22 de março de 2017

Figurinhas e figurões


Ainda ontem aqui enaltecia o sonho europeu, a utopia real que é a União Europeia e tudo o que a organização representa.
No diálogo que se estabelece com quem lê e comenta houve unanimidade num ponto - a ausência de grandes referências, de grandes líderes, de figuras carismáticas no panorama actual da União Europeia.
Aos grandes líderes que sonharam, criaram e desenvolveram o que é actualmente a União Europeia, sucederam uma série de figurinhas e figurões, carreiristas que vivem à sombra da política, que se servem dessa que devia ser uma actividade nobre e ao serviço do outro.
Mesmo com este panorama sombrio estava longe de imaginar que uma dessas figurinhas, que se julga um figurão, o presidente do Eurogrupo, o inenarrável de nome impronunciável, Jeroen Dijsselbloem, de cabeça perdida depois da humilhante derrota sofrida pelo seu partido nas eleições holandesas, seria capaz de ofender de forma tão torpe países e povos que foram sujeitos a grandes sacrifícios, que viram as taxas de desemprego crescer, as populações viver em grandes dificuldades, os jovens sair porque não encontravam trabalho nos seus países, famílias desagregarem-se e viverem sem perspectivas de um amanhã mais risonho.
Jeroen Dijsselbloem, mais preocupado com a forte possibilidade de perder o seu tacho, resolveu descarregar a fúria nos povos que gastam todo o dinheiro em "copos e mulheres" (todos conhecemos a versão deste pensamento idiota em português mais vernáculo...) e depois têm a desfaçatez de pedir ainda mais. 
Às figurinhas e aos figurões, assim como aos meninos ladinos que se portam muito mal e são mal educados, deve dar-se uma lição que nunca mais esqueçam. 
No caso desta figurinha, que se julga figurão, aquilo que tanto teme e que o desorientou de uma vez por todas - um chuto nos fundilhos!

51 comentários:

  1. Ora bem dizes tu e aqui está uma das "figurinhas que se julgam figurões" porque nunca gostei dele.

    Subscrevo tudo o que dizes.

    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca simpatizei com a criatura, fatyly.
      Mas também não imaginava tão reles.
      Beijocas, um bom dia para Portugal

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Espero que o pontapé seja rápido, Elvira Carvalho.
      Estes bandalhos não podem ocupar estes cargos e mexer inopinadamente com a vida de toda a gente que, ainda por cima, depois ofendem.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Impensável, Pedro, da parte de pessoas que deveriam ter prestígio e conhecimento profundo das causas que provocam descalabros das economias dos países e consequências na vida das populações :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não bastou fazer tanta gente passar por tantas dificuldades (ainda se mantêm, como sabemos) e ainda as ofende, Angela?
      Olho da rua!!

      Eliminar
  4. E ainda teve o desplante de dizer que não se arrependia das suas declarações.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Diz que foi mal interpretado, citado fora do contexto, o cretino, luisa.
      Vá lamber sabão!

      Eliminar
  5. Respostas
    1. Este não é só idiota, Francico.
      É malcriado e ignorante.
      Para além ser um refinado fdp!
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Apesar de considerar este personagem um imbecil, nunca imaginaria que do "alto da sua responsabilidade" e numa atitude inqualificável, se transformasse numa besta.
    E é nas mãos de gente desta estirpe que estão os destinos da Europa (sim generalizo porque há por lá muitos mais, só que ainda não tiveram a coragem de se revelar). Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nunca me passou pela cabeça que um alto responsável da UE pudesse ter um comportamento destes, Corvo Negro.
      Absolutamente deplorável!
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. A sociedade no geral tem muito, muito a evoluir!
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com criaturas desta estirpe será muito complicado, Chic'Ana :(
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Se me fosse possível esta criatura seria demitida imediatamente, aliás já o teria sido quando se soube da falsificação de habilitações académicas.

    Traste e imbecil sem vergonha!!!

