23 de março de 2017

Intemporais (67)

12 comentários:

  1. Gosto muito desta música.
    Vou ficar aqui um bocadinho a ouvir :)
    um beijinho
    Gábi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma bela versão acompanhada por imagens de Sex & the City, Gábi.
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Aprecio sobremaneira e fico enternecido ao ouvir esta canção.
    Caloroso abraço. Saudações enternecidas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A versão está muito bem conseguida, Amigo João Paulo de Oliveira.
      E as imagens de Sex & the City também ajudam.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Esta é mesmo intemporal na canção e na letra ! :)
    O amor (de certo modo) mata-nos lentamente !
    A série (e o filme) marcou uma época, que, pode dizer-se se mantém e manterá por mais alguns tempos !

    Abraço :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda muito recentemente revi o filme, Rui.
      Não é um grande filme, é divertido.
      E não cansa.
      Tal como a melodia.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Respostas
    1. O gozo deste rubrica é encontrar versões pouco conhecidas e pouco populares de grandes canções, Carlos.
      E há muito para pesquisar e conhecer.

      Eliminar
  5. Uma bela canção, sem dúvida.

    O livro escrito pelo casal Nicci Gerard e Sean French, 'Killing Me Softly', foi o primeiro que li desta dupla, que resolveu escrever a quatro mãos, adoptando o pseudónimo literário; Nicci French. Foi, mais tarde, adaptado ao cinema, mas o filme não vi.
    Escrevem livros com enredos fascinantes.:)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma bela canção e uma bela versão, Janita.
      Beijinhos

      Eliminar
  6. Belo, belo, belo.
    Uma canção para sempre.
    E esta versão, estilo jazz, está fantástica.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Está muito bem conseguida, Maria Araújo
      Gosto muito!

      Eliminar