e ao Governo Central, e acusá-los de serem os responsáveis directos pela pandemia que assola o Planeta, não é novidade nenhuma.
Eu próprio acusei o Governo Central de nada ter aprendido com as tragédias de saúde pública anteriores a esta.
O tempo passou, a epidemia alastrou para pandemia, e as minhas certezas passaram a dúvidas.
O Governo Central terá, como é acusado, ocultado ou sonegado informação, ou não terá percebido imediatamente a dimensão da doença e o seu potencial?
Como de resto não o perceberam tantos outros mesmo após os repetidos avisos vindos da China então já a enfrentar o drama.
A última voz a acusar a China e o Governo Central é a de Guy Sorman, político e economista francês a viver em Nova Iorque.
Não sei quais são os fundamentos que sustentam tão grave acusação, mas é bom que sejam substanciais.
Porque há pessoas que, pelo seu estatuto público, não se podem dar o luxo de ser irresponsáveis.
A China começou por não reagir bem quando apareceram os primeiros casos de uma doença de todos desconhecida, que em boa verdade ainda continua em muito desconhecida.
Depois gritou alto e bom som que se estava perante um vírus terrível.
E não só não foi ouvida como começaram a aparecer publicamente as mais bizarras teorias da conspiração sem qualquer base probatória, lado a lado com os negacionistas.
Tempo de trabalhar na solução para erradicar a doença e evitar que reapareça.
Depois disso poderemos voltar a falar de responsabilidade e  de responsáveis.
Com fundamentos e com consequências, não é com palpites.

Comentários

  1. Bem verdade Pedro! Se todos os governos tivessem logo agido e impusessem as regras de distanciamento social, fechassem fronteiras, aeroportos, etc, penso que nao se teria chegado a este ponto. Muito paises, incluindo a Australia practicamente so ha 3 semanas impos medidas mais drasticas. Temos sorte que nao somos dos piores e nao temos muitas mortes (34) comparando com a maioria dos paises Europeus.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E a China bem berrou para alertar toda a gente, Sami.
      Ninguém ouviu.

      Eliminar
  2. As ideias pré-concebidas são difíceis de desaparecer. Tanto se tem falado da falta de transparência da China. Desde sempre. A sua reputação – uns factos comprovados, outros não – nunca foi das melhores e assim continuará... haverá sempre desconfiança.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro e o Lobo, Catarina.
      Tantas vezes se berra lobo que quando ele aparece ninguém acredita, não é?

      Eliminar
  3. Bom dia Dr Pedro
    Foi bom o nosso reencontro. Andei perdido sem ideias nem vontade de escrever. É o carinho da vossa amizade que me está a dar ânimo nestes primeiros passos.
    Gostei do seu texto. Também foi levado por esses pensamentos, mas depois pensei:
    - Talvez não seja tudo verdade. A culpa sobra sempre para alguém.
    «casa onde não há pão , todos ralham sem razão»
    Vamos esperar que vença mais esta batalha e que se encontre a vacina ou outro antídoto para se ultrapassar a crise.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu confesso que comecei por apontar o dedo à China.
      E depois percebi que se calhar me precipitei.
      Aquele braço

      Eliminar
  4. Confesso que muitas vezes apontei o dedo à China, mas depois de ver ontem uma reportagem de portugueses que continuam por lá e com a vida a voltar ao normal, agora recuo na minha opinião e penso que os avisos dados pelos chineses não foram levados a sério e o mundo acordou tarde demais.

    Bjs Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Alguns mesmo na zona de Wuhan, não é, Manu?
      A China tem muitos defeitos e o Governo Central também.
      Mas estão longe de ser a encarnação diabólica.
      Bjs

      Eliminar
  5. Bom dia
    Há uma parte do Evangelho em que diz:
    Estai atentos , não adormeceis , pois não sabemos quando vem o ladrão .
    Aí está .
    E na minha ignorância mais não digo .

    JAFR

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A China acredito que também tenha sido apanhada de surpresa pela dimensão e perigosidade da doença.
      E depois gritou e ninguém ouviu.

      Eliminar
  6. Eu estou farta dessas teorias de conspiração, que só podem sair de cabeças sem capacidade de pensar, ou cheias de ódio e xenofobia.
    Que país do mundo usaria um vírus antes de ter criado um antídoto para ele?
    A China pode não ter alertado imediatamente o mundo para o real perigo do vírus que talvez nem eles próprios conhecessem inicialmente. Mas depois disso fartou-se de avisar, e ninguém os levou a sério.
    Penso que muitas acusações que se fazem da parte de alguns , é como um véu com que tentam esconder a sua incapacidade para lidarem com o problema.
    Abraço e saúde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apontar para o lado é típico de quem desviar atenções, Elvira.
      Como é público e notório, tenho muitas divergências com o regime chinês.
      Mas também os admiro em muita coisa.
      Sobretudo o povo chinês.
      Avisaram-me quando aqui cheguei que, se quisesse, ia aprender muito.
      Acho que isso tem acontecido.
      Abraço

      Eliminar
  7. Subscrevo inteiramente e a China perante o desconhecido só reagiu e bem quando se deparou com algo letal e fartou-se de enviar avisos e mais avisos. Falando na (des)União Europeia é o que está à vista de todos. Apontam o dedo à China mas agora apelam todos à China ajudas e material.

