15 de abril de 2015

CARTA DE PINA MANIQUE AO DUQUE DE CADAVAL


Carta existente na Biblioteca Nacional de Lisboa

Cópia autêntica da carta existente na Biblioteca Nacional de Lisboa redigida por Pina Manique, Corregedor de Santarém (e futuro Intendente de Polícia do Marquês de Pombal), ao Duque de Cadaval, Corregedor-Mor da Justiça do Reino.

"Exmo. Sr. Duque de Cadaval:

Se meu nascimento, embora humilde, mas tão digno e honrado como o da mais alta nobreza, me coloca em circunstância de V. Excia. me tratar por TU,
- Caguei para mim que nada valho.

Se o alto cargo que exerço, de Corregedor da Justiça do Reino em Santarém, permite a V. Excia., Corregedor Mor da Justiça do Reino, tratar-me acintosamente por TU,
- Caguei para o cargo.

Mas, se nem uma nem outra coisa consentem semelhante linguagem, peço a V. Excia. Que·me informe com brevidade sobre estas particularidades, pois quero saber ao certo se
- devo ou não Cagar para V. Excia.

Santarém, 22 de Outubro de 1795

PINA MANIQUE
Corregedor de Santarém "

13 comentários:

  1. Pina Manique! Há muito que não pronunciava (como o fiz agora) este nome. Provavelmente, desde os bancos da escola elementar ou secundária. : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Miguel Esteves Cardoso qualificava esta mania de tratar todos por tu como "tutear", Catarina.
      Confesso que também me faz impressão que pessoas com as quais temos muito pouca confiança nos tratem por tu e queriam ser tratadas por tu.

      Eliminar
  2. Que escreve assim não é gago :)
    Também me faz alguma impressão que me comecem logo a "tutear" sem os "preliminares" necessários.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miss Smile,
      Por defeito, ou feitio, não trato por tu pessoas com as quais tenho pouca confiança, pouca convivência.
      E esse "tutear" tão frequente faz-me impressão.

      Eliminar
  3. Olá, Pedro!

    Li esta carta, qdo tinha uns 19/20 anos, pke precisei dela para um trabalho na faculdade. Creio que, na altura, não a entendi, socialmente, e não percebi a carga política, k ela contém, mas os meus 19/20 anos eram só e mesmo 19/20 anos. Só Maria, Nossa Senhora estava mais virgem, em todos os aspetos, que eu. Hoje, há uns tempinhos, com o eu a entendo...!!!

    Abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A vida vai-nos ensinando coisas novas todos os dias, CÉU.
      A carta é um humor seco, terrível.
      Quantas vezes ao longo dos anos não nos apareceu uma qualquer criatura a tratar-nos abusivamente por tu??
      Abraço

      Eliminar
    2. Mais que verdade, Pedro!
      Exatamente, assim, e eu tenho tanta dificuldade em tratar por tu as pessoas que não conheço, que não fazem parte das minhas relações afetivas. O tratar por TU, para mim, implica conhecimento, banco de escola, brincar às casinhas, "intimidade".
      Na blogosfera, tenho tido alguns "incidentes", nesse aspeto, porque eu não consigo "dançar", conforme a "musica".

      Fique bem!

      Eliminar
  4. ~ ~
    Apesar de ter sido o mentor da criação do colégio D Maria Pia,
    não me é nada simpático pela perseguição que fez ao Bocage.

    Consta que o intendente era um homenzinho ridículo, prepotente,
    vingativo e desprezível.

    ~~~~Bj~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas lá que tinha um sentido de humor apurado, lá isso tinha, Majo
      Beijinhos

      Eliminar
  5. Naquele tempo as pessoas não se preocupavam em ser politicamente correctas. E ainda bem!

    ResponderEliminar
  6. Naquele tempo as pessoas não se preocupavam em ser politicamente correctas. E ainda bem!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas o "tutear" também é um bocado abusivo, Carlos.
      Nem 8 nem 80 ....

      Eliminar