26 de novembro de 2015

Ramalho Eanes recebe Prémio Internacional da Paz Gusi 2015



Passou quase despercebida a entrega ontem a Ramalho Eanes daquele que é conhecido como "Prémio Nobel da Ásia".
O Prémio Internacional da Paz Gusi, atribuído pela Fundação Gusi Peace Prize International, assim designado em homenagem ao capitão Gusi, combatente na II Guerra Mundial, líder político e defensor dos direitos humanos nas Filipinas, distingue personalidades que, pela sua obra e vivência, tenham deixado uma marca indelével na defesa dos valores humanistas e na defesa dos direitos humanos no Mundo.
Entregue a António Ramalho Eanes como público reconhecimento da sua dimensão e estrutura morais, acção política e social, justamente quarenta anos depois de Eanes ter sido fundamental no combate à tentativa de tomada do poder por forças de extrema esquerda em Portugal, facto que foi aliás referido na ocasião e que muito sensibilizou o laureado, passou um pouco ao lado do espaço noticioso em Portugal por estes dias quase exclusivamente ocupado por ministros e ministeriáveis. 
Ministros e ministeriáveis que fariam bem se olhassem para Ramalho Eanes e procurassem emular a sua postura moral, cívica e política. 
Quarenta anos depois, uma homenagem internacional que Ramalho Eanes não solicitou, que humildemente recebeu, que inteiramente mereceu e que Portugal quase ignorou. 


44 comentários:

  1. Ramalho Eanes foi a pessoa mais integra que passou pela política portuguesa. E isso não agrada aos corruptos.
    Um abraço.

    À margem: desta vez acertou. Algum dia tinha de ser. Rsrsrs

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A atribuição deste galardão foi noticiada aí em Portugal, Elvira Carvalho??
      Não me apercebi.
      Um Senhor!!

      Alguma vez tinha que acertar, não é?? :)))

      Um abraço

      Eliminar
    2. Que eu tenha dado por isso não. Mas o jornal da noite não vi todo. Havia futebol e o homem cá da casa gosta de futebol
      Nas nos intercalares da tarde não falaram em nada.

      Eliminar
    3. Precisamente a ideia que eu tinha, Elvira Carvalho - Quem é ministro, quem vai ser, o Porto está fora, o Benfica está dentro e o Sporting joga hoje.
      O resto que se lixe!

      Eliminar
    4. Lamentavelmente a nossa comunicação social, numa altura em que há de tudo, cabo, net e mais não sei o quê, não fez uma única referência a este prémio. O que no fundo só prova o que eu digo sobre a nossa informação, é má e andamos mal informados.

      Eliminar
    5. Nem é preciso acrescentar mais nada, pois não, Paulo Lisboa?? :((

      Eliminar
  2. Como estou em greve noticiosa televisiva não sei se deu, mas as notícias que li por aqui, não vi nada referido sobre o assunto.

    Foi e é um homem íntegro, embora em nada mude a minha opinião que é só minha,ou seja, para mim o melhor presidente da república foi Jorge Sampaio.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jorge Sampaio não era bem o que parecia, Fatyly.
      O que ele fez a Rocha Vieira, e que afectou, e de que maneira!!!, a imagem de Portugal em Macau logo após Dezembro de 1999, só tem uma qualificativo - pulhice.
      Só quando Rocha Vieira o desmentiu muitos anos depois, em livro, é que ele e o anterior Chefe do Executivo de Macau tiveram de dizer que não era bem verdade o que tinham dito antes.
      Não, não era verdade, era grossa mentira!!!
      O que os portugueses aqui residentes tiveram que ouvir por causa desse comportamento de Jorge Sampaio face à Fundação Jorge Álvares, e antes disso aos obstáculos que criou à governação de Rocha Vieira, nem lhe passa pela cabeça.
      Como Soares, muito bons actores.
      Só isso, Fatyly.

      Eanes é de outra estirpe.
      Por isso teve uma relação tão tumultuosa com Soares.

      Não me apercebi de ter sido dada atenção a esta distinção aí em Portugal.
      Umas notícias simples, algumas já dos tempos em que foi anunciada a atribuição do galardão, foi isso que encontrei.

