17 de julho de 2014

República (Velhos hábitos)


Nos tempos em que os Reis mandavam, numa noite escura, à entrada de Dezembro, o Rei veio à varanda do seu iluminado palácio e reparou que a cidade estava escura como breu.
Chamou o seu primeiro-ministro e ordenou-lhe:
- Antes do Natal quero ver a cidade toda iluminada. Toma lá uns cem contitos e trata já de resolver o problema.
O primeiro-ministro chamou o presidente da câmara e ordenou-lhe:
- O nosso Rei quer a cidade toda iluminada ainda antes do Natal. Toma lá 50 contos e trata imediatamente de resolver o problema.
O presidente da câmara chama o chefe da polícia e diz-lhe:
- O nosso Rei ordenou que puséssemos a cidade toda iluminada para o Natal.
Toma lá 20 contos e trata imediatamente de resolver o problema.
O chefe da polícia emite um edital a dizer:
“Por ordem do Rei em todas as ruas e em todas as casas deve imediatamente ser colocada iluminação de natal. Quem não cumprir esta ordem será enforcado”.

Uns dias depois o Rei veio à varanda e, ao ver a cidade profusamente iluminada, exclamou:

- Que lindo! Abençoado dinheiro que gastei. Valeu a pena.

9 comentários:

  1. Parece que ouvi algo semelhante algures em qualquer lado! : ))

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também tenho essa sensação, Catarina :))
      A História repete-se

      Eliminar
  2. Parece que já li AQUI esta história!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me lembro de ter publicado isto antes, ematejoca.
      Mas vou confirmar.
      As férias fazem esquecer algumas coisas.

      Eliminar
    2. Não, não foi aqui, ematejoca.
      Pode ter sido noutro blogue.
      Neste, não.

      Eliminar
  3. Muito bom! :D "Ele" desaparece entre as palavras :P

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Feliz,
      Também gostei muito do texto e da mensagem que o mesmo transmite :)

      Eliminar
  4. Não foi, com certeza, no reino de Portugal e dos Algarves que esta história se passou. Por cá não há comixxões!

    ResponderEliminar