21 de novembro de 2013

As verdadeiras LAG


Em bom rigor, as Linhas de Acção Governativa (LAG) para 2014 começam a ser apresentadas hoje com a presença da Secretária para Administração e Justiça na Assembleia Legislativa.
A vacuidade do discurso do Chefe do Executivo; o constante adiamento de respostas concretas para perguntas e problemas concretos; o empurrar dessas respostas para os Secretários das diversas tutelas; faz com que, de facto, as LAG comecem a ser apresentadas e discutidas hoje.
Esperemos então que, a partir de hoje, se perceba o que pretende o Governo fazer, não só no próximo ano mas num horizonte temporal mais alargado.
Há alguma visão para o que deverá ser o futuro de Macau, ou vamos outra vez ouvir à saciedade a expressão talentos?
Há soluções para os muitos problemas que afectam a cidade, ou vamos esperar que apareçam os tais talentos para que possam ser resolvidos?
Com Edmund Ho habituámo-nos a ver o Chefe do Executivo brilhar e os Secretários ficar algo na sombra.
Depois de tão displicente performance como aquela que Chui Sai On protagonizou na suposta apresentação das LAG, os Secretários estão obrigados a brilhar mais que o Chefe do Executivo.
Algo que, convenhamos, nem será nada complicado de conseguir.

11 comentários:

  1. Precisamos estar atentos às decisões políticas e cobrar.

    Boa noite!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carla Fernanda,
      Só se os Secretários disserem algo de concreto é que podemos cobrar.
      O Chefe do Executivo não disse nada!

      Aqui são 10.20 da manhã :))

      Eliminar
    2. Aqui estamos um pouco na mesma; Paulo Portas(Vice-Primeiro ministro, após a decisão irrevogável de se demitir) apresentou como Guião pa a Reforma de Estado um papelucho que se fosse trabalho universitário teria negativa, até pelas Fontes,

      Espantosamente, Passos anteriormente dissera que a dita Reforma estava a ser já feita!

      E esta bando pode fazer tudo quanto lhe passar pelo bestunto, porque sabem perfeitamente que para o reformado que ocupa Belém um país normal é o que tem eleições só de quatro em quatro anos.Pode ser destruído pelo meio, mas isso não importa nada.

      Hoje estou particularmente indignada : recevi a folha de Novembro e sinto-me totalmente desrespeitada e roubda !!

      Tudo de bom, Pedro

      Eliminar
    3. Paulo Portas, vítima da sua própria ambição, recebeu um presente envenenado de Passos Coelho - " fica para ti aquilo que ninguém quer"
      O problema é que, no meio destas lutas palacianas, as pessoas estão a passar um mau bocado.
      Se eu recebesse o meu salário/pensão com esses descontos acho que ainda era mais bruto, São.

      Ouvir Mário Soares dizer o que disse, também me tira do sério
      Porque é que ninguém pergunta ao senhor quantas reformas acumula, qual o valor, e, especialmente, quanto lhe cortaram da Fundação Mario Soares?
      Isso sim é que indigna esse senhor.

      Essa gentalha toda já me mete nojo, São

      Eliminar
    4. Compreendo-o perfeitamente.

      E , agora, para enfeitar ainda mais o ramalhete aparece um outro partido...de Esquerda!

      Anda tudo em delírio, acho eu

      Eliminar
  2. Olá, Pedro!

    Ai, li o texto, mas não me apetece falar de performances políticas, e além do mais não conheço a situação.

    Venho, apenas, DEVANEAR A ORIENTE, e agradecer o devaneio/visita a ocidente, no extremo sudoeste da Europa, mais propriamente.

    Resto de boa semana.

    Beijinho da Luz.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Compreendo perfeitamente, Luz.
      Resto de boa semana para si também

      Eliminar
  3. Aqui todos falam e só dizem disparates!

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas estes tontos por aqui, no pouco que falam, acham que dizem o quê, Rosa dos Ventos?!
      Deprimente!

      Eliminar
  4. Ó Pedro, estava a falar de Macau ou de Portugal?!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Macau, Graça, Macau.
      Que pobreza franciscana :(((

      Eliminar