10 de junho de 2016

Diferença entre céu e inferno


Sabem a diferença entre o céu e o inferno?
No céu:
Os Alemães tomam conta da segurança
Os Ingleses da organização
Os Franceses da alimentação
Os Italianos do amor
No inferno:
Os Italianos da segurança
Os ingleses da alimentação
Os franceses da organização
Os alemães do amor...

17 comentários:

  1. Kkkk... kkk...

    Muito bem observado!

    Dias muito felizes, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada simpático para algumas nacionalidades, convenhamos, Majo :)))
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Assim diz-se que já não se fazem bebes na Alemanha, pudera!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar está mesmo aqui a explicação, Angela :))))

      Eliminar
  3. Conclusão:
    Na Itália impera a lei do salve-se quem puder / os ingleses comem pessimamente / na França não há rei nem roque / na Alemanha, bem...na Alemanha, não digo nada, para a nossa amiga Teresa não ficar zangada...:)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Alemanha é outra coisa, Janita :)))
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Não me zango, querida Janita.

      Digo simplesmente que o amor com um alemão é o verdadeiro PARAÍSO.

      Eliminar
  4. E o que é que temos actualmente na Europa?
    Abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cuidado Elvira Carvalho que vamos ter testamento de um certo comentador :))))

      Eliminar
  5. hehehe... mas não esqueçamos que em ambas os portugueses reclamam exactamente do mesmo modo ! :))

    Bom fim de semana !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como dizia o poeta, há as constantes da vida, Rui :)))

      Eliminar
  6. Não sou adepto pelo céu mas se forem os alemães a gerirem o amor, no inferno...

    ResponderEliminar
  7. Isto de trocar os papéis aos actores tem riscos fatais.

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nada aconselhável, Agostinho, nada aconselhável... :))

      Eliminar
  8. :))) mas e os portuguesas, não tratamos de nada, nem no Céu, nem no Inferno? É uma injustiça!

    ResponderEliminar