3 de abril de 2019

Ainda os táxis em Macau


Ao consultar as estatísticas divulgadas pela Direcção de Serviços dos Assuntos Tráfego não posso deixar de pensar que não andamos em sintonia.
Aumentos nas infracções autuadas e no montante das multas liquidadas não são uma boa notícia.
Pelo contrário, na sociedade harmoniosa que tanto publicamente se apregoa, as infracções seriam zero ou próximo disso.
Se as estatísticas reflectem um aumento de infracções, de autuações e de multas liquidadas, isso significa que o trabalho de sensibilização, a formação, está longe de resultar.
E que o efeito de dissuasão da prática de infracções através da aplicação de multas também não é o caminho.
A Matemática também tem lógicas muito próprias.
Uma delas é que o aumento, o mais, só é positivo em algumas situações e em algumas áreas da vida.
Noutras é precisamente o oposto.
Enquanto não houver vontade e coragem para aplicar medidas sancionatórias verdadeiramente dissuasoras da prática de infracções a um bando de meliantes com carteira de taxista vamos andar aqui todos a mostrar estatísticas que reflectem um mau trabalho como se fossem uma demonstração de sucesso no trabalho realizado.
Para terminar só uma pergunta – conseguem adivinhar quem é que vai pagar indirectamente essas multas?

22 comentários:

  1. Presumo que sejam os contribuintes que vao pagar essas multas!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Serão os clientes que são indecentemente roubados, Sami

      Eliminar
    2. É verdade amigo Pedro o cliente como não tem hipótese de fuga é quem paga tudo.
      Um abraço e boa semana.

      Eliminar
    3. Não tenho a menor dúvida disso, Francisco.
      Aquele abraço

      Eliminar
  2. Infelizmente o cliente é que paga...




    Isabel Sá
    Brilhos da Moda

    ResponderEliminar
  3. Que vai pagar? É o povo, " o pobre" do costume :))

    Hoje:- O mar tem alma, tem aroma e tranquilidade.

    Bjos
    Votos de uma óptima Quarta - Feira

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os desgraçados que entrarem nos táxis e que vão ser esmifrados até ao tutano, Larissa Santos.
      Bjs

      Eliminar
  4. Pergunta muito pertinente.
    Alguém saberá a resposta????????????????????

    Continuação de boa semana.
    Beijinhos
    MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É mais fácil perguntar quem não sabe, Mariazita.
      Beijinhos

      Eliminar
  5. O zé povinho paga- Mas paga o justo pelo pecador!

    *
    Primavera agreste ...
    Beijo e uma excelente tarde...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quem apanhar os táxis vai pagar a factura, Cidália Ferreira.
      Beijo

      Eliminar
  6. Ohhh pois é, pagam os clientes!
    Mas fiquem atentos ao taxímetro :)

    Beijinhos Pedro!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Taxímetro?
      Combina-se o preço ANTES de o cliente entrar, mz.
      Beijinhos

      Eliminar
  7. Creio que se essas multas fossem averbadas na "carteira profissional" e tivessem efeitos de outra ordem para além do pagamento, os taxistas teriam muito mais cuidado e o problema seria resolvido.
    Assim, claro, o cliente, em cada viagem irá "contribuir" indirectamente e as multas deixam de ter efeitos !

    Abraço, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A solução até é simples, não é?
      Basta haver vontade e força para a implementar.
      Até lá vamos brincar às multas, Rui.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Quem vai pagar é o cliente, como sempre
    Abraço

    Kique

    Hoje em Caminhos Percorridos - Preso por tráfico

    ResponderEliminar
  9. it is not surprising at all for us to know that governments and all such bureaus leave no chance to rob their people anyhow

    ResponderEliminar