15 de fevereiro de 2017

Um louco muito perigoso


Na galeria de loucos que povoam o planeta Terra Kim Jong-un ocupa um lugar muito especial.
Implacável assassino, torcionário, carrasco do seu próprio povo e da sua própria família, Kim Jong-un terá estado por detrás do assassinato do seu meio irmão Kim Jong-nam.
Kim Jong-nam, inveterado bon vivant, estaria a caminho de Macau, cidade onde viveu durante muitos anos uma vida de fausto, ainda em vida do seu pai Kim Jong-il.
Depois da morte da Kim Jong-il, com a subida ao poder do lunático Kim Jong-un, a vida de Kim Jong-nam e da sua família esteve sempre em perigo.
Os seus filhos frequentaram a mesma escola que as minhas filhas, eram afectuosamente conhecidos por "príncipes", eram garotos em tudo iguais aos outros.
Excepto no facto de andarem constantemente vigiados e protegidos por guarda-costas.
O terror de ver as vidas dos filhos constantemente ameaçadas fez Kim Jong-nam sair com a família de Macau e refugiar-se bem longe.
Mas Kim Jong-nam não conseguia resistir ao vício.
Quando se encontrava mais uma vez a caminho de Macau terá sido eliminado na Malásia (muito mais fácil e conveniente que em solo chinês...)  com requintes de malvadez por duas agentes dos serviços secretos norte-coreanos.
Na mesma semana em que, ignorando todas as sanções e proibições vindas do Conselho de Segurança das Nações Unidas, testou um mais um míssil balístico, o lunático Kim Jong-un terá eliminado o seu ódio de estimação, o maior perigo à sucessão dinástica na martirizada Coreia do Norte.
Como é possível que tudo isto aconteça?
Sem tibieza teremos que responder que este comportamento de Kim Jon-un só se mantém na medida em que é tolerado pela China, o único aliado do monstro norte-coreano.
Em obediência ao sacrossanto princípio da não-ingerência, e com sério temor perante a possibilidade de ver a Coreia do Norte estilhaçar-se, e desses estilhaços emergirem milhões de norte-coreanos nas fronteiras chinesas, o regime de Pequim não deixa cair Kim Jong-un.
No dia em que Pequim lhe tirar o tapete, deixar de manter relações com este pária, algoz do seu povo e da sua própria família, o regime norte-coreano cairá com estrondo.
Falta saber se e quando chegará esse dia.

45 comentários:

  1. Ouvi essa notícia na CNN, mas até agora não confirmaram que tinha sido assassinado ou quem está por detrás desse assassinato. Ainda estão a falar sobre Flynn... Neste momento.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duas agentes norte-coreanas, um qualquer veneno letal, e elimina-se Kim Jong-nam sem ser em solo chinês, Catarina(??).
      Nem Kim Jong-un é louco até esse ponto - eliminar o meio-irmão em solo chinês, tirar face à China e arriscar tudo com esse gesto.

      Eliminar
  2. Também acho que ele é muito perigoso. E Louco. O que o torna duplamente perigoso
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kim Jong-un é um louco MUITO perigoso.
      Kim Jong-nam um bon vivante que ele odiava.
      Tinha que acabar assim.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Não sabia que o lunático só tinha a China como aliada. Tudo o que escreves é assustador e realmente se lhe tirarem o tapete não sei se acabará o seu reinado de loucura.

    Beijocas e um bom dia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A China não quer interferir (telhados de vidro) e tem medo de deixar cair o regime para não ver milhões a procurar refúgio no País, fatyly.
      E o louco, que não é nada burro, vai continuando a abusar de tudo e de todos.
      A começar pelo seu próprio povo.
      Beijocas, um bom dia

      Eliminar
  4. Estamos num período infernal , sem dúvida, onde várias personalidades desequilibradas detêm um Poder ilimitado.

    Boa semana, Pedro, para si e família.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá São,
      Este louco só terá poder enquanto a China quiser.
      Esse é que é o grande problema.
      Boa semana e seja bem regressada.

      Eliminar
  5. O problema é esse meu amigo quando é que chega o dia deste ditador cair, só que até lá o povo vai sofrendo com todas as atrocidades praticadas por este louco, como alguém dizia este planeta está a ficar mal frequentado.
    Um abraço e boa semana.
    Andarilhar || Dedais de Francisco e Idalisa || Livros-Autografados

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cairá quando a China quiser que ele caia, Francisco.
      Até lá vai praticando todo o tipo de abusos.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  6. Vivemos num mundo cada vez mais perigoso. :(

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cada vez mais mal frequentado, luisa.
      Esse é que é o grande problema.

