18 de setembro de 2013

Outra vez problemas na Ponte Sai Van


Não é a primeira vez que aqui critico a opção de amputar uma faixa de cada um dos lados da Ponte Sai Van para as reservar ao trânsito de motociclos.
Gostaria que fosse a última.
Sinto que não o será.
Esta manhã, mais uma vez,  o caos.
Porque, pelo que me foi dito, um automóvel avariou no tabuleiro da Ponte.
Uma vez que não há alternativas pensadas para os casos de avarias ou acidentes, e a Polícia não aparece para fazer o seu trabalho, uma Ponte que foi pensada e construída para permitir o trânsito rápido entre Macau e as Ilhas, entope e transforma-se numa armadilha claustrofóbica.
A situação repete-se, começa a pairar uma sensação de quase apostar na Roda da Sorte quando nos dirigimos para a Ponte Sai Van.
Situação  tanto mais agravada quanto a Ponte Nobre de Carvalho continua permanentemente reservada ao trânsito de transportes públicos.
Mesmo nos dias em que, como hoje, a situação na Ponte Sai Van é caótica.
Se se insiste na teimosia autista de manter amputada em duas faixas a Ponte de Sai Van, afectando a vida de quem tem que utilizar aquela infra-estrutura e sem que ninguém seja responsabilizado por esse facto, pelo menos criem-se alternativas para os dias em que, como hoje, o caos se instala.
Sugestões?
Uma estrutura amovível nas tais faixas reservadas a motociclos, que substituiria aqueles estruturas plásticas inestéticas, que, de repente, como cogumelos, se espalharam pela cidade, e que será reposta quando a situação do tráfego normalizar; a abertura, também temporária e também até a situação normalizar, do túnel que existe na Ponte mas que só é utilizado em dias de tufão; a abertura, ainda e mais uma vez temporária, e também só até a situação normalizar, da Ponte Nobre de Carvalho ao trânsito de todos os veículos.
Ninguém perderia face e evitavam-se estes constantes constrangimentos à vida das pessoas
Ficam as sugestões para quem as quiser seguir.
E sem estudos nem custos.

23 comentários:

  1. Vai levar o seu tempo...

    Boa sorte! : )

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior que ser burro, é ser nhurro, Catarina.
      Quando se é as duas coisas....

      Eliminar
  2. Quando eles fazem as leis não é para bem do povo mas para complicar ainda mais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pior ainda é quando são (muito) mal aplicadas, luís.
      Más decisões, e mal aplicadas, é um cocktail explosivo.

      Eliminar
  3. A mudança de mentalidade e, acima de tudo, a assumpção das responsabilidades leva o seu tempo, Pedro, e sabe como é, ai como aqui a culpa morre, quase sempre, solteira.

    Aquele abraço!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Aqui, e com gente deste calibre, vai morrer velha e solteirona, Ricardo.
      Enervam, pá!
      Aquele abraço!!

      Eliminar
  4. Estimado Amigo Pedro Coimbra,
    O meu fraco ver a situacão poderá ser resolvida sem pensar muito, basta que abram a parte inferior da ponte, para a circulacão exclusiva de motos, já que a mesma só é usada nos das de tufão, penso eu que assim, desta forma o problema fcaria resolvido.
    Nos dias de tufão, seria proibida a circulacão de motos.
    Basta pensar um pouco e as coisas se resolvem.
    Abraco amigo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Amigo Cambeta,
      A DSAT já tem aqui várias sugestões.
      Usem a cabeça, porra!!
      Aquele abraço!

      Eliminar
  5. Subscrevo o comentário do Ricardo e como podes/podemos mudar isso? Tem calma rapaz...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Fatyly,
      A única maneira que vejo é insistir, não ficar calado, não aceitar passivamente estas coisas.
      Contem comigo!!

      Eliminar
    2. Ora bem, tal e qual...mas contestar em sede própria até que alma te/nos doa!

      Eliminar
  6. Sem comentários...porque só apetece dizer algo menos educado.

    Gostei de o ver mais às suas três meninas no facebook, rrss

    Abraço à família.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, São
      Elas é que ajudam a ultrapassar estes momentos mais complicados

      Eliminar
  7. Que surjam os estudiosos a dizer que a coisa vai lá com um estudo eleborado em laboratório.
    É o que faz falta. Um estudo e uma 'pipa de massa' para o mesmo.

    Existe sempre um risco: o de o estudo ir para uma gaveta nos confins de um qualquer gabinete.

    Abraço, Pedro.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Estes estudos, feitos por conceituados "especialistas", custam sempre uma fortuna.
      E não servem para nada, António.
      Grande abraço!!

      Eliminar
  8. Por vezes , parece-me que legislam sem pensar!

    Gostei de o ver com as suas três meninas, rrss

    Tudo de bom para vós.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Legislam e agem, São
      O pior é que, para não perder face, insistem no erro.
      Enerva!!
      As minhas princesas não são umas bonecas? :)

      Eliminar
    2. São, sim senhor! Aliás, a sua mulher tem toda a elegância oriental.E as meninas são iguais, enriquecidas pelo sangue português do Pedro.

      Desculpe a repetição do comentário , mas no ecrã do computador dizia não ter entrado o primeiro.

      Bom final de semana para vós.

      Eliminar
    3. Vou mostrar o comentário à minha mulher que ela fica toda feliz, São.
      Aquelas meninas, as três, são a minha loucura.
      Não imagino a minha vida sem a presença delas.

      Eliminar
  9. Caro Amigo Pedro Coimbra!
    Lastimo saber que os desvalidos habitantes de Macau não são ouvidos pelas autoridades competentes, quando têm seu direito de ir e vir sem obstáculos na ponte que foi criada para dar ligeireza ao tráfego.
    Pelo que vejo nem adianta aquela derradeira atitude de reclamar para o Bispo.
    Caloroso abraço! Saudações viárias!
    Até breve...
    João Paulo de Oliveira
    Diadema-SP

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Amigo João Paulo de Oliveira,
      Estes responsáveis (???) além de autistas, são surdos.
      Ou fazem-se disso.
      A mania de não perder face.
      Que é profundamente irritante.
      Grande abraço!!

      Eliminar
  10. Olá,
    vejo que o caos no trânsito existe em todos os lugares, temos muitos habitantes neste mundo, o que ocasiona esse acúmulo de carro nesse vai e vem. Aqui também poderia ter muita opções de acabar com caos no trânsito mas eles preferem roubar o dinheiro e ter uma vida milionário do que mostrar o por que foram eleitos. Mas continue brigando uma dia eles aprendem.
    Tenha um ótimo dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Minha vida de campo,
      Macau tem excesso de população, excesso de veículos motorizados, falta de bom senso.
      Tudo junto é um cocktail explosivo.
      Votos de um óptimo dia!

      Eliminar