29 de março de 2016

Orçamento de Estado promulgado


Marcelo Rebelo de Sousa parece querer marcar um novo tempo, e um novíssimo estilo, no exercício das funções de Presidente da República.
A energia que sempre lhe foi reconhecida está a reflectir-se muito positivamente na mais alta magistratura do Estado que tão maltratada tinha sido recentemente.
Sensível a uma nova realidade interna, procurando a estabilidade política que seja o fundamento necessário à estabilidade e crescimento económicos, o Presidente da República promulgou em tempo recorde o Orçamento de Estado para o ano de 2016.
E foi muito claro quando, de improviso, explicou o porquê desta decisão - depois de longas negociações, a nível interno, e a nível europeu, depois da aprovação do documento na Assembleia da República, só questões de (in)constitucionalidade poderiam obstar à aprovação imediata daquele que será o instrumento fundamental de estabilidade política e económica em qualquer democracia.
Defensor que é desse cenário de estabilidade e previsibilidade, Marcelo Rebelo de Sousa fez o que lhe competia enquanto garante máximo do regular funcionamento das instituições democráticas - promulgar o Orçamento, deixar que o Executivo governe, que o país possa respirar e, todos ansiamos que assim seja, crescer.
Alcançado o necessário consenso, a nível interno e externo, para quê perder mais tempo?
Se é um bom ou mau Orçamento, se é bem ou mal executado, serão juízos para fazer mais tarde e para serem feitos nas urnas e não no Palácio de Belém. 

21 comentários:

  1. O "homem" marca mesmo uma viragem no tempo só é pena aquele cenário de fundo.
    Um abraço e uma óptima Terça-Feira.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O novo PR quem marcar um estilo profundamente informal, Francisco.
      Até o cenário escolhido (o gabinete de trabalho) é um sinal evidente dessa postura.
      Energético, frenético, muito inteligente e culto, mais sensato (o tempo, esse grande escultor...) acredito que Marcelo Rebelo de Sousa fará um excelente mandato.
      Portugal precisava de um PR assim neste momento da sua vida política.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  2. Respostas
    1. Atenção que não estou a fazer uma apreciação ao Orçamento, Ricardo.
      Não conheço o documento em detalhe para o poder apreciar.
      Estou só a comentar a actuação do PR.
      Típica de Marcelo Rebelo de Sousa estava capaz de afirmar.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Isso mesmo, Pedro, típica de MRS.

      Aquele abraço.

      Eliminar
  3. O tio Marcelo está a marcar bem a diferença com o anterior PR. E, para já, leva uma grande vantagem... :)

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A noite (triste) e o dia (alegre), Teté
      Não esperava outra coisa de Marcelo Rebelo de Sousa.
      Beijocas

      Eliminar
  4. Marcelo fez o que qualquer presidente no pleno uso das suas faculdades faria.
    Promulgou está promulgado.
    Tem a palavra Costa. É exigível que os episódios seguintes sejam de boa qualidade.

    Um abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O PR tem que dar condições a quem governa para governar, António.
      Coisa que no passado não aconteceu com outros PR.
      A boa ou má governação será depois decidida pelo povo nas urnas.
      Estou particularmente confortável com esta posição porque toda a gente sabe que não concordei com esta solução governativa.
      Mas agora está aí, com apoio parlamentar, tem que ter condições para governar e mostrar que é capaz.
      Depois, a seu tempo, virá o juízo do povo nas urnas.
      Para já, e não só pelo Orçamento, chapelada para o PR!
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. Eu só sei que gosto dele e votei nele. Mas estou sempre a tempo de apanhar uma desilusão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deposito grandes esperanças na actuação de Marcelo Rebelo de Sousa como PR, Diana Fonseca.
      Não acredito que venha a desiludir.
      Pelo contrário, acredito que venha a conquistar muita gente que não votou nele.

      Eliminar
  6. Tomara que seja um bom orçamento e que este seu mandato seja um sucesso. Aqui a cosa ta feia, não vejo solução.
    Apesar de que devemos ter fé e apostar no melhor.
    Tenha uma ótima semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Brasil está a viver um momento político muito conturbado, Anajá.
      Espero sinceramente que a situação actual seja ultrapassada rapidamente.
      Talvez devolvendo a palavra ao povo e deixando que este diga o que quer...
      Tenha uma óptima semana também

      Eliminar
  7. O tempo o dirá... mas espero que tudo corra pelo melhor.

    Um beijinho, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tenho esperança que seja assim, Miss Smile.
      Beijinhos

      Eliminar
  8. Absolutamente, Pedro. Precisamos de alguma acalmia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já não interessa se concordamos ou não com a solução governativa encontrada.
      Está aí, é uma realidade.
      E o PR tem que lhe dar condições de mostrar que é capaz de governar bem.
      O julgamento virá depois, luisa.

      Eliminar
  9. Hoje sou eu a pedir-lhe para assinar por baixo. Posso?
    Abraço e boa semana

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com todo o gosto, Carlos.
      Aquele abraço, boa semana

      Eliminar
  10. Também posso pedir para assinar por baixo?
    =)

    Bjnhs

    ResponderEliminar