9 de março de 2016

Um tempo novo com Marcelo Rebelo de Sousa como Presidente da República


Marcelo Rebelo de Sousa toma hoje posse como Presidente da República.
Antevejo um tempo novo, mais arejado, mais vibrante, com intensa colaboração com o Executivo em busca de consensos políticos.
Numa época caracterizada pela existência de enormes fracturas políticas e sociais na sociedade portuguesa, é essencial a presença de um Presidente da República que, deixando governar quem tem essa tarefa, se empenhe na busca de consensos alargados com quem não exerce a governação.
Cavaco Silva foi um presidente abúlico, sonolento, cinzentão, enfadonho e incapaz de promover a aproximação entre as diferentes forças e sensibilidades políticas.
Se alguma intervenção teve nesse domínio foi exactamente a oposta, que resultou no agravamento das fracturas já existentes.
Acredito, e desejo, que Marcelo Rebelo de Sousa seja exactamente o oposto do seu antecessor.
Marcelo tem a energia que Cavaco nunca teve, é capaz de dialogar, de se movimentar no espaço público.
E gosta de fazer uso dessas qualidades.
Como tal, acredito que assistiremos a uma presidência mais presente, mais interventiva, mais mediática, em flagrante contraste com a total ausência da presidência que agora termina.
Marcelo é mais humano, mais emotivo, mais pessoa.
Cavaco Silva, há demasiado tempo no poder, naquele seu estilo esfíngico, cansou-se e cansou o país de si próprio.
Marcelo Rebelo de Sousa, inteligente, sagaz, perspicaz, saberá perfeitamente que tem que começar hoje um tempo novo, dar uma imagem completamente diferente da presidência da República.
Acredito, e desejo, que seja Portugal, e os portugueses, a beneficiar de uma nova postura, uma nova personalidade, um tempo novo.

44 comentários:

  1. Novo presidente, novos horizontes, novos projetos a concretizar. O entusiasmo está quase sempre presente no começo ... esperemos que continue ao longo de todo o mandato.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcelo vai ser muito diferente de Cavaco, Catarina.
      Tenho a certeza disso.
      E não será muito difícil fazer melhor.
      Difícil era fazer igual ou pior.

      Eliminar
  2. Bom dia
    Acredito que se abriu uma nova janela de esperança.
    Desejo que o tempo não lhe crie hábitos, vícios, nem outras guerras onde todos estamos a perder tempo e dinheiro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, Luis.
      Acho que podemos ter a certeza que será melhor que o antecessor.
      Ao contrário dos americanos, que vão levar com um Presidente pior que Obama, nós vamos ter um Presidente melhor.
      Em todos os aspectos.

      Eliminar
  3. Concordo inteiramente e além disso Marcelo é mais chegado e comunicativo com o povo (sobretudo os jovens) e Cavaco nunca o foi e ficará na história como o pior presidente de todos os tempos. Há muito que deveria ter arrumado as botas!

    Um bom dia

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcelo tem energia, tem pica, Fatyly.
      Cavaco já há longos anos que parecia ausente, enfadado.
      Foram muitos anos de exposição pública.
      Marcelo, que é arguto e inteligente, não vai cometer os mesmos erros.
      Beijocas

      Eliminar
  4. Finalmente temos o Sr. Cavaco de saída e de certeza que que o novo Presidente não nos vai envergonhar.
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que dê uma imagem da presidência que a instituição já há muito precisava de transmitir, Francisco.
      Aquele abraço, continuação de boa semana

      Eliminar
  5. Pior será impossível conseguir, Pedro.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esse parece ser um dado adquirido, Ricardo.
      Mas, mais do que isso, acredito que Marcelo Rebelo de Sousa faça um bom mandato.
      Aquele abraço

      Eliminar
  6. Espero bem que seja uma lufada de ar fresco que bem precisamos!
    Beijinhhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Chic'Ana
      Melhor que o PR que agora sai de cena será de certeza.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Tudo indica que sim, Pedro, será um tempo novo.
    Não votei em Marcelo mas vejo nele alguém capaz de fazer o povo feliz.
    Não se pode esperar que Marcelo seja o 'salvador da Pátria', até porque as funcões estão, por lei, limitadas.
    Prevejo um bom mandato.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que mais espero de Marcelo é que crie condições para que as pessoas falem e tentem chegar a entendimentos.
      Quem quiser, óptimo.
      Quem não quiser, será julgado pelo povo.
      Cavaco não criou essa condições, pelo contrário, acentuou a crispação.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. ~~~
    Foi um discurso impecável!
    Mas nisto ele é excelente...

