25 de setembro de 2014

Liberdade (de movimentos) cerceada


Na próxima semana (1 de Outubro) completo dezanove anos de permanência em Macau, a terra que adoptei como lar para mim e para a minha família.
Há dezanove anos, no dia em que aqui cheguei, depois de repousar um pouco e de tomar um duche retemperador, fui passear com amigos, conhecer Macau.
E foi amor à primeira vista.
A cidade era bonita, arejada, tinha vida, podíamos passear na rua em segurança e com espaço.
Dezanove anos depois, fiquei ontem a saber oficialmente aquilo que já todos sentimos no dia-a-dia - nos dias da Semana Dourada não vou poder usufruir da cidade que é também minha.
Porque nesses dias se prevê que a cidade seja invadida por cerca de um milhão e meio de visitantes, que ficarão limitados nos seus movimentos por barreiras artificiais para evitar que se portem (muito) mal. 
Não tendo programada uma saída de Macau nesses dias (há qualquer coisa de perverso numa cidade que expulsa os seus residentes) ficarei também eu limitado nos meus movimentos, obrigado a procurar os locais que os visitantes não procuram ou a ficar enclausurado em casa.
No meio desta esquizofrenia, já a roçar a demência, é quase ofensivo ouvir falar na necessidade de se efectuarem mais estudos para perceber o óbvio - é demasiada gente para uma cidade com a dimensão e as infra-estruturas de que Macau dispõe!
Estudar o quê?!

14 comentários:

  1. Medo... A solução é saltar fora, Pedro! Não vai conseguir andar em lado nenhum.
    Continuo sem conseguir comentar como Mor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou mesmo andar entre casa, ginásio, piscina.
      Porque já sei que vai ser infernal procurar vir à rua.
      E ir para Hong Kong vai dar no mesmo.
      Como não marquei nenhuma viagem para fora de Macau, vou andar nesta trilogia estes dias.

      Há qualquer incompatibilidade entre os nossos computadores.
      Sempre que comento no blogue, o comentário fica.
      Mas eu recebo uma mensagem no Yahoo, quase em simultâneo, a indicar que o comentário foi rejeitado.
      E não é só no seu blogue que isso acontece.
      Há mais dois ou três assim.
      Mistério.......

      Eliminar
  2. Pedro, você pergunta "estudar o quê?!" e eu respondo dizendo estudar o óbvio.
    A cretinice é um mal transversal a todas as civilizações estejam elas a Oriente ou a Ocidente.
    O seu "programa" para passar os dias parece muito bom.
    Aquele abraço, meu caro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O programa podia ser pior, Ricardo.
      Mas também podia ser melhor.
      O que me chateia é ser obrigado a seguir este, não ter alternativa.
      Aquele abraço

      Eliminar
  3. Semana dourada?!
    Não sei do que se trata. Será a invasão do império romano pelos hunos?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A Semana Dourada é o período de férias dos chineses, o período em que se assiste a grandes migrações dentro da China (regressam das grandes cidades às suas terras natais) e para fora do Pais (aqueles que o podem fazer)
      E coincide com a celebração da implantação da RPC (1 de Outubro) prolongando-se pelos dias seguintes.
      Na próxima semana, quarta e quinta são feriados, sexta há tolerância de ponto.
      E muita gente nas ruas e nos principais pontos turísticos.

      Eliminar
  4. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    De 1977 a 2002 residi na cidade de Guarujá, que fica no litoral paulista.
    Isto posto, sei bem o que relata, porque a cidade citada, com aproximadamente 150.000 habitantes - na temporada de verão - é invadida por mais de 1.000.000 de turistas...
    Caloroso abraço! Saudações solidárias!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Um ser vivente em busca do conhecimento e do bem viver sem véus!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o tamanho de Macau, e com as infra-estruturas de que dispõe, este número é mesmo de loucos, Amigo João Paulo de Oliveira.
      A loucura do dinheiro fácil e rápido, nada mais.
      Grande abraço

      Eliminar
  5. O que vale é que é somente uma "Semana Dourada", se calhar a tender para duas, até tudo voltar à normalidade.
    Vou publicar no dia 3-10-2014 algo que vais gostar e não é anedota. É algo relacionado com a música !

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vou estar atento porque dia 3 é dia de tolerância de ponto.
      Mas venho cá espreitar, Ricardo.

      Eliminar
  6. Aproveita essa loucura e vai passear em alum lugar tranquilo. Por que os turista vem com tudo, ele acham que pode infernizar a vida dos moradores.
    Tenha uma ótima sexta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anajá,
      O meu erro foi não ter programado uma saída para estes dias.
      Agora é tarde :(
      Casa, piscina, ginásio.
      Andarei por estes três locais.
      Tenha uma óptima sexta também

      Eliminar
  7. Por cá, é mais a liberdade de pensamento que está a ser cerceada por um PM que julga que os portugueses são todos burros ou ingénuos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Com o despacho da PGR, agora tem que se explicar, Carlos

      Eliminar