    E nem sequer foi eleito !!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse é um dos graves problemas da UE, São.
      Goste-se ou não de Nigel Farage ele tinha toda a razão quando desancou forte e feio num destes arautos da austeridade precisamente apontando para o facto de essa pessoa que exigia sacrifícios aos outros sem que ele mesmo os fizesse, ainda por cima nem sequer ter sido eleito para o cargo que ocupava.
      O tal défice democrático tantas vezes repetido.

      Eliminar
  9. Foi pena que o jornalista do "Frankfurter Allgemeine Zeitung" o confrontava com o entendimento do ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, relativamente ao rigor com que a Comissão Europeia e a UE em geral devem observar as regras em vigor, não o tivesse colocado no sítio.
    Este holandês de meia tigela é um ser medíocre, a quem apetece chamar nomes, daqueles muito feios.

    Um abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode chamar à vontade, António.
      Merece-os todos e mais alguns.
      Cretino de merd@!
      Aquele abraço

      Eliminar
  10. Eu vi isso no telejornal, agora há pouco. Incrível.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como comentava um amigo meu, que é muito mais bem educado que esta criaturinha, só queremos meretrizes e Casal Garcia.
      Idiota mal educado!

      Eliminar
  11. Mas que raio querem ouvir dum nórdico afogado em cerveja rançosa e cheio de "invejidade" do sol , das praias e dos comeres deste eucaliptal á beira mar plantado, com belos verdes brancos e encorpados maduros tintos. Está como a raposa da fábula!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, alvaro guerreiro - estão verdes, não é?
      Pata que o pôs!

      Eliminar
  12. Vizinho de oriente
    Que o pontapé lhe acerte entre os... Joelhos mais acima um poucochinho.
    E seja dado por uma mulher cus copos.
    Kis :=}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como se dirá toma..estiiculos em holandês, AvoGi?
      Está a senti-los a doer porque já percebeu que está a prazo muito curto, o fdp.
      Depois marra com os outros.
      Bjs

      Eliminar
  13. Pedro, eu juro, pela minha felicidade, que jamais gastei um tosto nem com a mãe, nem com a mulher do idiota de nome inreproduzível...uma figurinha esta luminária.

    Aquele abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O fdp leva uma sova nas eleições holandesas e vem marrar com quem não tem culpa e foi por ele já tão maltratado??
      O pontapé nos fundilhos ou nos toma...esticulos, gostava de ser eu a dar-lho!
      Aquele abraço

      Eliminar
  14. Já tivemos o senhor Juncker no Parlamento Europeu a utilizar expressões indignas de um Político, agora temos as declarações sobre os Países do Sul da Europa, deste senhor, possivelmente a "maior estrela", desta lamentável "Comissão Europeia". Mas como a UE gosta de cumprir as regras que ela mesmo cria, este senhor terá que abandonar o cargo que ocupa, porque vai deixar de ser o Ministro das Finanças da Holanda e as regras da Comissão Juncker dizem que o cargo de Presidente do Eurogrupo tem que ser um Ministro das Finanças. Será que vão mudar as regras?
    No que diz respeito às suas declarações sobre os países do sul, penso que o senhor Jeroen está confundido, porque o célebre Red District, fica no seu país, a Holanda.
    PS - Concordo com tudo o que diz no seu post.
    Muito boa tarde

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há mudança de regras, Mister Vertigo.
      Exactamente por perceber que está a prazo muito curto é que a criaturinha está agora aos coices.
      Vou dormir que aqui já passa das 23.30 e amanhã é dia de trabalho.
      Não quero é ter pesadelos com este energúmeno.
      Um abraço

      Eliminar
    2. E são os estrangeiros a frequentar o Red District.

      Eliminar
    3. Nunca frequentei, Teresa.
      Nem aquele nem outro semelhante.

      Eliminar
  15. Eu,se fosse mãe dele, que não sou, pois tenho idade é para ser sua avó, estaria profundamente envergonhada. Mas que falta de chá! Lamentável, meu caro Pedro.

