23 de março de 2017

Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar


Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar.
A frase não é de minha autoria, foi proferida em várias ocasiões por uma grande personalidade da sociedade de Macau já falecida.
Mas revela-se actual e perfeita na sua génese e reflexão.
Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar.
Vai ser assim no próximo domingo quando o Colégio Eleitoral escolher o próximo Chefe do Executivo de Hong Kong.
A primeira mulher a ocupar este cargo, Carrie Lam Yuet-ngor.
Preferida por Pequim, escolhida por Pequim, aquela que foi Secretária – Chefe da Administração de Leung Chun-ying não terá dificuldades em vencer o que foi seu colega no Executivo de Hong Kong (John Tsang Chun-wah, Secretário da Finanças) e o juiz, na reforma, Woo Kuok-hing.
Se John Tsang é o candidato capaz de fazer a ponte entre os vários sectores da desavinda sociedade de Hong Kong, e Woo Kuok-hing o corredor solitário, Carrie Lam é a figura dura que Pequim acha ser capaz de pôr ordem em Hong Kong.
Com a escolha de Carrie Lam, obviamente sem ser oficial, apenas em jogo de sombras, Pequim demonstra claramente a Hong Kong quem manda e faz passar a mensagem que não está interessada em diálogo, pontes, quer harmonia e obediência porque antes dos dois sistemas está e estará sempre o País.
Carrie Lam que, mesmo com o apoio e o beneplácito de Pequim, ou até muito por causa disso mesmo (o honkonger não gosta nada de ver Pequim a interferir nos assuntos da Região Administrativa Especial), terá uma pesada cruz para carregar nos seus anos de governação.
Unir uma sociedade de Hong Kong em estilhaços será o maior desafio.
Os outros (regulamentação do artigo 23º da Lei Básica, por exemplo) virão depois e em consequência.
Pequim escolheu (oficiosamente) e já se sabe quem vai ganhar as eleições em Hong Kong no próximo domingo.
Porque a China não gosta nada de surpresas e de possíveis erros nas sondagens.

33 comentários:

  1. Caro Pedro Coimbra
    Conforme o seu pedido aqui deixo o link do meu blogue

    http://manuscritosdagalaxia.blogspot.pt/

    espero que esteja a funcionar
    Obrigado e Muito bom dia!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou já experimentar e Tentar passar ali para a barra lateral, Mister Vertigo.
      Um abraço

      Eliminar
    2. Muito obrigado e está a funcionar de forma perfeita. Precisa de mais algum endereço de blogs?
      Um abraço!

      Eliminar
    3. O site Mr. Vertigo.
      Só me aparece como endereço isto https://plus.google.com/116024998360908765994

      Eliminar
    4. Caro Pedro Coimbra
      O site é http://manuscritosdagalaxia.blogspot.com
      Um abraço!

      Eliminar
    5. Já está ali na barra lateral, Mr. Vertigo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. "Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar", são muito previdentes estes senhores e não se espera que mudem de atitude nos tempos mais próximos.
    Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar.

    ResponderEliminar
  3. "Os chineses nunca organizam umas eleições sem saberem quem as vai ganhar" são muito previdentes estes senhores e não se espera que mudem de atitude nos tempos mais próximos.
    Um abraço e continuação de boa semana.

    Andarilhar
    Dedais de Francisco e Idalisa
    Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não, Francisco, não vão mudar.
      Até porque não querem mudar.
      Aquele abraço, continuação de uma óptima semana

      Eliminar
  4. Muito parecido com o que se passa na TAM, já se sabe com antecedência quem ganha as eleições, uma transparência enfim...
    Kis :=}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por aqui é bem pior, AvoGi.
      Nada é deixado ao acaso.
      Tudo controlado ao detalhe.
      Bjs

      Eliminar
  5. Diria que está aqui uma falsa democracia.

    Beijos Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda menos que isso, Manu.
      Democracia é um termo que não faz sentido nenhum aplicar nestes processos.
      Beijos

      Eliminar
  6. E depois de Hong Kong ?
    Será Macau ?
    Espero bem que não !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É basicamente igual, João Menéres.
      A diferença é no número de membros da Comissão Eleitoral (mais em Hong Kong que em Macau).
      Para perceber melhor, embora resumidamente, ficam aqui dois links:
      https://pt.wikipedia.org/wiki/Chefe_do_Executivo_de_Macau
      https://en.wikipedia.org/wiki/Election_Committee

      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Bom, estamos então face a eleições próprias de Salazar e semelhantes.

    Lamentável...

    Realmente a canção do post anterior é intemporal :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer semelhança não terá sido mera coincidência, São.
      Podemos pôr as coisas nestes termos.

      A canção é intemporal, a versão é bestial.

      Eliminar
  8. Escolha primeiro, abra concurso depois. Ou como país prevenido vale por dois.
    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Muito próprio dos regimes ditatoriais, Pedro ! ...
    As eleições até dão jeito para parecer haver uma certa abertura, mas no fundo, está tudo muito "bem cozinhado" para não haver surpresas !
    É só "para inglês ver" ! :)))

    Abraço !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bingo, Rui.
      Daí o título do post e o que essa pessoa, extremamente inteligente e culta, dizia.
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. Mas, afinal, que Regime Político funciona em Macau, Pedro? Pelo que diz tudo nos conduz a um regime ditatorial. Nesse caso para quê os cidadãos vão às urnas? Grande fantochada!! :(

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Chefe do Executivo e os deputados só em parte são eleitos por sufrágio directo e universal, Janita.
      Remeto para os links que deixei na resposta ao João Menéres para se poder perceber, ainda que resumidamente, o sistema político das duas Regiões Administrativas Especiais.
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Mais valia não fazerem eleições e nomearem,
    mas querem "uma capa democrática".
    Abraço amigo, bom fim de semana.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exactamente, Irene Alves.
      Jogo de faz de conta, jogo de sombras.
      Um abraço, bfds

      Eliminar
  12. Então como já se sabe quem vai ganhar, é o que se pode chamar de desonestidade!

    Beijinho Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pelo menos desonestidade intelectual, Adélia.
      Como se diz em patuá Macau sã assi.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. Muito previsíveis e previdentes meu caro Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há cá lugar a surpresas, Maria do Mundo

      Eliminar
  14. Ai é, ainda estão nessa "fase"?!

    Como já nada me admira, fico por aqui.

    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda estão e ainda vão estar muitos anos, GL.
      Abraço

      Eliminar
  15. Chá para inglês ver.
    A democracia tem muito que se lhe diga.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E não é que acertei em cheio??
      Quem diria!!! :))))

      Eliminar