6 de junho de 2018

Falta coragem política para combater os taxistas criminosos


Os abusos cometidos por taxistas em Macau são um tema recorrente.
De todos conhecido, por muitos experienciado, divulgado à exaustão em todos os fóruns mais ou menos informais.
Por estes dias tornou-se viral um vídeo filmado por um casal de turistas aos quais foi exigida uma quantia absurda, e que, perante a recusa dos mesmos em satisfazer as exigências do taxista, foram insultados e ameaçados pelo mesmo.
Soube-se agora que esse taxista foi detido pelas autoridades policiais.
Que, depois de detido, se verificou que era reincidente nestes comportamentos e que já tinha um registo de mais de vinte irregularidades detectadas.
A pergunta que se impõe é óbvia – como é possível que alguém deste jaez permaneça ao volante de um táxi em Macau, a tal que se quer afirmar como Centro Internacional de Turismo e Lazer?
Não é possível combater estes comportamentos??
Por favor não tratem os cidadãos de Macau como tolinhos ou pior que isso.
Nem vou apresentar exemplos de todos conhecidos que foram exemplarmente combatidos e erradicados.
É possível, nem é muito complicado, mais a  mais com a colaboração de uma sociedade civil farta destes meliantes.
Mas é preciso que haja vontade e coragem políticas para que tal combate aconteça e seja eficaz.
Começando por apreender as licenças destes criminosos encartados.
Que poderão fazer tudo na vida menos conduzir um táxi.

40 comentários:

  1. Com tantas queixas contra o tal taxista como e possivel que ele ainda esteja a trabalhar nessa actividade? Realmente incompreensivel! Um mau cartao de visita para os turistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O pior cartão de visita possível, Sami.
      E não tenho resposta para a sua pergunta.
      É uma pergunta que coloco a mim próprio - como é possível este traste continuar a conduzir um táxi??

      Eliminar
  2. Parece-me que não existe disposição para cancelar a carteira profissional do condutor por esses e outros desmandos. Mas sempre se poderia recorrer ao art.15º da Portaria nº 366/99, de 18 de Outubro, apreendendo-lhe o táxi. Ou não será?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em última análise, alterar a legislação para passar a contemplar essa possibilidade, Rufino.
      Conheço bem essa Portaria que referes.
      Demasiado bem!!
      Custou imenso aprová-la porque mexia, ou podia mexer, em muitos interesses.
      E só foi aprovada nos últimos dias antes da transição quando o Governador perguntou no Conselho Consultivo ao Secretário para a Justiça se havia algum problema legal na sua aprovação.
      Quando o Secretário disse que não havia problema nenhum é que foi aprovada com o veredicto do Governador "o que tinha que ser discutido já foi".
      Era, salvo erro, a quinta vez que íamos a Conselho Consultivo com a proposta.
      Grande abraço!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. E estes meliantes vão fazendo o que querem, Isabel Sá :(

      Eliminar
  4. Penso que a solução está no final deste texto onde o meu amigo diz:
    "Começando por apreender as licenças destes criminosos encartados.
    Que poderão fazer tudo na vida menos conduzir um táxi".
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    O prazer dos livros

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Agora é preciso haver coragem política para aprovar legislação que torne isso possível, Francisco.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Infelizmente é assim.
    Gostei de ler.

    Voam borboletas em desejos fugazes.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada vez pior, Larissa Santos
      Bjs, votos de uma óptima quarta-feira também (aqui quase a acabar)

      Eliminar
  6. Falta de coragem, eventualmente 'telhados de vidro' e o eterno 'no pasa nada'.
    Aflige assistir a este assobiar para o lado.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De que maneira, António.
      Este sacana já tem mais que vinte infracções no cadastro?
      E ainda anda na rua a conduzir um táxi??