      Eliminar
  3. Inteiramente merecido esta distinção e completamente silenciada pela comunicação social, porquê?
    Um abraço e continuação de uma boa semana.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque estão distraídos com outras coisas, Francisco.
      A comunicação social em língua portuguesa aqui em Macau deu destaque a esta distinção, teve enviados especiais em Manila, entrevistaram Eanes que está muito ligado a Macau.
      Em Portugal esqueceram-no.
      Aquele abraço

      Eliminar
  4. Realmente poucos souberam desta entrega a Ramalho Eanes pois anda tudo muito ocupado de como será a melhor maneira de atirar de vez o país para o charco lamacento. É triste que se percam os nossos valores e as preocupações sejam tão diversas mas sempre no campo do negativo e da corrupção. Obrigada pela partilha

    Bjgrande do Lago

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O que devia ser um orgulho para o país passou completamente despercebido GarcaReal.
      Há algo de muito estranho nisso, convenhamos.

      Eliminar
  5. Muito merecido! É um cidadão e um ser humano fantástico.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um Senhor, Maria do Mundo.
      Um exemplo moral e civicamente.

      Eliminar
  6. Numa palavra: Um SENHOR.

    Pedro, já há poucos por cá.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E veja o destaque a sempre atenta comunicação social portuguesa deu ao facto, Ricardo.
      Que pobreza!!
      Aquele abraço

      Eliminar
  7. Homenagem merecida. A figura de Ramalho Eanes é incontornável.
    Lamenta-se que a comunicação social portuguesa não tenha dedicado um minuto, uma linha, uma palavra, a este acontecimento.
    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é se explica um comportamento desses por parte da comunicação social portuguesa, António??
      Que tristeza que se tenham esquecido deste Senhor, António!
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Subscrevo. Um exemplo a seguir e uma prática a aplicar por todos, em especial pelos políticos da atualidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eanes é caso único, Corvo Negro.
      As atitudes que tem tido são exemplares.

      Eliminar
  9. E não é quase sempre assim?
    A comunicação social agarra muito os mesmos. Põe sempre de parte, até serem moda. Dou como exemplo a Telma Monteiro (judo). Não lhe davam destaque, mas depois de umas tantas medalhas de ouro, agora é sempre notícia, seja qual for a cor da medalha. Nada contra os seus méritos, ao contrário. Apenas serve como referência para a forma como os grande media se comportam. A alguns dão estatuto de estrela, outros relegam.

    Não conheço bem os feitos deste senhor, mas nos últimos anos tem sobressaido pelas razões que bem apontaste. Quanto à postura, essa, parece ser serena e humilde.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eanes foi a figura do 25 de Novembro de 1975, Portuguesinha.
      Como PR foi um homem duro, austero, justo.
      Como é na vida.
      Recusou as prebendas que são atribuídas aos ex-PR, recusou a passagem a Marechal, homenagens sem sentido que lhe quiseram fazer.
      Tem um sentido de missão que provém da sua formação castrense mas que é simplesmente exemplar.

      Eliminar
    2. Um homem público que consegue reunir esse tipo de admiração, é já de si admirável. Ele deve ter os seus méritos. Eu apenas não conheço o suficiente do seu percurso político, principalmente pós-presidência para dizer que conheço todos os feitos da figura.

      Claro que sei que dirigiu os militares no golpe de Estado em Novembro de 75. Mal de mim se não soubesse um pouquinho... Já privei com ele, há uns bons anos, de forma fugaz. Parece-me ser um homem com visão, sério, autoritário, mas que dispensa algumas das hipocrisias que por aí andam.

      Eu cá também não gostaria de receber tratos de herói quando se é apenas uma peça em algo que era necessário fazer.

      Eliminar
    3. Infelizmente é um exemplo não seguido, Portuguesinha.

      Eliminar
  10. ~~~
    ~ Gostei muito de tomar conhecimento.

    ~ É verdade que Portugal não tem sabido dar a Ramalho Eanes
    as homenagens que merece, não só por ser um excelente militar,
    como, principalmente, pelo seu excelente carácter, coisa que os
    políticos não valorizam.

