6 de março de 2014

Mais que uma chicotada psicológica, um sintoma de profundo mal-estar


Paulo Fonseca já não é treinador do Futebol Clube do Porto (FCP).
Uma semana depois do que eu tinha previsto, o desfecho há muito esperado.
Até aqui nada de novo.
As chamadas chicotadas psicológicas são vulgares no futebol em Portugal.
Não o são, de todo, no FCP.
Muito menos da forma que esta se processou.
Paulo Fonseca, que já tinha manifestado a sua intenção de abandonar o comando técnico do Porto por mais que uma vez, foi despedido no seu dia de aniversário.
Com requintes de malvadez, Pinto da Costa, que tinha ficado furioso com Paulo Fonseca e o seu anúncio público de querer sair (ratos, lembram-se?), esperou pelo aniversário do treinador para comunicar o seu despedimento.
No mesmo dia em que Paulo Fonseca até orientou o treino, Pinto da Costa despediu-o.
Sintoma de profundo mal-estar existente nas relações entre a equipa técnica e a direcção do clube, este despedimento deixa algumas questões sem resposta:
- Este mal-estar estende-se à própria direcção, como as últimas movimentações parecem indicar?
- São sintoma de uma guerra em volta da sucessão de Pinto da Costa?
- E estende-se ao plantel (Defour, Kelvin, Maicon, Reyes)?
- Luís Castro, claramente uma solução provisória, significa que o treinador pretendido não está disponível?
- A ser assim, confirma-se a hipótese Marco Silva?
Perguntas que ficam à espera de resposta mais para o final da época.
Sim, porque outro dos sinais óbvios que se podem retirar do despedimento de Paulo Fonseca, mais até pela forma como se processou, é que Pinto da Costa dá esta época por perdida.

26 comentários:

  1. ~ Estou completamente a leste.Para mim, o futebol, já não é o que era.

    ~ Então a sua menina maior, está prestes a fazer anos. Como se chama ela?

    ~ ~ ~ Beijinhos. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é que sabia, Majo?
      Março é mês de aniversário da minha mulher (Diamantina, Tina, não digo a idade para não ficar sem o escalpe!! no dia 8); e da minha filha mais velha (Catarina, 16 anos, no dia 30).
      A mais pequenina é a Mariana (10 anos e meio).
      São o meu Mundo!!
      Beijinhos

      Eliminar
  2. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    Estive vendo o Jornal ABola, e lá está, o Porto anda mal, e não será o Marcos da Silva que irá conseguir para que a equipa do Porto volte a estar em forma, como bem referiu o mal está nos bastidores.
    Este ano o campeonato para o FCPorto já foi, infelizmente.
    Abraço amigo do ex=treinador de futebol que nunca levou chicotada psicolólica alguma!...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ao contrário do que é hábito, este anos a casa está muito desarrumada, Amigo Cambeta.
      Nem parece o Porto.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  3. Um Mundo lindo, tenho a certeza.

    No dia 8, vai ter muitas damas a felicitar, embora o dia especial tenha sido criado com outro sentido, nunca é demais mimar.
    Nós agradecemos...

    ~ Um dia deveras bom.~

    ~ ~ ~ Beijinhos. ~ ~ ~

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Majo,
      A prenda da Tina está adquirida, foi por ela escolhida, mas está a caminho.
      No próxima sábado lá estaremos a comemorar.
      No domingo, eu e a ela vamos ver os Stones.
      Start Me Up!! :)
      Beijinhos

      Eliminar
  4. Cheira-me a desorientação, Pedro.
    Falo em relação a Pinto da Costa.

    O momento para despedir Paulo Fonseca foi muito mau. A forma, idem.

    Algo vai muito mal no reino do dragão.

    Aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António,
      Pinto da Costa não perdoou a Paulo Fonseca o facto de ele revelar publicamente que queria sair.
      E espetou-lhe a faca quando mais podia doer.
      Se houve uma má decisão foi o despedimento ter sido tão tardio.
      Paulo Fonseca estava a fazer um mau trabalho e a tomar decisões incompreensíveis.
      Aquele abraço

      Eliminar
  5. O FCP não me diz nada já o Porto me diz muito e bem! :)

    Abraço

    ResponderEliminar
  6. Pedro,
    a crise é mais profunda do que a questão do treinador deixa transparecer, meu caro.

    Sei da existência de salários em atraso, nas modalidades ditas amadoras, de problemas no CA da SAD, de um Pinto da Costa que aguarda que lhe seja feito aquilo que fez a Américo de Sá (nos idos anos 70/80).

    Quanto a Marco Silva, diria que se fosse ele, e depois do exemplo de Paulo Fonseca, não iria para o FC Porto, neste momento são capazes de "lixar" a carreira a qualquer um, mas isto sou eu a pensar alto.