      Eliminar
  7. Parabéns, Pedro! Parabéns, pela contundência e clareza do texto em protesto a tão infame comportamento. Principalmente pela agressão vir de um taxista, figura à frente da cara da cidade para receber o estranho indefeso pela fragilidade de sua cidadania ante o desconhecido. Além de tudo, Pedro, é uma covardia. Creio que se fosse aqui, os colegas dariam uma surra e não o deixariam mais entrar num taxi. Parabéns! Tem-se que "botar a boca no trombone" mesmo, e fazer barulho. Grande abraço. Laerte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes sacanas insistem em não querer perceber que são a cara da cidade, as primeiras pessoas que quem nos visita encontra.
      Feios, porcos e maus não podiam ser pior cartão de visita, Laerte.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Há coisas difíceis mas não impossíveis. Por cobro a esses abusos se houver vontade penso que será até muito fácil. Basta haver eficaz fiscalização por parte das autoridades competentes às quais compete fiscalizar essa actividade!

    Tenha uma boa tarde caro amigo Pedro Coimbra.
    Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Eduardo,
      Em três tempos puseram daqui para fora a UBER e a Reolian, uma das maiores empresas de transportes públicos a nível mundial.
      Não me digam que não conseguem pôr cobro a estes abusos que essa eu não engulo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  9. Um exemplo igual a esse
    execra toda uma classe. Por
    que os colegas não o chamam
    às falas?

    Macau, pra cima dele, Macau!

    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse este o único, silvioafonso!!
      São um montão de meliantes a conduzir táxis.
      Este é o mais recente exemplo e o que é agora mais falado.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. Os taxista são a imagem de boas-vindas de uma cidade e país.
    Mas por cá também há muita grosseria, embora este caso seja de abuso e má formação.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com carros podres, sujos, taxistas sujos, mal educados, vigaristas, Macau não podia ter pior cartão de visita, Maria Araújo.
      Irrita!!

      Eliminar
  11. Boa, Pedro, quem fala assim, não é gago (lá diz o povo)!
    Por aqui também os taxista têm uma fama danada, por culpa de alguns energúmenos. É vê-los no aeroporto de Lisboa a guerrearem por turistas para "esfolar"...
    Beijo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho más experiências com taxistas em Portugal, teresa dias.
      Mas acredita que, ao pé destes aqui, são uns anjinhos.
      Beijo

      Eliminar
  12. Respostas
    1. E parece que estão mesmo acima da lei, Diana Fonseca :(

      Eliminar
  13. Não é só em Macau que existem esses abusos.
    E como em tantas outras matérias, prevalece a impunidade.

    ResponderEliminar
  14. Parece-me não ser a primeira vez que este assunto é tratado aqui pelo Pedro.
    É incrível a maneira como ilegalidades deste género não são energica e definitivamente erradicadas.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Agostinho, o assunto é recorrente.
      E não o abandono enquanto não meterem estes fdp na ordem.
      Aquele abraço

      Eliminar
  15. Em muitos outros sítios os taxistas abusam e de que maneira lesando o cliente. Mas ter 23 queixas e continuar com licença para continuar é incrível. Macau está integrado na China e toda a vida ouvi falar da paciência de chinês mas isso parece demais.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se fosse este o único, Elvira Carvalho.
      Este é só o exemplo mais recente.
      Dá cabo dos nervos a um santo!!!
      Abraço

      Eliminar
  16. A situação referida não é exclusiva de Macau. EM todas as cidades/países deve haver trafulhas que justificam o êxito da Uber!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Em Macau é um abuso.
      Só me recordo de um local, dos muitos que felizmente já visitei, que ainda consegue ser pior - as Filipinas.
      A viagem de ida custa x; a de regresso, exactamente pelo mesmo caminho!!, custa o dobro.

      Eliminar
  17. Respostas
    1. Porque não há to..tes para as mudar, Carlos.
      Tão simples como isso.

      Eliminar
  18. Já me aconteceu o mesmo no Porto, mesmo não sendo turista.
    Há vigaristas em todo o mundo, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu sei, Teresa.
      E também já tive más experiências em muitos locais.
      Como disse acima, o pior de todos, as Filipinas.
      Infelizmente colocaria Macau no pódio.

      Eliminar
  19. Incrível!
    Só acredito porque o Amigo me conta.
    Beijinho
    ~~~~

    ResponderEliminar