    ~ Suspeito que é pelo seu berço humilde...
    ~ Entretanto, nos países desenvolvidos, são valorizados
    os «self maid men»

    ~~~ Beijinhos. ~~~
    ~~~~~~~~~~~~~~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      Eanes é humilde por natureza, por formação.
      Foi-o mais uma vez nesta cerimónia.
      Discursou em português, pediu ao embaixador de Portugal em Jakarta e Manila para discursar em inglês mas não fazer referência aos 40 anos do 25 de Novembro.
      O embaixador fintou-o, fez referência ao facto e deixou-o algo emocionado.
      Beijinhos

      Eliminar
  11. Fico contente por ter recebido um prémio internacional e triste porque padre António Vieira continua actual quanto ao não reconhecimento de Portugal acerca do valor de seus e suas naturais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Precisamente 40 anos depois do 25 de Novembro, São.
      E, mesmo assim, passa ao lado da comunicação social portuguesa.

      Eliminar
  12. Não tive conhecimento!
    Descuido da comunicação Social ou não, não acredito, diria que é propositadamente!

    Um beijinho Pedro.

    Adélia

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não será propositado, Adélia.
      É mesmo incompetência e inclinação para o sensacionalismo.
      Beijinhos e gostei muito de a ver regressada

      Eliminar
  13. O amigo tem razão, foi completamente ignorado aqui em Portugal.
    Mas que Ramalho Eanes o merece, sem dúvida.
    Tive a sorte de trabalhar com o srº. General aquando da existência
    do PRD e jamais esquecerei esse período da m/vida.
    É um homem muito íntegro.
    Abraço para si
    Irene Alves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O PRD foi um erro estratégico, Irene Alves.
      Que o próprio Eanes já reconheceu.

      De uma integridade e humildade exemplares.
      Sabia que ele esteve aqui em Macau enquanto militar?
      A imagem dele por aqui é excelente.
      Mesmo junto dos chineses.
      Negociador duro, homem justo, de convicções.
      Como diz o Ricardo, já há poucos.
      Um abraço

      Eliminar
  14. A integridade é coisa rara nos nossos dias.

    Gostei de saber.

    É verdade por aqui as noticias não dão novas com importância.

    Saudades do Oriente.

    Beijo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pérola,
      O espaço noticioso em Portugal está ocupado pelas mesmas caras e pelos mesmos acontecimentos ad nauseam.
      Tristeza!!

      Também viveu aqui no Oriente?
      Ou só visitou?

      Eanes esteve aqui estacionado em Macau enquanto militar.
      E, como era de esperar, deixou muito boa imagem.

      Beijo

      Eliminar
  15. Fico a saber por este meio! Aqui não se falou desse importante tributo. Que vergonha de jornalismo temos por cá! De jornalismo e não só! Shame!!

    Gostei de saber. Obrigada.

    Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu tenho andado um pouco afastado dos acontecimentos a nível nacional, Graça.
      Porque vejo e ouço coisas que me arrepiam.

      Estes acontecimentos, em que a imagem do país é enaltecida, passam para segundo plano.
      Não dá para perceber.

      Beijinhos

      Eliminar
  16. Não ouvi falar desse acontecimento nos meios de comunicação daqui.
    MAIS QUE MERECIDO, DIGA-SE!
    Parabéns, Sr. General Ramalho Eanes!

    Pedro, agradeço-lhe por nos ir dando notícias deste ou de outro teor, mas decerto mto importantes para quem é Português.

    Boa sexta e bom fim de semana.

    Beijos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sr. General que só não é Marechal porque recusou, CÉU.
      Achou que não merecia e que "havia outros camaradas que mereciam muito mais o posto do que ele" (sic).
      Uma honra para Portugal que Portugal ignorou.
      Bfds
      Beijos

      Eliminar
  17. Não me apercebi.:(
    Penso que todos nos deviamos orgulhar com a atribuição dessa distinção a Ramalho Eanes, um dos melhores Presidente da República que tivemos.
    Anda tudo demasiadamente ocupado a falar do mesmo, conversas que levam à náusea. "Esquecem" que existe mais mundo para além deste, onde acontecem coisas realmente importantes e dignas de ser noticiadas.