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Missi Smile,
      Quando não há cházinho, quando não há berço, o carácter boçal acaba por surgir quando menos se espera.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. A guerra dos sexos abrandou.

    Agora a guerra é entre a Europa do Norte contra a Europa do Sul. Quando chegar a Le Pen já não há mais EUROPA.

    ResponderEliminar
  17. A guerra dos sexos abrandou.

    Agora a guerra é entre a Europa do Norte contra a Europa do Sul. Quando chegar a Le Pen já não há mais EUROPA.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas a Le Pen não vai chegar, Teresa.
      Vai chatear, vai aborrecer, mas não vai chegar ao poleiro.

      Eliminar
    2. O Pedro também não acreditava no Brexit, nem na vitória do Donald Trump.

      Caso ela não chegue ao poleiro, a Europa, mais tarde ou mais cedo, vai-se dividir em Norte e Sul. As mentalidades são muito diferentes.

      O socialista holandês excedeu-se na sua metáfora. Outros pensam na mesma. Anteontem, ouvi uma jornalista polaca na TV e fiquei com os cabelos em pé. Cada um puxa a brasa para a sua sardinha.

      Eliminar
    3. A pluralidade, a diferença dentro da UE, não é um mal, é uma riqueza, Teresa.

      O que será um mal é uma Le Pen no poder em França.
      Isso será um desastre.
      Muito maior que o Brexit.

      Eliminar
  18. Achei interessante o texto!

    Blog: http://oplanetaalternativo.blogspot.com
    Instagram @OPlanetaAlternativo
    Facebook: /oplanetaalternativo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já os comentários daquela luminária não são nada interessantes, Walter Segundo.

      Eliminar
  19. Pois é amigo, mas eu acho que ele se preparava
    para continuar. Veremos a evolução.
    Eu (por mim) faria tudo, mas tudo, vendendo tudo e
    mais alguma coisa, para pagar o que devemos do
    empréstimo e ter que deixar de aturar estes tipos.
    Um abraço
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada pode justificar tamanha má educação, Irene Alves.
      Portugal fez o que lhe competia, terá ido até além do que seria necessário, e este cretino tece estes comentários???
      Um abraço

      Eliminar
  20. A este e já não de agora, subiu-lhe o "poder" à cabeça ! Sente-se incólume para dizer o que lhe vier à cabeça. Um perfeito idiota confirmado pelas recentes declarações ! :((

    Gostei muito da atitude "corajosa" do nosso governo a que se seguiu o da Assembleia (em geral) e até do PR !
    Agora, só espero que ele não dure muito por lá, até tendo em conta os recentes resultados das eleições na Holanda !

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois dos resultados eleitorais na Holanda ele sabe que está a prazo, Rui.
      E é por isso mesmo que anda de cabeça perdida e ofende outros.
      Aquele abraço

      Eliminar
  21. O Pedro conhece a minha opinião sobre este holandês medíocre que inventou um mestrado que nunca fez e, só por isso, devia ter sido imediatamente demitido. Só que Schaueble não deixou. E, muito provavelmente, também tentará impedir agora.
    Preocupa-me também que haja cada vez mais gente nos países do Norte a admitirem uma "cisão" europeia. Pior ainda, entre esses estão milhares de emigrantes portugueses...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por muito que ele e Schaueble esperneiem não acredito que não caia do poleiro, Carlos.
      E é isso que o deixa doido

      Eliminar
  22. Um chuto nos fundilhos, ahahaha!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Apeteceu-me dizer noutra parte do corpo bem mais dolorosa.
      Mas sou bem educado.

      Eliminar
  23. Mas qual UE? Essa marca que anda a ser vendida há 20 e tal anos à custa de publicidade enganosa? Os caixeiros viajantes são da pior espécie...
    Abraço, amigo Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O problema são os vendedores, Agostinho.
      A marca é excelente.
      Esta é muito mal representada.

      Eliminar