    Beijos e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não percebi porque é que as fábricas têxteis na União Europeia (Portugal incluído) não estão a produzir máscaras em massa.
      Devo ser burro.
      Beijos

      Eliminar
  8. Concordo o principal neste momento é perceber e arranjar uma cura para este terrível virus.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E uma vacina, Francisco, uma vacina também.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Concordo plenamente...não é hora de acusações. Agora é preciso travar a doença...

    Isabel Sá  
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  10. Não me apetece neste momento alimentar mais suspeitas. Primeiro há que desfazermo-nos deste veneno que é o vírus.

    ResponderEliminar
  11. Estava longe para alguns... alguns (des)governantes riram-se... mas acabou por chegar, ligeiro como o vento. Todos terão "falhas", quem as não tem?
    Talvez a história, contada daqui a uns tempos, nos permita uma visão mais integrada.
    Mas a história é apenas uma versão dos acontecimentos....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Era bom, sobretudo cientificamente, que se percebesse como raio apareceu o bicharoco, Boop.

      Eliminar
  12. Como dizia o Herman ... o que havia para dizer sobre o assunto mas não temos tempo.
    Aos olhos de muitos, mesmo dos que estão enterrados até ao pescoço nas causas da pandemia, a China é a culpada de tudo e mais de um par de botas.
    Eu, como tantos outros, não tenho certezas. Mas, como tantos outros, duvido que seja a China a culpada de tudo.
    Aguardemos pelo esclarecimento, se é que alguma vez vai acontecer.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A teoria dos morcegos começa a ser posta de parte, António.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. Também não me sinto competente para acusar seja quem for da responsabilidade do "fabrico" desta terrível doença . Que "nasceu" para matar, parece-me ser um dado adquerido. Penso também que, algo de muito grave, ao nível de estudos médico/sanitários, aconteceu.

    Duvido que esta Pandemia desapareça de vez como apareceu. Penso que veio para ficar. Talvez mais suave, não tão mortal, mas penso que ficara.
    .
    Um dia feliz

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Macau (Hovione) está a testar um medicamento.
      Vamos aguardar por bons resultados

      Eliminar
  14. Olá, Pedro, penso que agora não é hora para apontar culpados, é hora de cada governo salvar seu povo, o máximo de vidas que conseguir. O resto deixa pra depois, num momento conveniente. Temos agora, todos, infinitos problemas a resolver.
    beijo, cuide-se.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Tais Luso.
      Estamos atolados de problemas ainda vamos arranjar mais motivos para nos distrair do essencial?
      Beijo

      Eliminar
  15. Claramente que agora ninguém quer assumir responsabilidades!

    -
    Fazes-me falta...
    -
    Beijo e uma excelente dia
    "Proteja-se"

    ResponderEliminar

  16. Pedro, no Observador:
    Venda de máscaras de empresa de Famalicão subiu mais de 2000%. Produção atingiu "capacidade máxima"
    "...as empresas que fornecem produtos de proteção individual têm registado a olhos vistos um aumento nas encomendas de material. É o caso da Raclac, uma empresa que fornece material médico — como máscaras descartáveis, fatos e luvas — e que só nos primeiros três meses deste ano viu as suas vendas de máscaras aumentarem 2312%..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas a Raclac importa, não é, Angela?
      O que interessa agora é produzir, não depender de terceiros ainda mais quando as comunicações aéreas, terrestres, marítimas, estão tão limitadas.

      Eliminar
  17. Caro Pedro:
    Dê-me uma informação pois está aí próximo.
    Diz-me um filho meu que a cidade de Shenzhen se encontra em quarentena. É que por cá ainda não soou nada nos nossos meios de comunicação pois estão bastante enfeudados á ditadura china e tudo fazem para atenuar a "peste chinesa 2019".
    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Shenzen em quarentena?
      Que eu saiba como estão Macau, Hong Kong, estas cidades todas aqui à volta.
      Movimentos MUITO restringidos entre todas as cidades.
      Se é nesse sentido, sim.
      Mas é esse o "segredo" que tem contido a pandemia.
      Cumprimentos

      Eliminar
  18. Da China há muitas dúvidas quanto aos números "oficiais" e os reais.
    Só há uma forma da China se redimir que é apresentar a solução para o problema que criou. MAs se isso acontecer, o mundo ficará debaixo da sua asa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A China é olhada com desconfiança.
      Mas também não é papão que pintam.
      Acredite que não é.

      Eliminar
  19. Os governantes são acusados por não terem tomado medidas quando deviam. E, a população, em geral, ignora as recomendações da OMS. Eu cumpro.

    Boa noite caro amigo Pedro. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As medidas dos Estados de nada servem se os cidadãos não as cumprem, amigo Eduardo.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. O ser humano consegue ser o pior dos animais quando politiza até mesmo a doença e seus pretensos responsáveis.
      Idiotia pura!

      Eliminar

Publicar um comentário

Mensagens populares