13 de fevereiro de 2015

Um ministro português e um ministro angolano


Um ministro Português recebeu, em Lisboa, um ministro Angolano.
Simpático, o ministro português convidou o outro a ir lá a casa.
O ministro angolano foi e ficou espantado com a bela vivenda. Em bairro chiquérrimo e com piscina.
Com a informalidade dos luandenses pôs-se a fazer perguntas.
- " Com um ordenado que não chega a três mil euros limpos, como é que o meu amigo conseguiu tudo isto? Não me diga que era rico antes de ir para o Governo?"
O ministro português sorriu, disse que não, antes não era rico. E em jeito de quem quer dar explicações, convidou o outro a ir até à janela.
- " Está a ver aquela auto-estrada?"
- " Sim", respondeu o angolano.
- " Pois ela foi adjudicada por 100 milhões. Mas, na verdade, só custou 90 milhões" - disse o português, piscando o olho.
Semanas depois, o ministro português foi de viagem a Luanda. O angolano quis retribuir a simpatia e convidou-o a ir lá a casa. Era um palácio, com varandas viradas para o pôr-do-Sol no Mussulo, jardins japoneses e piscinas em cascata.
O português nem queria acreditar, gaguejou perguntas sobre como era possível um homem público ter uma mansão daquelas.
O angolano levou-o à janela.
- " Está a ver aquela auto-estrada?"
- " Não..."
- " Nem eu..."

12 comentários:

  1. Respostas
    1. Uma auto-estrada invisível, luisa
      Há muitas assim :)))

      Eliminar
  2. ~ ~ Eheheheheh!... ...
    ~ ~ ~ Muto boa! ~ ~ ~

    ~ ~ Não se fazia nada em Portugal sem tremendas "derrapagens"...


    ~ ~ ~ Beijinho com votos de dias muito felizes e carinhosos. ~ ~ ~
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A derrapagem é uma instituição que deixámos aqui em Macau.
      Nos prazos, nos custos, nas avaliações.....derrapa que até me impressão!
      Beijinhos

      Eliminar
  3. Ainda me estava a rir da anterior, quando acabei de ler esta. Imagina o estado em que me deixou, Pedro?
    Bem, mas o angolano fez mais ou menos como os submarinos e os Pandur do Portas. Toda a gente fala deles, mas nunca ninguém os viu!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As famosas aquisições invisiveis, Carlos
      Também há disso por estas bandas.

      Eliminar
  4. De um ao outro venha o diabo e escolha um :)))

    beijinho

    ResponderEliminar
  5. Eheheheh

    Moral da história: O português armado em esperto só ganhou 10 milhões...os preto...ganhou 100, ou seja, TUDO!!... Acho que sei quem é esse fulano! :)))

    Beijinhos e bom fds carnavalesco, Pedro, para si e família!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Difícil saber quem é, Janita.
      Há tantos capazes disto é de muito pior....

      Por aqui não se festeja o Carnaval.
      Não me faz falta nenhuma porque também nunca apreciei.

      Beijinhos

      Eliminar
  6. Pois. Desconfiou que aprendeu com o tuga.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Entre um e outro venha o diabo e escolha, Agostinho

      Eliminar