    Pedro, receba aquele abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Salários em atraso, Ricardo?
      Só no Porto?
      Quantas vezes é que já ouvimos essa história?
      Não é por aí.
      O que ali vejo, até com a entrada de Fernando Gomes, é um posicionamento para a sucessão a Pinto da Costa.
      Que ele próprio quer controlar.
      Se for Marco Silva, e acredito que é ele o preferido, é uma oportunidade única para um garoto que começou a treinar há meia dúzia de dias, Ricardo.
      O Porto só queima treinadores quando eles não prestam.
      Não ganham?
      Saem.
      Tão simples quanto isso.
      Aquele abraço

      Eliminar
    2. Pedro,
      dei-lhe a minha opinião e posso, por mensagem privada, provar o que digo, meu caro!

      Será só FCP?
      Claro que não, mas dos três grandes é, no momento, o único a padecer de tal maleita.

      Marco Silva, é bom, mas tem Paulo Fonseca na mente, sabe em que aposto? Tal como o senhor seu Pai em Sérgio Conceição ou, pasme-se, em Jorge Costa, dois bons nomes, que não necessitam apresentações e que, em meu entender, conhecem "frente e verso" o FC Porto.

      Aquele abraço, caro amigo!

      Eliminar
    3. Ricardo,
      O Sérgio Conceição ou o Jorge Costa seriam triturados.
      Pode parecer estranho, mas são demasiado de casa.
      Podem ser óptimos adjuntos, nunca tomar conta da equipa.
      O Ricardo e o meu pai acho que ficaram com a ideia que eu quero o Marco Silva como treinador.
      Não é o caso.
      É apenas o que sinto que os dirigentes do Porto querem.
      Não sei se será bom ou mau.
      Como o Paulo Fonseca provou, é bem diferente treinar uma equipa com o grau de exigência do Porto e treinar um clube que, à partida, apenas não quer descer de divisão.
      Vamos aguardar.
      A acreditar no Expresso, Marco Silva fará o jogo na Luz e irá de lá directo para o Porto.
      Se for assim, vamos ter que esperar pouco tempo para ter a resposta definitiva.
      Aquele abraço!

      Eliminar
  7. Não entenderei, se realmente se tratar de Marco Silva ! ... Afinal a principal "queixa" que havia de Paulo Fonseca, era a sua falta de "curriculum" ! ...
    Ora se é por Marco Silva estar a fazer uma boa carreira no Estoril, igualmente o mesmo se tinha passado com Paulo Fonseca no Paços de Ferreira ! ...
    Não tardará que daqui a meio ano a massa associativa esteja de novo a pedir a substituição do treinador ! :(((

    Abraço, Pedro ! :))
    .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mais do que falta de currículo, Paulo Fonseca falhou redondamente na condução da equipa, na condução do balneário, na relação com a bancada e os jogadores.
      E, muito, na teimosia.
      Aquela mania do duplo pivô defensivo deu cabo do futebol da equipa, Rui.
      Falta de currículo?
      Qual era o currículo de Artur Jorge, de Mourinho, de Villas-Boas, Rui?
      Não é por aí.
      Aquele abraço

      Eliminar
  8. Pinto da Costa fala em ratos, mas esquece ter ido para Vigo passar uns dias em consequência de ser alvo de acção policial.

    Francamente, acho essa criatura um sujeito asqueroso, desde sempre!!

    Paulo Fonseca deveria ter merecido mais respeito por parte di clube, mas seria necessário que Pinto da Costa não fosse aquilo que é e que não estivesse acompanhado por quem tem colaborado com ele ao longo do tempo...

    Abraço de matar saudades, Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seja bem regressada, São!
      Esse "passeio" a Vigo é outra conversa.
      Uma conversa que todos conhecemos.
      Sou portista.
      Mas. como já o afirmei por diversas vezes, não me revejo nada nas práticas do Pinto da Costa.
      Inclusivamente nesta malandrice com o Paulo Fonseca.
      Abraço

      Eliminar
  9. Respostas
    1. Coisa como esta nunca tinha visto no Porto, Maria do Sol

      Eliminar
  10. Questões pertinentes a que coloca, Pedro, a que o tempo dará resposta. Creio que os adeptos portistas há muito deram a época como perdida, mas não creio que seja um drama. Qual é o clube português que se pode gabar de, nos últimos 20 anos, perder , em média, um campeonato de 3 em 3 anos?
    Não estou muito preocupado, porque tem sido norma a seguir a uma época má, o Porto fazer uma época excepcional e espero que a regra se mantenha.
    Quanto ao novo treinador, penso que não estará disponível por agora, mas também admito que dentro da direcção o nome que substituirá Paulo Fonseca não seja consensual.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há tragédia nenhuma, Carlos.
      Tragédias são outras coisas bem mais importantes.
      Dissensões na direcção acerca do nome do treinador?
      Se assim for, mais uma coisa que não é normal no Porto.
      Quem escolhe o treinador é Pinto da Costa.
      Passou a ser uma decisão colectiva?
      Muito estranho....

      Eliminar
  11. O velho senhor não perdoa. Será que os adeptos lhe vão perdoar? A escolha e a demora na decisão de o mandar embora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Pinto da Costa só sai quando quiser, amigo Agostinho

      Eliminar
    2. Referia-me à decisão de Pinto da Costa.

      Eliminar
    3. Eu percebi, Agostinho.
      Mas acho que os adeptos lhe perdoam tudo.
      E ele, só ele, só sai se e quando quiser.

      Eliminar