    Vai ser muito difícil ser
    «presidente de todos os portugueses»
    A esquerda permanece ''gelada''...

    Mal empregadas as 2000 rosas que adornaram
    a festa e que vão para o lixo...

    ~~~ Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Como respondi ao António, um PR tem que criar as condições, o ambiente para a busca de consensos, de entendimentos, de pactos de regime.
      Quem não quiser será depois julgado nas urnas quando for tempo disso.
      Cavaco não criou essas condições, pelo contrário, em muitas situações foi mais um problema quando devia ser parte da solução.

      Beijinhos

      Eliminar
  9. Como o Pedro sabe, Marcelo nunca foi o meu favorito, mas facilmente assinaria este post, em sinal de concordância com o que aqui escreve. Será difícil esquecer Cavaco e o mal que fez a este país com a sua arrogância, o seu desprezo pelos pobres e por quem trabalha, pelo seu ódio à esquerda. Foi um verdadeiro monstro que durante 10 anos habitou em Belém, com uma renda paga por nós.
    Marcelo, pelo contrário é uma pessoa afectuosa e bastaria o seu discurso de tomada de posse ( violento ataque a Cavaco e Passos, pela sua postura nos últimos quatro anos) e a afirmação de que contas equilibradas com pobreza acumulada não fazem sentido, para recolher um grande capital de simpatia. Sim, tenho a certeza que teremos um PR diferente e mais humano mas, há que reconhecê-lo, pior do que Cavaco só mesmo um Satanás humanoide!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cavaco, se já em termos de qualidades pessoais deixava muito a desejar (o "nunca tenho dúvidas e raramente me engano" diz tudo), teve ainda contra ele o facto de se arrastar durante muitos anos na vida pública e, como se tudo isto não bastasse, rodeou-se de umas figurinhas muito pouco recomendáveis (estou a ser muito simpático).
      Nada disto, estou certo, irá acontecer com Marcelo, Carlos.
      Demasiado inteligente, culto, com mundo, para se deixar aprisionar por absurdos joguinhos de poder.

      Eliminar
  10. Acho e espero que seja um presidente, justo, inteligente, honesto e que nos respeite para também ser respeitado.
    Boa sorte!
    bjs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será, papoila, estou convicto que será.
      E até acredito que seja a pessoa capaz de pôr a oposição a dialogar com quem governa.
      Bjs

      Eliminar
  11. Marcelo e Cavaco estão nos antípodas um do outro.

    Não votei em nenhum dos dois, mas - sem esperar milagres - considero que pior do que aquilo que o reformado de Boliqueime fez , será impossível.

    Que o actual Presidente da República desempenhe bem o cargo é o meu voto!

    Quanto ao sr , Silva que se escafeda definitivamente mai-la a sua Maria !!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acredito que irá ter um bom desempenho, Sào.
      E que seja capaz de construir pontes onde agora só há abismo.
      Cavaco nem tentou.

      Eliminar
  12. Um tempo novo, sem dúvida que sim. É urgente uma nova forma de fazer e encarar a política. Com mais carácter e mais confiança.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcelo tentou fazer passar essa ideia, e essa necessidade, com a campanha que fez, longe de partidos e com gastos controlados, com a tomada de posse mais simples, menos espalhafatosa.
      Aquele abraço

      Eliminar
  13. pessoas de feitios e maneiras de ser e agir, completamente diferentes.
    temos, agora, um PRESIDENTE DA REPÚBLICA E DOS AFETOS. se o Prof MRS precisar, não precisa, decerto, pke ele é hiper e eu tendo para hipo, eu posso dar-lhe uma ajudinha e até ser cúmplice, entre aspas. no entanto, tenho necessidade de dormir 7 ou 8 h por dia e fazer uma coisa de cada vez, pke quem toca vários instrumentos, simultaneamente, algum soará menos bem.

    vamos ver. dar o benefício da dúvida é uma atitude inteligente.

    beijinho e boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisávamos de alguém que tivesse um feitio, uma mundividência, completamente diferente da de Cavaco, CÉU.
      E acredito que Marcelo seja essa pessoa.
      Beijinhos, boa semana

      Eliminar
  14. Caro Amigo Pedro Coimbra.
    Pelo menos tenho o alento de saber que meus estimados amigos do reino distante além-mar têm a esperança de dias melhores. Em contrapartida na ex-colônia do reino estamos muito exasperados.
    Caloroso abraço. Saudações lusófilas.
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus, sem ranços, com muita imaginação, gozo e autenticidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Brasil está a passar por um momento muito conturbado, Amigo João Paulo de Oliveira.
      Já passou por muitos e saiu sempre por cima.
      E é isso que vai acontecer novamente porque o país é muito mais importante e muito mais forte que algumas pessoas que aparecem, desaparecem, e são esquecidas.
      Grande abraço