      Eliminar
  7. «Guardamos os segredos ao lado de tudo o que não dizemos. Nesse grande sótão escuro há de tudo, há aquilo que não dizemos porque temos medo, porque temos vergonha, porque não somos capazes; há aquilo que não dizemos porque desconhecemos, ignoramos mesmo, apesar de estar lá, em nós. Os segredos não são assim. Eles estão lá, podemos visitá-los, assistir a eles, sabemos as palavras exactas para dizê-los e, muitas vezes, temos tanta vontade de contá-los. Mas escolhemos não o fazer.»
    JL Peixoto, in "Dentro do Segredo"

    Serve este trecho do brilhante livro de Peixoto, após a sua incursão na Coreia do Norte, para dizer que há um país - existirão mais, com certeza - que vive nas trevas com o beneplácito da famosa "Comunidade Internacional", parece mentira mas é verdade, Pedro, não é?

    Em que porcaria de mundo vivemos, meu amigo oriental? À medida que me aproximo dos 50 anos dou comigo a pensar nestas tretas e, confesso, com cada vez menos esperança de que a III GM possa ser evitada,mais ano menos ano.

    Aquele abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este facínora, e o regime que ele alimenta, sobrevivem com o beneplácito da China, Ricardo.
      Sei que não é nada politicamente correcto afirmar uma coisa destas em Macau mas é a mais pura realidade.
      Se e quando a China quiser a Coreia do Norte explode.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Um louco é dos seres mais perigosos que existem...
    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um louco assassino ainda mais, Chic'Ana.
      Beijinhos

      Eliminar
  9. Kim-jom mim um em português será José? João?
    Kis :=}

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esta dinastia Kim é um dos maiores perigos que a Humanidade enfrenta, AvoGi.
      Bjs

      Eliminar
  10. Kim Jong-un é um facínora!
    Quando soube do sucedido aom o seu meio irmão, desconfiei haver ali mãozinha sua.
    Um abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Arrepio-me quando ouço notícias que colocam o acento tonina no facto de ainda não haver confirmação, António.
      Estão à espera de quê?
      Que o facínora venha publicamente admitir que foi ele que matou o meio-irmão?
      Ele é louco mas não é parvo.
      Aquele abraço

      Eliminar
  11. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    O cruciante nesta questão é que ele, além de celerado, é belicoso.
    Caloroso abraço. Saudações preocupantes.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver, sem véus, sem ranços, com muita imaginação, autenticidade e gozo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Kim Jong-un, ainda mais que o seu pai, é uma ameaça para a Humanidade, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Custa-me tanto defender a eliminação de um ser humano por mais desprezível que seja!
      Mas...
      Aquele abraço

      Eliminar
  12. A China continua a chocar-me pela indiferente falta
    de humanidade...
    Beijinhos
    ~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O terrível pragmatismo chinês, Majo.
      Não falamos de outros para não falarem de nós.
      Queremos estes gajos sossegados para não nos aparecerem aos magotes nas fronteiras.
      Tão simples e seco quanto isto.
      Beijinhos

      Eliminar
  13. O que mais me preocupa , Pedro, é que os líderes loucos se estão a multiplicar: Coreia do Norte. EUA, Filipinas, Turquia, Venezuela e, muito provavelmente em breve também na Europa.
    Mas não há que escamotear: fomos nós que construímos este cenário de terror em que o mundo se está a transformar. Nos anos 90 quando eu alertava para a possibilidade de isto acontecer, chamavam-me louco. Há meia dúzia de anos já só diziam que era pessimista...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas este é um louco muito especial, Carlos.
      E vem em sucessão dinástica.
      Mais, continua com rédea solta a martirizar o seu povo.
      Com o beneplácito de quem?

      Eliminar
  14. Este mundo cada vez, tem mais psicopatas... psicóticos e prevertidos, à frente de países influentes... é impressionante!
    Vamos ver como o Donald se dá com este... e se não vai tudo pelos ares... ou talvez se entendam... sem se estragarem duas casas... Ou Puttin, talvez os convide para um cházinho, um dia destes... daqueles que brilham no escuro... enquanto passam videos de Donald... a fazer umas piruetas lá num hotel qualquer...
    Enfim! Este mundo... já conheceu dias melhores... e dirigentes bem melhores...
    Abraço
    Ana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não acredito que Trump se dê bem com Kim Jong-un, Ana.
      Mas também não poderá fazer nada enquanto ele estiver protegido pelo regime chinês.
      A China é há muito a chave para escaqueirar a Coreia do Norte.
      É só querer.
      Um abraço

      Eliminar
  15. Pedro:
    Fico sempre perplexa com a maldade humana consegue sempre vencer. E quanto piores são estes seres mais influência têm e mais alto chegam ao poder. Inacreditável!