    Beijinho, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Onde é que eu assino o seu comentário, GL??
      A tomada de posse do novo Governo ontem, com o PR e o PM a agredirem-se verbalmente de forma muito educada é uma óptima imagem do que vai sendo a loucura vigente em Portugal por estes dias.
      Beijinhos

      Eliminar
  18. Coimbramigo

    Já to disse pelo meu novo imeile: justíssimo prémio! E foste tu que mo deste a conhecer; muito obrigado.

    Depois de tamanha ausência vê lá (e vejam os leitores e os comentadores meus Amigos) o que me aconteceu




    Chegados de 12 excelentes dias na Roménia em casa de uns nossos Amigos, venho encontrar o problema que desde há quase dois meses me apoquenta. Como me mereces a maior Amizade, consideração e estima, passo a explicar a situação (com os pormenores possíveis…) inexplicável. Incrível mas, infelizmente, muito aborrecida

    1) O Google, sem qualquer aviso, muito menos explicação, REMOVEU todos os meus blogues: primeiro, “A Minha Travessa do Ferreira” (perdi 13 anos de trabalho, textos, gravuras e listas de blogues que seguia bem como a dos meus seguidores), depois “A Nova Travessa do Ferreira” e até o “Pulhítica ou Política”
    2) Também perdi os imeiles que tinha: hantferreira@gmail.com e henrique7654321@gmail.com, que igualmente procurei mas também sem resultados;
    3) Mas como sabes sou persistente (isto é teimoso como um burro de quatro patas) decidi passar para o SAPO.PT – onde agora estou, esperando que aqui possa ficar… Nunca se sabe, mas continuarei a atacar aqueles que – para mim – o merecem: o findado (des)Governo, o Asno de Belém et aliud
    4) Talvez tenha sido o motivo do "misterioso" desaparecimento… Estes “senhores” (???) são capazes de tudo…
    5) Informo que a partir de agora, o meu novo imeile é henrique20091941@sapo.pt e o blogue é www.atravessadoferreira.blogs.sapo.pt Agradeço que tomes em conta esta informação. E estou muito feliz “A Travessa do Ferreira” já abriu as portas; ainda não está completa, mas já se podem fazer comentários nela…E já chegaram, até o teu… E o novo imeile já funciona, como também sabes.Espero e desejo que todas/os as/os que me acompanhavam e comentavam voltem!!!<
    6) É necessário teres em conta que Roma e Pavia não se fizeram num dia… Ainda estou a reorganizar a minha cabeça, a adaptar-me ao SAPO (com imensas dificuldades). Por isso peço a quem usar igualmente o SAPO que se me dirija para me AJUDAR. Antecipadamente, muito obrigado.
    7) Portanto, peço-te que aguardes com a necessária PACIÊNCIA pois, apenas te dou um exemplo do que me aconteceu: perdi mais de 1.300 endereços – dos quais já consegui recuperar, com a colaboração de gente amiga cerca de 850... Também te peço para avisar as/os que o faziam para me enviar quer os endereços de imeile, bem como os respectivos blogues.
    Já vai longo este imeile, mas tinha de vos comunicar este desastroso assunto. Igualmente endereço a todas/os o meu muito obrigado.

    ########

    Entretanto, não posso deixar de exarar o meu repúdio pelas tragédias miseravelmente perpetradas por parte do auto proclamado Estado Islâmico ou o famigerado Daesh; todos temos o dever de o combater, embora corramos o risco de criar novos “mártires” em nome de Alá! A bomba no avião russo, os ataques em Paris; o assalto ao hotel no Mali e muitas e muitas atrocidades não podem ficar impunes!

    Qjs do Henrique, o Leãozão indomável

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andaste aí num virote, FerreirAmigo.
      Agora está tudo mais calmo.
      Eanes teve a companhia de uns amigos aqui de Macau, da comunicação social de Macau, que foram dar-lhe um abraço a Manila 40 anos depois do 25 de Novembro.
      Aquele abraço

      Eliminar
  19. Este prémio é inteiramente merecido e só peca por ser tardio. É preciso não esquecer que Portugal deve muito a este homem. Se vivemos em democracia a ele e a Jaime Neves o devemos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem de propósito, e não foi de propósito, o prémio foi atribuído no dia 25 de Novembro, Paulo Lisboa

      Eliminar