      Eliminar
  15. Que mais dizer, se concordo plenamente e a 100% com o texto, Pedro ?! ... Não lhe mexia nem numa vírgula ! :))

    Abraço ! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aquele abraço, Rui.
      Acredito que Portugal entre numa fase de maior acalmia e de maior diálogo, Rui.
      Sabe quem é que tenho medo que deite tudo a perder??
      Muito mais que o BE, o PCP.
      Se isso acontecer, se criar (mais) dificuldades a quem governa, Marcelo terá que saber gerir muito bem a situação para evitar novas eleições.
      Como ele próprio disse, o país não pode andar sempre em eleições.
      Não concordei, não concordo, com esta solução governativa.
      Mas esse tempo já passou.
      Está aí, é necessário que haja entendimentos, diálogo, que as pessoas sejam mais importantes que a politiquice e a partidarite.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Sim, esperam-nos, finalmente, uns tempos de mudança.
      Agora um aparte, o Sr. Cavaco foi, tal como dizes, abúlico, sonolento, cinzentão, enfadonho e sei lá o que mais (negativo) que nem cabe aqui! Mas questiono-me como houve sempre quem votasse nele para o colocar lá, não só uma, mas DUAS, DUAS vezes!!!!

      Eliminar
    3. Duas vezes, como Presidente.
      E as outras como primeiro-ministro??
      Foram 39 anos de vida pública ao mais alto nível.
      Começando como Ministro das Finanças

      Eliminar
    4. Eu já só falo destas últimas duas, onde já tinham tido tempo de sobra para conhecer a peça.
      Haja burrice....

      Bom fim de semana

      Eliminar
    5. Sempre questionei o mesmo. Dando ênfase o quanto não conheço e política, para que alguém que entenda pudesse me explicar este «fenómeno» de se elegerem sempre os mesmos, quando não parecem ser apreciados pela maioria que é o povo. Não só Cavaco foi repetente em Belém. Nos PMs Coelho também lá foi à segunda. E nos EUA sempre me surpreendeu o Bush, filho, com dois mandatos na white house ;)

      Eliminar
    6. Fenómenos quase inexplicáveis, Angela.
      Como é Cavaco andou 40 anos no topo da política em Portugal, como é que Bush foi reeleito (vigarice à mistura, mas enfim....).
      Já Passos Coelho é um fenómeno diferente.
      As pessoas não acreditaram nas alternativas.
      E pensaram, para pior já basta assim.
      Oxalá se tenham enganado nesse voto.

      Eliminar
  16. Ontem o dia passou sem se me oferecer a oportunidade de cá vir, mas digo-lhe agora com toda a sinceridade, Pedro!:
    Subscrevo integralmente o seu texto! É essa a minha opinião acerca do nosso novo PR e daquilo que será o seu mandato.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Marcelo marca um novo tempo, uma nova maneira de comunicar, janita.
      E o país precisava disso.
      Beijinhos

      Eliminar
    2. Não só marcelo. Quem impediu o Coelho de exercer mais 4 anos de governação também fez por uma mudança. Todos vão ter muito o que fazer. O momento é, sem dúvida, de oportunidade de mudança.

      Eliminar
    3. Esta solução governativa (nem lhe chamo coligação, que nunca foi, nem geringonça, que acho ofensivo) tem o dever de apresentar trabalho e resultados, Angela.
      Não pode ter tomado o poder de assalto para fazer igual ou pior.

      Eliminar
  17. Oxalá tenha razão Pedro.
    Um abraço e bom fim de semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estou convencido que sim, Elvira Carvalho
      Um abraço, Bfds

      Eliminar
  18. Sem dúvida que atravessamos um momento de viragem na política que até agora vigorava. Mas deixe-me que lhe diga: depois de Cavaco seria fácil a qualquer que lhe seguisse agradar um pouco mais. Marcelo parece ser a pessoa ideal para agradar a todos e não irritar ninguém. A ver vamos. Todos desejamos que este governo saiba devolver aos portugueses alguma da sua dignidade perdida, valor e... esperança em um futuro melhor. O que não é pouca coisa! Abçs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Angela - fosse quem fosse que sucedesse a Cavaco só podia fazer melhor.
      Mas, e espero que assim seja, Marcelo tem um lado afectivo, humano, que mais ajudará a acentuar diferenças.
      Abçs

      Eliminar