    Um beijinho

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No caso muito específico da Coreia do Norte a sucessão é dinástica, Fernanda.
      Mais uma razão para eliminar a concorrência.
      Beijinhos

      Eliminar
  16. Pois é amigo Pedro, há sempre interesses que se
    sobrepõem às legalidades. Então só se pode esperar
    que ele morra e que não lhe suceda outro pior.

    Abraço, amigo.
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já tínhamos essa esperança com o pai e veja o que nos saiu na rifa, Irene Alves.
      Um abraço

      Eliminar
  17. É mais um, dos muitos que por aí andam...
    Um forte abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas este é MUITO especial, Vieira Calado.
      Aquele abraço

      Eliminar
  18. É assustador o que se está a passar.

    ResponderEliminar
  19. Bem, parece que o Pedro Coimbra finalmente escreveu uma coisa sobre a qual estamos os dois de acordo!!!

    A sério, eu já andava a questionar-me sobre qual seria o dia em que seria possível chegarmos a um consenso sobre um determinado tema.

    Quanto à "loucura" de Kin Jong-un, só quero destacar que o homem apesar de lhe chamarem "louco", na realidade, de "louco" não tem nada. Bem pelo contrário, tudo o que ele faz é muito bem pensado e premeditado.

    A Kim Jong-un interessa-lhe é manter o poder a todo o custo, nem que isso signifique ter de mandar matar membros da sua própria família. Isto é Maquiavel puro e duro. Kim Jong-un é um pequeno Estaline da Ásia.

    No entanto, em termos externos, não creio que Kim Jong-un seja uma ameaça séria, pois ele sabe que se atacasse a Coreia do Sul ou outro País da região, os Estados Unidos seriam devastadores na sua resposta militar e a Coreia do Norte desaparecia do mapa de uma vez por todas. Depois acabava-se a boa vida de vez para o "querido líder"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João José Horta Nobre,
      Circulam hoje notícias em Macau que dão conta do regresso da família de Kim Jong-nam a Macau precisamente.
      Os tais dois garotos que foram colegas da minha filha mais velha e a mãe.
      E que as autoridades policiais de Macau já terão oferecido protecção policial à família.
      Kim Jong-nam nunca mostrou qualquer interesse em liderar a Coreia do Norte.
      Ele era um bon vivant, apreciava o melhor da vida, o mais caro, tudo o que não tinha acesso na Coreia do Norte.
      E o meio-irmão odiava-o por isso.
      Liquidar Kim Jong-nam não será suficiente para acalmar Kim Jong-un e afugentar os seus receios.
      Temo pelo futuro dos filhos.

      Será Kim Jong-un uma ameaça externa?
      Se ficar desesperado, verdadeiramente isolado, acredito que possa ser.
      Enquanto tiver a protecção da China, não.

      Eliminar
  20. A realidade mais parece um filme de espionagem. Horrivel!
    Mor

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os garotos estudaram lá na SON, Mor.
      Tiveram que se refugiar no Leste da Europa (agora já não é segredo), parece que voltaram a Macau.
      A Catarina tinha contacto (não sei se ainda tem) com eles.
      Kim Jong-un consegue ser mais louco que o pai.
      O que, convenhamos, não é fácil.

      Eliminar
  21. Pode-se perguntar o que ganha Pequim com tal amizade. Será a prestação de serviços "inconvenientes", por exemplo, espionagem industrial? Não será coisa boa, digo eu.
    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que mais ganha é manter os norte-coreano quietinhos do outro lado da fronteira, Agostinho.
      Já imaginou o que seria o regime norte-coreano cair e Pequim ter milhões de norte-coreano na fronteira??
      Se esse receio já existia, com a vaga de refugiados actual na Europa e América ainda é muito maior.
      Aquele abraço

      Eliminar
  22. Estamos num mundo de loucos no poder.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este é um louco muito especial, Maria Araújo.
      Completamente louco e um facínora.

      Eliminar